Quando fecha a fontanela ou moleira do bebé?

É importante ir vigiando a fontanela ou moleira do bebé ao longo dos primeiros dois anos de vida, de forma a prevenir alterações cerebrais visíveis.

 
Quando fecha a fontanela ou moleira do bebé?
Conheça os cuidados necessários a ter com a fontanela do bebé.

A fontanela ou moleira do bebé geralmente causa alguma estranheza ou medo nos recém-papás ou pais de primeira viagem, no entanto esta zona da cabeça mais mole não é nada mais do que aberturas no osso do crânio do bebé separadas por linhas também abertas, chamadas suturas.

A fontanela anterior ou moleira é maior que a fontanela posterior, medindo cerca de dois dedos, contudo, o tamanho é muito variável entre bebés. Se colocar os dedos por cima (sem pressão), ou por vezes até só com o olhar, poderá sentir/visualizar pulsação (batimentos rítmicos).

Funções da fontanela ou moleira do bebé


fontanela ou moleira do bebe cabeca do bebe perfeita

Num adulto, os ossos do crânio são uma estrutura mais sólida e coesa mas, quando nascemos, estes ossos ainda não estão firmemente ligados. Ao longo dos primeiros dois anos de vida do bebé verifica-se que a fontanela do bebé fecha, isto acontece de forma a se atingir os seguintes objetivos:

  • A fontanela aberta, promove o momento do parto, facilitando a passagem da cabeça do bebé através do canal vaginal;
  • Permite o crescimento cerebral adequado. No primeiro ano de vida, o cérebro cresce metade do seu tamanho que terá quando adulto, alcançando quase seu crescimento total ao fim do segundo ano de vida;
  • Permite avaliar a pressão intracraniana.

Após este período, o espaço das fontanelas vai solidificando gradualmente devido a um processo designado ossificação, formando quatro suturas.

Possíveis complicações inerentes e cuidados a ter com a fontanela ou moleira do bebé


fontanela ou moleira do bebe pai a tocar na moleira do bebe

Uma possível complicação no desenvolvimento do bebé, extremamente preocupante, é quando as fontanelas fecham antes do tempo (cranioestenose), desta forma, o cérebro fica sem espaço para crescer.

Esta situação, pode causar lesões neurológicas graves, hipertensão intracraniana e deformidade no crânio e face. Esta situação atinge mais bebés do sexo masculino do que do sexo feminino, três para um, acometendo um em cada 2000 nascimentos.

Para  além da craniostenose, em situações patológicas, podem-se verificar as seguintes situações, temporárias:

1. Fontanela alta ou abaulada

Pode ser indicador de tensão no bebé ou de doença, como por exemplo uma infeção como a meningite (infeção aguda do Sistema Nervoso Central).

2. Fontanela baixa/deprimida ou afundada

Possível quadro de desidratação, que deve ser confirmado com outros parâmetros clínicos como, olhos encovados, ausência de lágrimas, mucosas secas e descoradas e através de análises sanguíneas e/ou à urina.

Deverá ter em consideração que, para analisar a fontanela ou moleira do bebé, é necessário que este seja mantido numa posição vertical, já que, se o bebé estiver deitado, poderá haver uma impressão irrealista de abaulamento na fontanela.

Apesar de ser um local anatómico que os pais evitam tocar, por ser frágil e mole, não existe perigo de o fazer se não for tocado com muita pressão, assim não provoca dor nem alterações no recém-nascido.

Quando fecha a fontanela ou moleira do bebé?


fontanela ou moleira do bebe medico a medir perimetro da cabeca do bebe

Nas consultas de rotina, o seu médico de medicina geral e familiar ou pediatra, conseguem fazer o diagnóstico (se a fontanela está ou não fechada) ao verificar com os seus dedos a fontanela.

Para além do toque, nas consultas de avaliação do crescimento infantil, até aos 3 anos de idade, são registadas algumas medidas antropométricas, conhecidas como indicadores do crescimento, como por exemplo, o perímetro cefálico (PC).

Caso suspeitem que a fontanela fechou antes do tempo, podem requisitar meios de diagnóstico complementares, como por exemplo, TAC crânio-encefálica ou RX crânio, de forma a verificarem se as suturas estão fechadas e as possíveis malformações dos ossos da face e do sistema nervoso que o fecho precoce da fontanela pode causar.

Algumas intervenções no desenvolvimento do crânio do bebé têm uma data limite para sofrer intervenção, caso contrário poderá haverá sequelas irreversíveis, que podem influenciar negativamente sua vida, principalmente a auto-estima no caso de cabeça deformada.

O tratamento é cirúrgico e tem por objetivo criar espaços para o desenvolvimento normal do cérebro e corrigir as deformidades existentes, prevenindo ou aliviando as sequelas que possam existir.

Veja também:

 

Enfª Bárbara Andrade Enfª Bárbara Andrade

Bárbara Andrade é Enfermeira Especialista em Reabilitação e Formadora em várias entidades. Desta forma, tem como princípios a promoção e a educação para a Saúde nas diferentes faixas etárias. Terminou a Especialidade em Enfermagem de Reabilitação na ESEnfCVPOA e exerce atualmente o cargo de enfermeira no CHEDV - HSS.

O Vida Ativa disponibiliza e atualiza informação, não presta serviços de aconselhamento nutricional, de saúde ou de treino. O Vida Ativa não é proprietário nem responsável pelos produtos e serviços de terceiros apresentados, por conseguinte não será responsável por quaisquer perdas ou danos que possam resultar de quaisquer imprecisões ou omissões. A informação está atualizada até à data apresentada na página e é prestada de forma geral, tratando-se de textos meramente informativos, pelo que não constitui nem dispensa a assistência profissional qualificada e individualizada. Caso pretenda sugerir uma atualização, por favor, envie-nos a sua sugestão para: [email protected].