Publicidade:

Enurese noturna...Um problema milenar!

Enurese noturna é um problema que afeta crianças e adolescentes quando estes não têm um controlo urinário durante a noite e que precisa ser desmistificado.

 
Enurese noturna...Um problema milenar!
Desmistifique este tema connosco.

A enurese noturna é para milhares de crianças e adolescentes o maior pesadelo que pode acontecer durante a noite! Causa muita ansiedade e acaba por afetar todo o núcleo familiar!

Atualmente em Portugal existem aproximadamente 80.000 crianças enuréticas. Estima-se que numa turma de 30 crianças, 5 padeçam deste distúrbio! Esta situação é muitas vezes mal interpretada pelos pais, que acham que é somente culpa da criança e acabam por não pedir ajuda profissional.

Esta situação afeta a auto-estima e socialização da criança. Tal pode provocar efeitos adversos no desenvolvimento harmonioso da criança e causar problemas psicológicos para toda a vida.

Tipo e causas de enurese noturna


tipos e causas de enurese noturna

A enurese noturna pode ser de dois tipos: primária ou secundária.

Designa-se por primária quando a criança nunca conseguiu controlar a urina e está mais associada a atrasos de maturação psicológica e a situações de origem precoce ou de maior gravidade. Esta situação persiste para além dos 5 anos de idade.

Na enurese secundária a criança já teve controlo urinário durante um determinado período de tempo, mas volta a urinar na cama.

Causas de enurese noturna

  • Origem hereditária: pensa-se que o facto de um dos progenitores ter sofrido deste problema pode influenciar. No caso dos dois progenitores a probabilidade é ainda maior e quando existe este problema em duas gerações consecutivas, a criança pode apresentar um atraso de cerca de um ano e meio no controlo noturno da bexiga.
  • Origem fisiológica: a mais comum é uma deficiente produção noturna de uma hormona anti-diurética chamada vasopressina. A função desta hormona é regular a produção da urina durante 24 horas, sendo mais elevada durante a noite para reduzir o volume de urina.
  • Origem psicológica: neste caso associam-se todos os acontecimentos ocorridos, quer no ambiente familiar, quer no ambiente escolar. Cerca de 30% das crianças avaliadas revelam ansiedade, depressão, baixa auto-estima, delinquência, comportamento agressivo. Estados que podem ser reversíveis quando se resolve a enurese.

Isto é o que se fala constantemente! Vamos agora ao que fica esquecido.

Ao contrário de muitas patologias ou distúrbios que foram aparecendo no século XX causada pelos novos (maus) hábitos do homem, a enurese é um problema milenar!

O primeiro documento sobre a enurese, o Papiro de Ebers, foi encontrado em Luxor há 3.500 anos, revelando que eram administrados à criança e à mãe ou à ama-de-leite, medicamentos à base de plantas aquáticas, sugerindo já nesta altura caráter familiar. Um medicamento proposto era na base de medula de cana. Ao longo dos séculos podemos ver variadíssimas referências a terapêuticas com plantas, óleos e vinho utilizados como tónicos, medicamentos homeopáticos, óleos essenciais utilizados em “terapias calmantes”, assim chamadas na época.

Relatos espalhados por todo o mundo, em civilizações mais avançadas, outras menos, que tratavam as crianças enuréticas recorrendo a rituais mágicos ou outros mais chocantes.

Mas afinal qual o que há de comum entre estas crianças, independentemente da raça, dos costumes, dos hábitos alimentares, das suas origens, do fator hereditariedade…O parto! Este sim é um fator comum a todas as crianças do mundo!

O parto é seguramente um dos momentos mais stressantes na vida de uma criança. O parto altera estruturas ósseas, que por sua vez originam compressões em raízes nervosas que desencadeiam distúrbios. O crânio e a coluna (lombo-sagrada) são as mais afetadas no nascimento. A passagem do bebé pelo canal vaginal só é possível pela capacidade que o bebé tem em se “deformar” e “adaptar”, em particular no que se relaciona com a estrutura do crânio. Estas deformações das estruturas do crânio são reversíveis depois do parto, no entanto podem ficar alguns elementos em situação não fisiológica.

Thomas Dickson (século XVIII) é o primeiro a relatar a eficácia de ventosas na região sacral de crianças enuréticas, considerando que: “a maioria dos nervos que vão à bexiga passam pelo forame sacral” e muito bem! O comprometimento destes nervos faz com que a comunicação entre o sistema nervoso central e a bexiga não seja 100% eficaz! Muitas vezes a intervenção de um osteopata complementa outras terapias e é fundamental!

A osteopatia pediátrica tem vindo a ganhar uma grande importância, desde que se percebeu a quantidade de problemas que se conseguem evitar, mesmo na vida adulta! Em França, por exemplo, é tão comum ir ao osteopata como ao pediatra. Faz muito sentido que os pais sejam aconselhados a procurar um osteopata pediátrico após o parto.

Fatores desencadeantes da enurese noturna


1. Alimentação

enurese noturna e alimentacao

Evite os alimentos estimulantes e refinados como, chocolate, refrigerantes, sumos com muito açúcar, bolachas, bolos de pastelaria, massas.

A obstipação intestinal piora a enurese. A refeição do jantar deve acontecer pelo menos 2 horas antes de deitar. Não deve ser de digestão difícil, como tal em vez de carne faça peixe e legumes.

2. Líquidos

liquidos

Habitue o seu filho a beber água durante o período da manhã, no máximo até às 17h. Depois desta hora cuidado com tudo o que é líquido, incluem-se os iogurtes e sopas com muito caldo, tipo canja. Estão proibidos os refrigerantes!

3. Aparelhos Eletrónicos

aparelhos electronicos

Não permita o uso de aparelhos eletrónicos no quarto. O quarto deve ter um ambiente tranquilo, arejado e arrumado. Depois da refeição do jantar não devem utilizar telemóveis, tablets, ver televisão, etc.

4. Outros Hábitos

mochila da escola

Atenção ao colchão e à almofada, às posturas e muito importante, ao peso da mala da escola!

5. Família

familia a conversar

A compreensão por parte da família é fundamental, não deve haver castigos, repreensões, ameaças ou “catálogos” de nomes feios. Nenhuma criança o faz por querer!

Converse com o seu filho, explique-lhe que muitas crianças têm o mesmo problema e que é possível resolver. Tente perceber o que o transtorna, um amigo, a escola, um familiar, um acontecimento novo…

Em suma


Fitoterapia, oligoterapia, homeopatia, osteopatia, quiropraxia, podopunctura, auriculoterapia (Laserterapia), ortomolecular…um mundo de ajudas ao seu alcance com resultados clínicos comprovados.

Aconselhe-se com um profissional devidamente certificado e ajude o seu filho!

Veja também:

Draª Sandra Elói Draª Sandra Elói

Naturopata, Especialista em Medicina Ortomolecular. Terapeuta Clark (Diplomada por Dr. Clark Research Association, San Diego- USA), Laserterapeuta – Lesões desportivas(Certificada pela European TCM laser Academy – Alemanha). Colaborada em estudos clínicos na área da Medicina Natural e Ortomolecular. Docente no Instituto de Medicina Tradicional (IMT). Preparadora física de atletas de competição. Diretora Técnica do Killograma Clínica. Campeã nacional de fitness. Campeã nacional de judo.

O Vida Ativa disponibiliza e atualiza informação, não presta serviços de aconselhamento nutricional, de saúde ou de treino. O Vida Ativa não é proprietário nem responsável pelos produtos e serviços de terceiros apresentados, por conseguinte não será responsável por quaisquer perdas ou danos que possam resultar de quaisquer imprecisões ou omissões. A informação está atualizada até à data apresentada na página e é prestada de forma geral, tratando-se de textos meramente informativos, pelo que não constitui nem dispensa a assistência profissional qualificada e individualizada. Caso pretenda sugerir uma atualização, por favor, envie-nos a sua sugestão para: [email protected].