Lágrima ácida em cães: sintomas e tratamento

A lágrima ácida em cães é uma patologia desconfortável e mais frequente em determinadas raças. Saiba tudo sobre o tema e esteja atento a alguns sintomas.

Lágrima ácida em cães: sintomas e tratamento
Atente aos olhos do seu animal de estimação.

É mais frequente em raças de pelo claro, como Poodles, Maltês, Bulldog Inglês, Lhasa Apso e Shih Tzu e trata-se da lágrima ácida em cães, ou seja, manchas de lágrimas intensas, de cor vermelho-acastanhado que surgem por imediatamente por baixo dos olhos.

Apesar do nome desta patologia, as lágrimas possuem um PH neutro, logo não é acida. Porém, um dos constituintes da lágrima é a lactoferrina, que é precisamente a componente responsável pela coloração escura da lágrima, o que provoca o aspeto visual da problemática lágrima ácida em cães.

Em causa está ainda a produção de lágrima em excesso, que não é absorvida e, como tal, sai do olho, causando humidade ao redor do globo ocular, principalmente quando em contato com bactérias comuns na flora da região, podendo, inclusivamente, levar a que o líquido acumulado ganhe um odor fétido.

A lactoferrina também está presente na saliva dos animais, pelo que a lágrima ácida em cães também pode aparecer com alguma frequência em redor da boca e no meio dos dedos das patas – zonas do corpo lavadas recorrentemente pelos cães.

Embora a ocorrência de lágrima ácida em cães provoque apenas desconforto, se não for devidamente tratada, poderá estar perante um problema grave de saúde ocular. Por isso, se nota estas pequenas manchas no seu animal, leve-o ao veterinário o quanto antes.

O que provoca o aparecimento de lágrima ácida em cães?


lagrima acida em caes

A causa para o aparecimento da lágrima ácida em cães pode estar relacionada com diversos fatores:

  • Pestanas encravadas;
  • Infeção do olho;
  • Glândulas lacrimais excecionalmente grandes;
  • Excesso de produção de lágrima;
  • Abertura pequena dos canais lacrimais;
  • Obstrução parcial ou total do canal lacrimal (epífora);
  • Glaucoma ou outra doença ocular;
  • Entrópio (pálpebra invertida);
  • Síndrome braquicefálica;
  • Infeção na orelha;
  • Toma de determinados medicamentos;
  • Exposição ao fumo passivo;
  • Ração desadequada;
  • Comer em malgas de plástico;
  • Stress;
  • Aparecimento da dentição;
  • Tártaro nos dentes;
  • Alteração no trajeto anatómico do canal;
  • Excesso de pelos na região;
  • Genética.

 

A lágrima ácida é comum a todas as raças?


chiwawa

Sim, é um problema que pode acometer todos os cães e até gatos, todavia, é mais intenso e visível em raças de pelo mais claro.

As lágrimas geralmente são o resultado de porfirinas, moléculas que ocorrem naturalmente e contêm produtos de resíduos de ferro, que são, na sua maioria removidos do corpo da maneira usual, seja pela urina ou fezes. No entanto, no caso dos cães e gatos, a porfirina também pode ser excretada através de lágrimas e saliva, pelo que quando assenta em pelos claros ganha uma coloração escura.

Como tratar manchas de lágrima ácida em cães


limpar olhos com soro fisiologico

Há muito a fazer para evitar que esta questão se torne um problema para o seu animal de estimação. Atente às dicas:

  • Manter o rosto meticulosamente limpo e livre de humidade, o que implica esfregar suavemente o focinho do animal pelo menos duas vezes ao dia com um pano húmido, quente e macio;
  • Manter o pelo do focinho aparado;
  • Providenciar uma dieta de alta qualidade, equilibrada e apropriada para o animal e respetivas necessidades;
  • Disponibilizar sempre água potável filtrada e fresca, em vez de água da torneira, que é muitas vezes rica em minerais ou ferro e outras impurezas, incluindo cloro e flúor, que são tóxicos para os animais de estimação;
  • Substituir as malgas de comida de plástico por outras em aço inoxidável, porcelana ou vidro, para evitar a acumulação de bactérias que podem passar para o focinho do animal;
  • Evitar usar o secador de cabelos, para secar o pelo dos animais, visto que ar quente pode irritar ainda mais os olhos.

Veja também: