A gravidez semana a semana: guia completo

Há muita coisa a acontecer no seu corpo durante a gravidez e é importante estar esclarecida. Este guia da gravidez semana a semana esclarece as suas dúvidas.

A gravidez semana a semana: guia completo
Um guia para a acompanhar em cada semana.

Diz-se que uma gravidez tem 9 meses mas, na verdade, são 40 semanas ou 280 dias, sendo que o parto pode ocorrer duas semanas antes ou duas semanas depois.

Como se já não bastasse esta confusão entre meses, semanas e dias ainda existem duas contagens diferentes, a dos obstetras e a dos embriologistas que, antes de avançarmos para este guia da gravidez semana a semana, importa esclarecer.

O Guia da gravidez semana a semana


Gravidez semana a semana: O perído embrionário

Os embriologistas estudam o embrião, pelo que definem o período embrionário como o intervalo de tempo a partir da 4ª semana até à 8ª semana, após a conceção.

Para os obstetras, por uma questão prática, o primeiro dia da gravidez é contado a partir da última menstruação.

Assim, quando é feita a primeira ecografia, cerca das 7 semanas, na verdade, o bebé existe apenas há 5 semanas, porém, para efeitos de contagem para o termo, são estes números que importam.

Para acompanhar a gravidez passo a passo e, assim, viver estes tempos sem ansiedade e sobressaltos, fique a saber de seguida o que vai acontecer no seu corpo e com o seu bebé, mês a mês.

gravidez passo a passo

Gravidez semana a semana: O Primeiro Trimestre


Nestes primeiros meses, parece que nada acontece mas a gravidez evoliu passo a passo e é quando se dão as maiores transformações.

Semana a semana, até prefazer as 12 semanas, o seu bebé estará completamente formado, depois, é tempo de amadurecer os orgãos, a crescer e a engordar. Pode não notar alterações no seu corpo mas, neste período, é quando deve ter mais cuidados.

O Primeiro mês

o primeiro mes de gravidez
Nas primeiras semanas de gravidez, a mulher ainda não deu conta de nada mas o seu corpo já está em mudança. Antes do atraso na menstruação, o útero amolece, aumenta a cavidade e, à medida que cresce reduz a espessura das paredes.

  • Semana 1

Na primeira semana, dá-se a ovulação. Depois do espermatozoide se encontrar com o óvulo e de acontecer a fecundação, começa a multiplicação das células.

Ao fim de 30 horas, aquele que era um só ovo e uma célula, transforma-se em duas células, 40 horas depois terá 4 células, ao terceiro dia são 16 células, no quarto são 32 células e é quando termina a viagem pela trompas e chega ao útero.

A multiplicação de células mantém-se e entre o 5º e o 6º dia o embrião implanta-se no útero. As células continuam a organizar-se para formar o sistema nervoso central, o sistema musculoesquelético, a pele e os orgãos.

  • Semana 4

Às quatro semanas de gravidez já tem um sistema sanguíneo independente da mãe. Vê-se apenas uma espécie de vesícula e o embrião é um disco achatado com 2 mm. Os neurónios começam a formar-se, assim como todos os orgãos e os olhos,  as orelhas e a boca começam a desenhar-se.

A mãe vai começar a sentir o peito com hipersensibilidade e uma espécie de formigueiro. Se a isto somar o atraso da menstruação e as constantes corridas para o quarto de banho, é boa ideia fazer um teste para confirmar aquilo que já suspeita.

O segundo mês

o segundo mes de gravidez
Este é um mês crítico no desenvolvimento do bebé. Os olhos, o nariz, a boca e as orelhas começam a definir-se. O estômago produz sucos gástricos, o fígado células sanguíneas e os rins ácido úrico.

  • Semana 5

O embrião mede já 2 ou 3 mm, o tamanho de um pequeno caroço de laranja.

Uma das camadas de células especializadas vai formando o tubo neural, que mais tarde se transformará na coluna vertebral e no cérebro.

  • Semana 6

Pela sexta semana, mede 4 a 5 mm, é a altura de consultar o seu médico e poderá ter a sorte de conseguir ouvir o coração. O tubo neural está encerrado.

Entretanto começam a formar-se os membros superiores e inferiores que são agora uns botões. Depois, as mãos e os pés começam a achatar-se e distinguem-se do resto.

Começam a formar-se as orelhas e começa a mexer-se mas a mãe ainda não consegue perceber. Às oito semanas pesa 2 g e mede 20 mm.

Nesta fase a mãe poderá estar constantemente com sono, sintoma que poderá durar até ao final do primeiro trimestre.

  • Semana 7

Esta semana, uma das principais mudanças é o inicio da construção do cérebro. Este dividir-se-á em três partes: o cérebro anterior, o cérebro médio e o cérebro posterior.

O cérebro anterior é o responsável pelo raciocínio, pela solução de problemas e pela formação e retenção de recordações. O cérebro médio retransmite os sinais eléctricos para o seu destino final no cérebro. E o cérebro posterior ocupa-se da respiração, do ritmo cardíaco e do movimento muscular.

Os braços e as pernas já existem, embora neste momento pareçam uns remos.

  • Semana 8

O bebé começa a movimentar-se apesar de a mãe ainda não os conseguir sentir. O embrião mede cerca de 16 mm, o tamanho de um feijão, e pesa cerca de 1 gr.

Apesar de minúsculo, o coração do seu bebé bate ao ritmo de 150 pulsações por minuto.

O crescimento uterino pode provocar algum desconforto à mãe ou mesmo dor na parte inferior do abdómen.

O terceiro mês

o terceiro mes de gravidez

  • Semana 9 

Na nona semana, os dedos do seu bebé já estão formados mas ainda ligados, a cabeça é proeminente.  À décima semana os ouvidos, o nariz e os olhos estão em desenvolvimento, a boca é visível, os dedos separam-se e termina a formação dos orgãos.

Poderá estar numa fase de enjoos e mau-estar, principalmente de manhã, no entanto estes sintomas costumam desaparecer com o final do primeiro trimestre. Fale com o seu médico, poderá ser necessário a toma de medicação para alívio dos sintomas.

  • Semana 10

Os dedos separam-se e termina a formação dos órgãos. Sua genitália está em processo de finalização e será possível em breve já distinguir através do exame de ecografia.

  • Semana 11

Às onze semanas, o seu bebé mede 47 mm, a cabeça mede um terço do comprimento total, os olhos começam a aproximar-se da zona ventral e o diafragma está quase formado.

Um novo desconforto pode surgir nesta nova etapa que é a acumulação de saliva na boca. Mas o sintoma será passageiro e desaparecerá assim como veio, de uma hora para a outra.

  • Semana 12

Nesta semana os olhos já estão na parte central, as orelhas perto do local definitivo e os membros atingem o tamanho relativo em proporção ao corpo.

Com sorte, já é possível determinar o sexo. Os orgãos e os músculos começam a trabalhar. O coração já tem a estrutura definitiva e o sistema respiratório está formado.

O seu bebé mexe e fecha a boca e mexe os membros, franze as sobrancelhas e já consegue engolir. A partir das 12 semanas é quando o útero começa a empurrar a parede abdominal. Nessa altura pode notar, na balança, entre 550 g a 700 g a mais.

  • Semana 13

Na 13ª semana, o seu bebé é agora um feto com 73 mm, surgem os 20 alvéolos dentários e começa a produzir urina.

Gravidez semana a semana: Exames do primeiro trimestre

  • Análises gerais: hemograma, glicemia em jejum, função renal;
  • Caracterização do grupo de sangue e factor RH;
  • Análises imunológicas: rubéola, toxoplasmose, CMV, hepaptite B, hepatite C, sífilis, HIV;
  • Avaliação de fatores infecciosos: urocultura com TSA;
  • Ecografia entre as 11 e as 13 semanas (é possível que faça uma antes, na sua primeira consulta);

>> Conheça aqui a lista detalhada de exames do primeiro trimestre de gestação

Importante:

  • Fazer, com rigor, uma alimentação equilibrada;
  • Tomar, com rigor, a suplementação indicada;
  • Exercício físico diário (caminhada);
  • Cuidar da pele (hidratar);
  • Cuidados com roupa e calçado (roupas confortáveis e sapatos rasos);
  • Evitar esforços;
  • Dormir bem (7 a 8 horas);
  • Ter atenção a qualquer sinal de alarme (dor e sangramento);

 

Gravidez semana a semana: O Segundo Trimestre


Esta é a melhor fase da gravidez. Em princípio, o sono já passou, as náuseas e os vómitos também, ainda não está muito volumosa e está a viver o verdadeiro estado de graça. E o melhor de tudo: vai começar a sentir o seu bebé e sente-se mais tranquila.

O quarto mês

o quarto mes de gravidez

  • Semana 13
  • O seu bebé é agora um feto com 73 mm, surgem os 20 alvéolos dentários e começa a produzir urina.

    Os sintomas indesejados como os enjoos e maus-estares matinais começam a desaparecer. Em alguns casos ele pode persistir até o final da gestação, mas são poucas as mulheres que passam por isso.

  • Semana 14

Às 14 semanas, o seu bebé mede 11,5 cm e pesa 19 g. Tão pequenino! A pele é rosada e delicada, a cabeça continua um pouco grande, consegue engolir, a medula já forma células sanguíneas e a coluna vertebral já está ossificada. O coração está formado e no sítio definitivo.

  • Semana 15

Os dedos já estão formados e separados. O bebé já chupa seus dedinhos.

A espessura da pele aumenta mas ainda é transparente. O pescoço alonga-se e a cabeça já não se encontra numa posição tão dobrada em direção ao peito

São muitas as mulheres que começam a sentir o bebé nesta semana, uma espécie de girino, tal suave ainda são os seus movimentos.

  • Semana 16

Entretanto, começa a surgir uma penugem e as unhas. O bebé já está muito ativo, consegue ouvir, os genitais estão bem formados, o intestino já forma mecônio (matéria fecal) e o músculo cardíaco está bem desenvolvido. Começa a levar as mãos à boca e a chuchar no dedo.

O quinto mês

o quinto mes de gravidez

  • Semana 17

O seu bebé é do tamanho de um abacate, é iniciada a produção da vérnix caseosa, que é um protetor da pele espalhado por todo corpo do bebé, cuja função é produzir calor e garantir o desempenho do metabolismo.

A partir desta semana o bebé começa a engordar, porque agora, a formação passa a ser mais lenta e o ganho de peso fica mais intenso.

O feto sabe abrir corretamente a boca e aprendeu a engolir. Periodicamente, engole líquido amniótico, no qual se encontra mergulhado, e elimina-o através do xixi.

O coração do seu bebé bombeia o equivalente a 22 litros de sangue por dia.

  • Semana 18

Formam-se os alvéolos pulmonares, o córtex e os orgão sexuais amadurecem. As sobrancelhas e as pestanas já se notam, a pele está menos transparente, as pernas estão mais longas e a distância do umbigo à púbis aumentou.

A mãe começa a perceber os movimentos e o bebé já dorme, acorda e cospe! Quando chega às 20 semanas, o bebé mede 22 cm e já pesa 300 g.

  • Semana 19

O cérebro está em fase de aperfeiçoamento e todos os sentidos estão a se desenvolver.

Os ossos dos ouvidos estão em fase final de desenvolvimento, por isso, ele já consegue escutar ruídos e sons externos.

  • Semana 20

O seu bebé tem o tamanho aproximado de um pimento. A partir deste momento, o seu bebé ouve, vê, tem emoções, e participa ativamente na sua vida partilhando as mudanças de humor e as sensações da mãe.

A mãe começa a sentir alguns desconfortos devido ao peso da barriga, assim como a frequência de ir urinar tem tendência a aumentar, devido ao peso extra em cima da bexiga.

Até o final da gestação o umbigo poderá ficar totalmente para fora, mas isso se normalizará após o nascimento do bebé.

O sexto mês

o sexto mes de gravidez

  • Semana 21

O seu filho já mede um palmo e pesa cerca de 300gr.

A memória começa a surgir, por isso o bebé pode identificar a voz da mãe e do pai, diferenciar músicas, entre outros.

O principal desenvolvimento desta semana é o dos ossos. O aparelho digestivo já está preparado para que o bebé possa engolir o líquido amniótico, e absorver a água aí presente, enquanto que o intestino delgado já pode metabolizar o açúcar.

O bebé já tem seu próprio ciclo de sono, que pode ou não estar relacionado com o da mãe.

  • Semana 22

A pele é mais vermelha e enrugada mas começa a ficar gordinho. Surgem as impressões digitais, nasce o cabelo verdadeiro, começam os movimentos respiratórios e o reflexo de sucção.

Podem começar os soluços, a mãe poderá sentir uns espasmos rítmicos no útero. O bebé já abre os olhos mas passa cerca de 20 horas a dormir. O bebé é sensível a sabores, por isso, cautela com comidas muito picantes ou com sabores muito intensos.\

  • Semana 23

A pele do bebé ainda está muito vermelha, por causa da grande quantidade de vasos que percorrem a fina pele dele.

Apesar de contra-indicado, caso tenha algum problema durante a gestação, com 23 semanas o bebé já é capaz de sobreviver com a ajuda de máquinas e apoio médico, caso venha ao mundo.

  • Semana 24

Os olhos do bebé estão em constante formação, a íris está formada. Todos os músculos estão formados, bem como os ossos mais duros.

As papilas gustativas estão em formação e com isso o bebé já desenvolve uma vontade e desejo de coisas doces.

Com a diminuição do espaço entre o bebé e as paredes do útero, os movimentos que faz podem ficar visíveis a olho nu.

  • Semana 25

O final do segundo trimestre: já mede 32 cm e pesa o dobro do mês anterior, 600 g. Se nascer tem hipóteses de sobreviver.

Todos os neurónios de que o bebé necessitará ao longo da sua vida aparecerão durante este mês, embora as ligações entre os nervos demorem anos a completar-se.

Começam a desenvolver-se por debaixo da pele, vasos sanguíneos minúsculos, chamados capilares, que lhe darão uma cor rosada

Gravidez semana a semana: Exames do segundo trimestre

  • Análises gerais;
  • Análises imunológicas: toxoplasmose, sífilis,
  • Avaliação de fatores infecciosos: urocultura com TSA;
  • Rastreio de diabetes;
  • Avaliação da presença de anticorpos anti-D;
  • Ecografia morfológica às 22 semanas;

>> Conheça aqui a lista detalhada de exames do segundo trimestre de gestação

Importante:

  • Fazer, com rigor, uma alimentação equilibrada;
  • Tomar, com rigor, a suplementação indicada;
  • Exercício físico diário (caminhada);
  • Cuidar da pele (hidratar);
  • Não deitar de barriga para cima;
  • Atenção aos movimentos do bebé;
  • Cumprir calendário de exames: análises, ecografia e amniocentese (se indicada);
  • Evitar esforços excessivos;
  • Atenção às perdas de sangue ou líquido amniótico;
  • Tratar do quarto do bebé;

 

Gravidez semana a semana: O Terceiro Trimestre


Chegou às 28 semanas e está na fase final da gravidez, se conseguir passar estes últimos tempos por causa, melhor.

Nesta fase, a sua barriga vai dar um pulo de gigante, as emoções estão ao rubro e começam as dificuldades respiratórias, o cansaço e as dores nas pernas e costas, relacionadas com o peso e a pressão do bebé no diafragma. Mas… alegria!, o seu bebé está a chegar!

O sétimo mês

o setimo mes de gravidez

  • Semana 26

Chegou às 26 semanas, nesta fase, a sua barriga vai dar um pulo de gigante, as emoções estão ao rubro e começam as dificuldades respiratórias, o cansaço e as dores nas pernas e costas, relacionadas com o peso e a pressão do bebé no diafragma.

A pele está menos enrugada, os olhos estão agora sensíveis à luz, desaparece a membrana pupilar e o bebé abre e fecha os olhos completamente, como um bebé de termo.

Os cinco sentidos estão alerta e já reconhece a voz dos pais. O bebé pode dar a volta, colocando-se com a cabeça para baixo até ao momento do parto, responde a estímulos e, como tem menos espaço, os movimentos são mais notados.

  • Semana 27

O seu bebé pesa à volta de 1Kg e mede cerca de 35cm. O espaço uterino está cada vez mais apertado e o bebé pode estar acomodado em diversas posições como de lado, sentado ou já virado de ponta cabeça.

Apesar de os pulmões estarem completamente desenvolvidos, o útero não os utiliza e o bebé recebe oxigénio da placenta através do cordão umbilical, e do que bebe na bolsa amniótica.

  • Semana 28

Às 28 semanas, o seu bebé pesa 1100 g e já mede 36 cm. É uma boa altura para a mãe se inscrever num curso de preparação para o parto e preparar a mala para a maternidade (não deixe para a última!).

A partir de agora, pode começar a sentir as contrações de Braxton-Hicks (falsas contrações). De qualquer modo, perante alguma dúvida, por pequena que seja, consulte o seu ginecologista/obstetra ou dirija-se às urgências para que lhe efetuem uma ecografia de controlo e possa ficar tranquila.

  • Semana 29

O cérebro, completamente formado e funcionando, ajuda na regulação de temperatura e no controle da respiração e também reage à dor.

É uma fase bem ativa para o bebé que se move, se vira e brinca o tempo todo dentro da barriga. Faz movimentos tão bruscos que é possível sentir pés, mãos, braços e cotovelos se movimentando.

  • Semana 30

Está a engordar bem e a superfície da sua pele é mais lisa e pálida devido à gordura que está a acumular. Esta gordura será um fator importante da sua capacidade para conservar o calor.

  • Semana 31

O comprimento do seu bebé é de cerca de 40cm e pesa, mais ou menos, 1,5Kg.

Nesta etapa ele já responde a estímulos externos como a voz dos pais e caricias na barriga.

O oitavo mês

o oitavo mes de gravidez

  • Semana 32

O bebé tem todos os orgãos, exceto os pulmões que continuam a amadurecer, a funcionar em pleno. Às 32 semanas, com 41 cm, pesa 1800 g e o peso vai continuar a aumentar a uma velocidade de 200 g por semana.

Já distingue o doce do ácido e, alguns especialistas garantem que o bebé já sonha. Tem o seu próprio ritmo, independentemente das rotinas da mãe.

  • Semana 33

A penugem fina, que antes cobria o seu corpo, o lanugo, desapareceu completamente deixando à mostra uma pele cor-de-rosa protegida pela camada de gordura que a torna impermeável.

Por causa do tremendo crescimento do cérebro, a circunferência da cabeça aumentou em cerca de 1,2 cm apenas nesta semana.

O feto movimenta-se menos nesta fase, pois o espaço à sua volta é mais pequeno e o líquido amniótico começa a diminuir.

  • Semana 34

O soluço do bebé é uma situação normal e chega a ficar mais recorrente com o passar do tempo. Os soluços podem ser incómodos, mas necessários, pois a sua presença indica a formação completa do sistema nervoso e do diafragma.

  • Semana 35

Os olhos ainda não possuem a cor definida, já que a pigmentação da íris só se completará um período após o nascimento.

O sistema nervoso do bebé está totalmente formado. Geralmente, por volta do final deste mês da gravidez, o feto coloca-se de cabeça para baixo, que é a melhor posição para nascer e a mais frequente. No entanto, pode ser necessário recorrer a uma cesariana.

  • Semana 36

O seu bebé já mede uns 46cm de comprimento e o seu peso pode chegar aos 2,8 quilos.

O bebé já está completamente formado, esses últimos dias servem para amadurecer os órgãos e adquirir mais peso e tamanho.

Os pulmões já funcionam normalmente e seus rins conseguem produzir em média 600 ml de urina que é libertado diretamente no líquido amniótico.

Neste período, é importante contar os movimentos fetais. Deve sentir o seu bebé mexer pelo menos 10 vezes durante 12 horas. Caso não sinta movimentos fetais, consulte o médico para ver se há algo errado.

