Publicidade:

6 doenças parasitárias em gatos

As doenças parasitárias são bastante comuns e podem trazer consequências severas para os nossos felinos. Conheça algumas destas patologias.

 
6 doenças parasitárias em gatos
Sabe quais os parasitas que podem causar doenças em felinos?

Os gatos podem ser afetados por variadas doenças causadas por diferentes agentes. As doenças parasitárias em gatos são frequentes na prática felina e devem ser tidas em consideração para uma prevenção eficaz.

Doenças parasitárias em gatos: o que são?


Doenças parasitárias em gatos

As doenças parasitárias em gatos são, como o próprio nome indica, patologias causadas por parasitas. Os parasitas são seres que vivem no organismo do animal ou pessoa conseguindo retirar benefício para sobreviverem. No entanto, na maioria das vezes, sobrevivem prejudicando os seus hospedeiros, ou seja, os animais que estão a parasitar.

Existem diversos tipos de parasitas, sendo que são considerados dois tipos:

  • Ectoparasitas, como as pulgas, carraças, mosquitos, que por sua vez podem ser vetores de variadas doenças;
  • Endoparasitas, parasitas que vivem no interior do hospedeiro, denominados por parasitas externos, e conhecidos como lombrigas.

Além de prejudicarem gravemente a saúde dos felinos, também podem parasitar e causar doenças em humanos, daí que seja muito importante a prevenção e a higiene.

6 doenças parasitárias em gatos


Doenças parasitárias em gatos

1. Toxoplasmose

A toxoplasmose é uma das doenças parasitárias em gatos mais conhecida. É uma patologia causada por um protozoário, denominado por Toxoplasma gondii, e, para além dos gatos, pode afetar outras espécies incluindo os humanos.

Apesar de muitas espécies poderem ser infetadas, os gatos são os únicos que excretam a forma infetante do protozoário nas fezes, e portanto, são os que mais facilmente podem contaminar outros animais e pessoas.

O contágio pode ocorrer por ingestão de animais infetados, sendo que este agente se aloja nos seus músculos e fica como que “adormecido”, ou então através da ingestão de oocistos (forma infeciosa de Toxoplasma Gondii) excretados nas fezes dos felinos.

Apesar de serem excretados nas fezes dos felinos, a forma mais fácil de contágio não é através de contacto direto com os gatos, mas sim através de ingestão de água ou alimentos contaminados pelas fezes infetadas.

Os sinais clínicos de toxoplasmose em gatos são variáveis, podendo surgir diarreia, vómitos, febre, tosse, dor muscular, alterações neurológicas. Nas pessoas os sinais podem passar desapercebidos pois são semelhantes a uma gripe.

O risco nas pessoas torna-se maior quando são imunodeprimidas ou estão grávidas, pois pode levar a graves doenças no bebé (1).

2. Sarna

A sarna em gatos é uma doença provocada por diferentes tipos de ácaros. Os mais comuns em gato são:

  • Otodectes cynotis, um ácaro que provoca uma otite parasitária, conhecida por sarna das orelhas;
  • Demodex cati, que provoca uma doença denominada por demodecose ou sarna demodécica, apesar de ser mais rara em felinos;
  • Notoedres cati, que causa a sarna notoédrica que se carateriza por grande prurido e por ser altamente contagiosa entre felinos;
  • Cheyletiella, ou caspa andante, denominada desta forma porque os pequenos ácaros parecem-se com a caspa, no entanto, é possível observá-los a moverem-se.

Os sinais clínicos apresentados variam consoante o tipo de ácaro presente, no entanto, na maioria das vezes é comum surgir prurido (2).

3. Coccidiose

A coccidiose é uma doença intestinal causada por parasitas do género isospora, sendo que nos gatos o agente causador denomina-se por Isospora felis.

É uma doença altamente contagiosa, sendo que ocorre contágio através das fezes. Os sinais clínicos mais frequentes são diarreia líquida crónica com vestígios de sangue e atraso no crescimento em gatos jovens (3).

Doenças parasitárias em gatos

4. Giardíase

A giardíase é uma doença que afeta cães, humanos e pessoas, e é causada por um protozoário denominado por giardia. Este protozoário afeta o intestino delgado do gato, causando sintomas como diarreia, perda de peso, flatulência, dor abdominal, entre outros.

A giardia nem sempre manifesta sintomas, no entanto, ainda que assintomático, o animal pode transmitir a doenças a outros animais e pessoas. O contágio por norma acontece através das fezes de forma direta ou indireta, é uma doença comum em locais onde coabitam muitos animais como em canis e gatis (4).

5. Toxocaríase

A toxocaríase é uma das doenças parasitária em gatos provocadas por parasitas gastrointestinais, neste caso em gatos, o mais comum é ser causada por Toxocara cati e Toxascaris leonina.

Ao contrário da toxocaríase em cães, a transmissão não ocorre pela via transplacentária, mas pode ocorrer através do leite. O contagio também pode ocorrer através da ingestão de fezes contaminadas.

Gatos parasitados podem apresentar inchaço abdominal, atraso no crescimento, e diarreia e vómitos. É possível em casos de grande infestação que os parasitas sejam excretados juntamente com as fezes ou vómito, apresentando uma forma típica semelhante a massa (5).

6. Dipilidiose

O agente causador desta doença parasitária em gatos é o Dipylidium caninum, tal como no cão. Os gatos infetam-se através da ingestão de roedores contaminados ou através de pulgas infetados, pois ao limparem-se a si próprios podem ingerir acidentalmente uma pulga infetada.

A melhor forma de prevenção contra os parasitas intestinais é um bom plano profilático de desparasitação regular, contra parasitas internos e externos (6).

Veja também:

Fontes

1. ABCD – Toxoplasma gondii infection. Disponível em: http://www.abcdcatsvets.org/toxoplasma-gondii-infection-2/
2. MSD Veterinary Manual – Mange in Dogs and Cats. Disponível em: https://www.msdvetmanual.com/integumentary-system/mange/mange-in-dogs-and-cats?query=mites%20cat
3. MSD Veterinary Manual – Coccidiosis of Cats and Dogs. Disponível em: https://www.msdvetmanual.com/digestive-system/coccidiosis/coccidiosis-of-cats-and-dogs?query=coccidiosis%20cat
4. ABCD – Giardiasis. Disponível em: http://www.abcdcatsvets.org/giardiasis/
5. Treatment of third-stage larvae of Toxocara cati with milbemycin oxime plus praziquantel tablets and emodepside plus praziquantel spot-on formulation in experimentally infected cats. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC3480581/
6. MSD Veterinary Manual – Tapeworms in Dogs and Cats. Disponível em:
https://www.msdvetmanual.com/digestive-system/gastrointestinal-parasites-of-small-animals/tapeworms-in-dogs-and-cats?query=dipylidium%20caninum

Dra. Patrícia Azevedo Dra. Patrícia Azevedo

Patrícia Azevedo é médica veterinária natural de Braga. Desde a sua infância que é apaixonada por animais e sempre teve a ambição de ser médica veterinária. Trabalhou como voluntária em associações de proteção e ajuda a animais errantes desde os 11 anos de idade . Iniciou o seu percurso como estudante desta área na Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro e concluiu os seus estudos no Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar. Tem três gatos e uma cadela retirados da rua. Trabalha atualmente na sua cidade natal, em medicina e cirurgia de pequenos animais.

O Vida Ativa disponibiliza e atualiza informação, não presta serviços de aconselhamento nutricional, de saúde ou de treino. O Vida Ativa não é proprietário nem responsável pelos produtos e serviços de terceiros apresentados, por conseguinte não será responsável por quaisquer perdas ou danos que possam resultar de quaisquer imprecisões ou omissões. A informação está atualizada até à data apresentada na página e é prestada de forma geral, tratando-se de textos meramente informativos, pelo que não constitui nem dispensa a assistência profissional qualificada e individualizada. Caso pretenda sugerir uma atualização, por favor, envie-nos a sua sugestão para: [email protected].