5 Motivos para escovar os dentes do seu cão frequentemente

Escovar os dentes do seu cão é fundamental para prevenir mau hálito, tártaro, doença peridontal e, em último caso, a perda de dentes.

Powered by: Vetecare
5 Motivos para escovar os dentes do seu cão frequentemente
A acumulação de bactérias na boca do seu cão podem causar infeções sistémicas em vários órgãos.

Escovar os dentes do seu cão contribui para a sua higiene oral, saúde e bem estar. Tal como nas pessoas, os cães possuem bactérias na boca que se multiplicam e organizam em forma de biofilme e, se não forem removidas, formam a chamada placa bacteriana, podendo inclusive provocar outros problemas mais sérios.

A escovagem é capaz de quebrar essa placa e retirar mecanicamente essas bactérias e a pasta dos dentes contém substâncias abrasivas que ajudam nessa remoção mecânica.

Escovar os dentes do seu cão: escova dos dentes e pasta adequadas


Escovar os dentes do seu cao

Para escovar os dentes do seu cão irá precisar de uma escova apropriada, uma pasta dos dentes para cães e ensinar o seu cão a permitir a escovagem.

Deve ensinar o seu cão desde cachorro a deixar escovar os dentes para que depois o permita durante a sua vida toda. Caso só tente escovar os dentes do seu cão na idade adulta, ele pode sentir-se desconfortável e relutante e não permitir a escovagem.

1. Escova dos dentes

Existem escovas dos dentes especificas para cães e para gatos. Pode optar por escovas com cerdas semelhantes às que nós utilizamos, no entanto, há cães que não gostam desse tipo de escovas e é mais complicado conseguir ter percepção se os está a magoar.

Uma alternativa são as dedeiras de silicone com cerdas que coloca no seu dedo e com o próprio dedo escova os dentes diretamente.

Caso o seu cão não tolere nenhum tipo de escovas pode sempre optar por fazer a limpeza com uma gaze.

Com Plano de Saúde Vetecare, saiba que, por apenas 13€ por mês, tem acesso a uma rede de médicos veterinários, podendo também beneficiar de preços preferenciais em produtos e procedimentos como a destartarização.

2. Pasta dos dentes

As pastas dos dentes que utiliza para escovar os dentes do seu cão devem ser próprias para cães. As pastas de dentes de pessoas não são adequadas e há risco de intoxicação.

Isto porque os cães engolem as pastas dos dentes, e desta forma estas têm que ser próprias para serem ingeridas sem perigo.

Regra geral, as pastas dos dentes para cães são palatáveis, ou seja, têm um sabor apetecível.

Como escovar os dentes do seu cão e com que frequência


Escovar os dentes do seu cao pasta de dentes

Antes de mais, deve começar a escovar os dentes do seu cão logo desde cachorro para que se habitue a esta prática.

Se começar a escovar os dentes do seu cão na idade adulta deve ter muita paciência e tentar tornar esse momento num momento agradável. Pode tentar, inicialmente, fazê-lo em momentos de brincadeira e alegria, assim o cão irá associar a escovagem a algo positivo.

Qual a frequência ideal?

A escovagem dos dentes do cão deve ser diária. No entanto, devido à falta de tempo dos tutores, deve ser feita pelo menos uma vez por semana.

Como escovar os dentes do seu cão?


escovar os dentes do seu cao cao em veterinaria

Para começar a escovar os dentes ao seu cão poderá seguir os seguintes passos:

  1. Antes de mais deve começar por ter uma abordagem agradável com o seu cão para este não se assustar. Ajoelhar-se ou sentar-se junto do seu cão pode ser uma boa opção;
  2.  Depois deve começar por testar a disponibilidade do seu cão para a escovagem começando por massajar as gengivas com o seu dedo;
  3. Coloque um pouco de pasta dos dentes na sua mão de forma a testar que o seu cão gosta;
  4. Comece a utilizar a escova com a pasta levantando o seu lábio superior;
  5. Posicione as cerdas da escova de forma a que estas alcancem a linha da gengiva e faça movimentos circulares;
  6. Leve cerca de 2 minutos no total e escove cada dente individualmente;
  7. Recompense-o no final;
  8. Tenha paciência, fale com ele para o tranquilizar. Comece com escovas mais curtas inicialmente e vá aumentando o tempo gradualmente.

Caso tenha dificuldade em escovar os dentes do seu cão, pode sempre tentar a ajuda de profissionais de treino que vão ajudar a desbloquear este medo ou receio por parte do seu patudo. Com o Plano de Saúde Animal da Vetecare, pode ter descontos em treinadores e adestramento.

5 motivos para escovar os dentes do seu cão


escovar os dentes do seu cao cao de boca aberta

Escovar os dentes ao seu cão tem vários benefícios. Por isso é que deve ser uma prática regular e iniciada logo em cachorro.

1. Previne o mau hálito

O crescimento das bactérias no interior da boca do seu cão causam mau odor, a chamada halitose. Escovar os dentes do seu cão com regularidade remove as bactérias nocivas e assim o mau hálito do cão.

O mau odor da boca também pode ser um sinal de que há algum problema gástrico, endócrino ou renal, portanto se o seu cão tem mau hálito deve fazer uma consulta com o seu médico veterinário de forma a perceber a causa.

2. Impede o aparecimento de tártaro

O tártaro é uma placa de bactérias e detritos alimentares que surge pelo acumulação de de resto de comida nos dentes. Também é conhecido por cálculo dentário.

A escovagem produz movimentos mecânicos que ajudam a quebrar essa placa e a pasta dos dentes produz efeitos químicos que ajudam a aumentar a eficácia da escovagem.

Se a placa bacteriana não for removida e houver acumulação de tártaro, podem surgir outros problemas mais graves.

3. Evita o aparecimento da doença periodontal

A doença periodontal é a inflamação de todos os tecidos de sustentação do dente devido à acumulação de bactérias na boca. Inicialmente carateriza-se pela acumulação de tártaro que progride para uma gengivite e posteriormente leva a uma inflamação generalizada da boca.

4. Impede a perda de dentes

A doença periodontal pode levar, em estados mais avançados, à perda dos dentes devido à inflamação das estruturas que os sustentam.

5. Evita o aparecimento de infeções sistémicas

Quando existe uma quantidade excessiva de bactérias na boca do cão, podem conseguir entrar para a corrente sanguínea e afetar outros órgãos. Podem causar artrites se atingirem as articulações, meningites se afetarem o sistema nervoso, endocardite se afetarem o coração e também problemas nos pulmões.

Qualquer órgão pode ser afetado desde que as bactérias entrem na circulação sanguínea.

Veja também:

Dra. Patrícia Azevedo Dra. Patrícia Azevedo

Patrícia Azevedo é médica veterinária natural de Braga. Desde a sua infância que é apaixonada por animais e sempre teve a ambição de ser médica veterinária. Trabalhou como voluntária em associações de proteção e ajuda a animais errantes desde os 11 anos de idade . Iniciou o seu percurso como estudante desta área na Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro e concluiu os seus estudos no Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar. Tem três gatos e uma cadela retirados da rua. Trabalha atualmente na sua cidade natal, em medicina e cirurgia de pequenos animais.