Dicas para se ver livre do inchaço abdominal

O inchaço abdominal pode ser bastante desconfortável. Para evitar essa sensação, pode necessitar de mudanças na alimentação e estilo de vida.

Dicas para se ver livre do inchaço abdominal
Descubra como pode ver-se livre do inchaço abdominal.

O inchaço abdominal pode ser provocado por diversos motivos, no entanto, todos eles têm um ponto em fator comum: levam ao aumento do volume na zona da barriga.

Muitas das vezes, o inchaço não é causado pela acumulação de gordura, mas sim pela existência de excesso de gás nos intestinos, obstipação ou até mesmo alterações hormonais.

O inchaço abdominal pode ser bastante desconfortável, uma vez que fica evidente na aparência da pessoa e pode inclusive transformar a silhueta da pessoa.

Saiba que é possível contrariar este problema, mas para isso precisa de saber de que forma.

Continue a ler o nosso artigo e descubra ao longo deste as principais dicas para se ver livre do inchaço abdominal.

5 Dicas fundamentais para reduzir o inchaço abdominal


1. Comer mais fruta e hortícolas

fruta e horticolas e inchaco abdominal

A ingestão regular de fruta e hortícolas deve ser a base da alimentação de qualquer pessoa. Estes são alimentos cheios de vitaminas, minerais, antioxidantes e fibras, ou seja, nutrientes que são essenciais ao bom funcionamento do nosso organismo.

Contudo, existem alimentos dentro destes grupos que podem contribuir para o inchaço abdominal, como é o caso da couve-flor e do brócolo.

2. Beber bastante água

agua e inchaco abdominal

Não é só a ingestão adequada de frutas e hortícolas que é importante para a redução do inchaço abdominal. Também a água deve fazer parte do nosso dia-a-dia, para nos manter hidratados e para assegurar o bom funcionamento do nosso organismo.

Deve-se beber, no mínimo, 1,5L de água por dia. Mas não se deve beber muita de uma só vez. O ideal é ir bebendo uma quantidade regular ao longo do dia.

A água pode ajudar a eliminar fluídos e alimentos do organismo mais depressa e se o inchaço for consequência da ingestão elevada de sódio, a água irá eliminar o sal mais rapidamente.

Também se pode optar pela ingestão de alterativas, como é o caso do chá. Ao escolher chá, prefira aqueles que o vão ajudar a aliviar o inchaço, como é o caso do chá de gengibre, chá de hibisco, chá preto e chá de limão.

3. Comer devagar e em pequenas porções de cada vez

comer devagar e inchaco abdominal

Comer devagar e em pequenas porções é uma das principais dicas que devemos adotar, não só para minimizar este problema como também para conseguir perder peso de forma saudável.

Comer devagar contribui para uma boa digestão e, consequentemente, também previne o inchaço abdominal. Adicionalmente a isto, mastigar bem os alimentos ajuda a alcançar uma sensação de saciedade, o que vai fazer com que o consumo excessivo de alimentos não aconteça.

Pequenas porções várias refeições por dia são mais fáceis de digerir, e por isso ajudam a desinchar a barriga.

4. Reduza a ingestão de leite e derivados

iogurte e inchaco abdominal

O iogurte pode ser um aliado na perda de barriga, mas outros laticínios podem ser a causa do problema.

Uma grande parte da população sofre de intolerância à lactose e muitas pessoas não sabem que consumir muitos laticínios pode causar inchaço na zona abdominal. O inchaço é uma das principais reações à impossibilidade de digerir determinadas substancias presentes nos alimentos.

Preferir laticínios sem lactose pode ser uma alternativa, ou então escolher as opções com menos quantidade de lactose.

5. Fazer exercício físico regular

exercicio fisico e inchaco abdominal

Começar a praticar exercício físico regularmente é uma excelente ajuda para trabalhar a zona abdominal. Além disso, melhora o funcionamento do sistema digestivo, reduz a prisão de ventre, ajuda a perder peso, combate a retenção de líquidos e proporciona uma melhor sensação de bem-estar.

Se não pratica atividade física, pode começar com pequenas caminhadas e ir aumentando a intensidade ao longo do tempo. No entanto, é recomendado que faça pelo menos dez mil passos por dia. Para ajudar a contabilizar, um pedómetro pode ser um equipamento bastante útil.

Veja também: