Publicidade:

Hérnia cervical: saiba tudo sobre este problema

A hérnia cervical provoca inicialmente um desconforto moderado, que pode agravar até se tornar limitador e prejudicar a qualidade de vida da pessoa afetada.

 
Hérnia cervical: saiba tudo sobre este problema
Saiba os tratamentos que pode fazer em casa.

Uma hérnia cervical pode surgir em qualquer idade e género, estando frequentemente relacionada, com o processo degenerativo da coluna vertebral, ou em situações menos frequentes, causada por algum traumatismo.

Como surge uma hérnia cervical?


Hernia cervical medico a indicar vertebra

A hérnia do disco cervical é provocada pelo deslocamento de parte do disco intervertebral, que é a região entre uma vértebra e outra, sendo que é mais comum o surgimento da hérnia entre as vértebras C6 e C7, mas independente da localização da hérnia, os seus sintomas serão sempre os mesmos.

No entanto, alguns fatores também contribuem para o surgimento de uma hérnia discal cervical, tais como:

  • Má postura;
  • Sedentarismo;
  • Realização de movimentos repetitivos, muito frequentes em algumas profissões;
  • Stress;
  • Fatores genéticos.

 

Sintomas provocados pela hérnia discal


Hernia cervical mulher com cefaleias fortes

Independente da localização da hérnia cervical, os seus sintomas serão sempre os mesmos, podendo manifestar-se da seguinte forma:

  • Dor no pescoço, que pode irradiar para ombros, braços e mãos, que podem dificultar a realização de um sem número de tarefas do dia-a-dia;
  • Sensação de formigueiro / dormência nas mãos;
  • Espasmos musculares;
  • Sensação de peso nos ombros;
  • Cefaleias;
  • Diminuição da força num ou nos dois braços;
  • Braquialgia, consiste numa dor intensa num dos braços, devido à compressão das raízes nervosas cervicais;
  • Mielopatia ou quadro neurológico grave, devido à compressão da medula espinhal.

 

Diagnóstico da hérnia cervical


Hernia cervical ressonancia magnetica nuclear

O diagnóstico da hérnia discal cervical é feito com recurso a exames de imagem, tais como:

  1. Tomografia computorizada (TAC), é o exame mais rápido e acessível é a radiografia da coluna cervical, que permite ver alterações degenerativas da coluna cervical. Este exame permite efetuar o diagnóstico da hérnia mas não é o exame que apresenta as melhores imagens sobre as partes moles e sobre a compressão da medula ou sobre as raízes nervosas.
  2. O melhor exame para o correto diagnóstico é a ressonância magnética nuclear (RM) que permite ver as características dos discos e aferir o diagnóstico preciso.
  3. Como último recurso, poderá ser necessário realizar uma electromiografia, para analisar o grau de atingimento das raízes nervosas, e despiste da compressão de nervos periféricos.

 

Qual é o tratamento da hérnia cervical?


Hernia cervical pilates

O tratamento para a hérnia cervical depende da localização da hérnia, gravidade dos sintomas e do grau de compressão dos nervos da coluna.

Na fase inicial, as crises de dor cervical deverão ser tratadas com medidas médicas e preventivas, tais como:

  • Mudança de hábitos do dia-a-dia: cuidados na realização de esforços físicos, apostar na adoção de posturas corretas ergonómicas e realização de exercício físico (exemplo, caminhadas, hidroterapia ou pilates);
  • Aplicar compressas quentes na região dolorosa 3 vezes por dia;
  • Reeducação postural global, para correção da postura, de forma a tentar reduzir a compressão das raízes;
  • Fazer alongamentos para melhorar os movimentos do pescoço;
  • Fazer exercícios para fortalecimento dos músculos das costas;
  • Realização de massagens, ultrassons e programas específicos de exercício;
  • Manutenção do peso corporal;
  • Medicação prescrita pelo seu médico, tais como: anti-inflamatórios (ex. ibuprofeno), relaxantes musculares (ex. ciclobenzaprina) e analgésicos (Ex. Paracetamol);
  • Repouso;
  • Fisioterapia;
  • Eventualmente utilizar colar cervical, para evitar movimentos bruscos do pescoço;
  • Evitar tudo o que piora as dores: trabalho físico pesado, ficar muito tempo numa mesma posição, fazer movimentos bruscos.

Nos doentes com dor que não melhora ou desaparece com as medidas referidas anteriormente, provavelmente será necessário optar pela cirurgia, para retirar a hérnia e descomprimir a coluna cervical.

Veja também:

Enfª Bárbara Andrade Enfª Bárbara Andrade

Bárbara Andrade é Enfermeira Especialista em Reabilitação e Formadora em várias entidades. Desta forma, tem como princípios a promoção e a educação para a Saúde nas diferentes faixas etárias. Terminou a Especialidade em Enfermagem de Reabilitação na ESEnfCVPOA e exerce atualmente o cargo de enfermeira no CHEDV - HSS.

O Vida Ativa disponibiliza e atualiza informação, não presta serviços de aconselhamento nutricional, de saúde ou de treino. O Vida Ativa não é proprietário nem responsável pelos produtos e serviços de terceiros apresentados, por conseguinte não será responsável por quaisquer perdas ou danos que possam resultar de quaisquer imprecisões ou omissões. A informação está atualizada até à data apresentada na página e é prestada de forma geral, tratando-se de textos meramente informativos, pelo que não constitui nem dispensa a assistência profissional qualificada e individualizada. Caso pretenda sugerir uma atualização, por favor, envie-nos a sua sugestão para: [email protected].