  • Semana 37

Se o seu bebé nascer hoje, ele já é considerado um bebé de termo, capaz de sobreviver sozinho.

O bebé age cada vez mais como um recém-nascido: dorme, acorda, mexe as mãos e abre e fecha os olhos.

O nono mês

o nono mes de gravidez

  • Semana 38

Às 36 semanas, o seu bebé pesa 2200 g e mede 46 cm. A partir das 38 semanas, está pronto para nascer e é considerado um bebé de termo.

É importante estar atenta aos sinais do parto, quando sentir contrações de em 5 em 5 minutos, com a duração de 1 minuto, está na hora de pegar na mala da maternidade e no seu acompanhante e, dirigir-se para o hospital.

Se, entretanto, a bolsa de águas rebentar, não pode esperar mais do que 12 horas para ir para hospital, independentemente das contrações.

  • Semana 39

Nesta fase, o bebé apenas ganha peso e pode pesar cerca de 3,3 kg e medir cerca de 50 cm.

O bebé pode ficar dentro do útero da mãe até às 41 semanas de gestação. O seu sistema imunológico e muito sensível ainda e necessita dos anticorpos da mãe.

Os pulmões continuam a fabricar surfactante para impedir os sacos de ar (alvéolos) de colarem uns nos outros quando o bebé respirar pela primeira vez.

  • Semana 40

Caso não tenha recomendações contrárias, deve de praticar relações sexuais pois ajudam na libertação de hormonas que provocam o relaxamento e podem até acelerar ou induzir o trabalho de parto.

A visão e os outros sentidos do seu bebé estão formados, no entanto, ao nascer, a criança poderá ter dificuldades em focar a visão mais longe do que 40cm. A distância ideal é de 30cm, que é a distância do rosto da mãe até os seios.

  • Semana 41

Se as contrações não iniciarem espontaneamente até este período, o médico provavelmente terá que fazer a indução do parto, com ocitocina sintética no hospital.

Gravidez semana a semana: Exames do terceiro trimestre

  • Análises gerais;
  • Análises imunológicas: toxoplasmose, sífilis, serologias para a hepatite B, hepatite C, HIV 1 e 2;
  • Avaliação de fatores infecciosos: urocultura com TSA, exsudado vaginal e rectal;
  • Provas de coagulação;
  • Ecografia entre as 28 e as 32 semanas;

>> Conheça aqui a lista detalhada de exames do segundo terceiro de gestação

Importante:

  • Fazer, com rigor, uma alimentação equilibrada;
  • Tomar, com rigor, a suplementação indicada;
  • Exercício físico diário (caminhada);
  • Cuidar da pele (hidratar);
  • Não deitar de barriga para cima, dê sempre prioridade dormir virada para o lado esquerdo;
  • Atenção aos movimentos do bebé;
  • Vigilância do bem-estar fetal (CTG);
  • Cumprir calendário de exames: análises e ecografia;
  • Evitar esforços excessivos;
  • Atenção às perdas de sangue ou líquido amniótico;
  • Atenção às contrações dolorosas e regulares;
  • Atenção à diminuição dos movimentos do bebé, até no máximo às 37 semanas;
  • Tratar da mala para maternidade da mãe, pai e bebé;
  • Não esquecer de levar: boletim da grávida, kit para recolha das células estaminais e a cadeirinha para o carro.

A gravidez é, na maioria dos casos, um dos momentos mais bonitos, excitantes e tranquilos da vida da mulher. Acompanhar a barriga a crescer, passo a passo, é, sem dúvida, mágico. Cuide-se para que se sinta e encha-se de alegria porque, a partir de agora, os seus dias vão ter outro brilho.

Veja também:

Enfª Bárbara Andrade Enfª Bárbara Andrade

Bárbara Andrade é Enfermeira Especialista em Reabilitação e Formadora em várias entidades. Desta forma, tem como princípios a promoção e a educação para a Saúde nas diferentes faixas etárias. Terminou a Especialidade em Enfermagem de Reabilitação na ESEnfCVPOA e exerce atualmente o cargo de enfermeira no CHEDV - HSS.