7 Dicas para melhorar o sono do bebé e ter noites mais tranquilas

O sono do bebé é sempre um dos assuntos mais difíceis de abordar e lidar durante a maternidade. Fique com algumas dicas para melhorar o sono do bebé.

7 Dicas para melhorar o sono do bebé e ter noites mais tranquilas
Saiba como estabelecer uma rotina de sono eficaz.

Só quem tem ou teve um bebé com dificuldades em adormecer ou acorda várias vezes durante a noite, sabe o verdadeiro significado da expressão “privação de sono“. Uma noite mal dormida tem efeitos negativos no bem-estar físico e psicológico dos pais e do bebé, pelo que revelamos algumas dicas para melhorar o sono do bebé.

Todos os bebés são seres únicos, cheios de traços de personalidade distintos que os diferenciam dos demais, pelo que é importante ter a noção de que o que resulta com outro bebé pode não resultar com o seu bebé. Calma, paciência e persistência são as chaves para, gradualmente, conseguir implementar estas dicas para melhorar o sono do bebé.

Saiba que até aos 3 anos de idade o sono exerce um papel muito importante na vida do bebé, sendo um período onde se verifica uma intensa actividade cerebral, tendo um papel fundamental no desenvolvimento cognitivo das crianças.

7 Dicas para melhorar o sono do bebé


dicas para melhorar o sono do bebe mae a adormecer bebe

1. Os pais devem estar em acordo com o método de adormecer o bebé

Os pais têm de estar de acordo no método de adormecer e ambos devem de trabalhar no mesmo sentido, mesmo nos momentos mais difíceis.

A primeira coisa a se fazer quando o bebé acorda é verificar se as necessidades humanas básicas do bebé estão satisfeitas, isto é, se tem fome, se tem frio ou calor e se tem a fralda suja.

2. Crie uma rotina de sono

De forma a preparar adequadamente o corpo do seu bebé para o momento de repouso, a repetição diária da rotina ajuda na assimilação do hábito e a melhorar todo o processo que envolve o sono, tornando-se gradualmente, num processo mais fácil de aplicar:

  • Diminua os sons/ruídos da divisão onde o bebé irá dormir, no entanto pode aplicar os “white noises” ou ruídos brancos, em que aparelhos como o secador, o aspirador, a estática do rádio e outros ruídos exteriores são usados para sossegar o bebé;
  • Reduza a iluminação 30 minutos a 1 hora antes de o adormecer, uma vez que vai ajudar a diminuir os níveis de cortisol no organismo (em excesso, o cortisol pode provocar insónias e elevar ou deprimir, marcadamente, o humor);
  • Se o momento do banho relaxar o seu bebé, aproveite para o dar ao final do dia;
  • Saiba reconhecer os sinais de fadiga/sonolência do bebé e coloque-o a dormir nesse momento. Fique atento ao seguinte: esfregar os olhos; esfregar ou puxar o nariz; esfregar ou puxar as orelhas; olhos muito vermelhos; esfregar a cara em mantas, objectos fofos ou no seu ombro; arquear as costas e apresentar um olhar parado.

3. Vista o bebé com roupas confortáveis

Preferencialmente de algodão, sem muitos botões e fácil de apertar/desapertar para o caso de necessitar mudar de fralda. Evite excesso ou défice de roupa e evite utilizar roupas que contenham elásticos que apertem muito, por exemplo na região abdominal.

4. Não salte as sestas durante o dia

Isto apenas fará com que a criança fique muito cansada, aborrecida e irritada apresentando mais dificuldade em adormecer e dormir uma boa noite de sono.

Os bebés até os 6 meses precisam de dormir com frequência, geralmente a cada duas horas. Depois dos 6 meses, esses intervalos de sono vão ficando maiores até que o bebé chega na fase entre os 13 e os 18 meses, quando já passa a fazer um a dois sonos diurnos.

5. Evite colocar o bebé na sua cama

Tente não colocar o bebé na cama, junto com os dois pais, por dois grandes motivos:

  • Nos primeiros meses de vida aconselha-se que a cabeceira do berço esteja mais elevada de forma a evitar refluxo gastro-intestinal;
  • Existe sempre o risco de os pais rolarem para cima do bebé quando estão a dormir.

Para os pais que gostam de sentir o bebé mais próximo de si existe uma alternativa segura, o berço que permite co-sleeping, já disponível em algumas marcas de fabricantes de artigos de puericultura.

6. Dê ao bebé um objeto de transição

Como por exemplo uma fralda de pano ou peluche (sem botões ou peças pequenas), que lhe transmita segurança e automaticamente ajude a acalmar e a adormecer.

7. Diferencie os períodos de alimentação diurna da noturna

Quando o bebé começar a ficar agitado e a chorar a meio da noite, pegue nele de imediato e alimente-o antes que tenha a oportunidade de despertar.

Evite falar e ligar a luz, para que o bebé perceba que não é altura de brincar. Durante o dia, faça exactamente o oposto: dê mimos, cante e converse com o bebé.

Veja também:

Enfª Bárbara Andrade Enfª Bárbara Andrade

Bárbara Andrade é Enfermeira Especialista em Reabilitação e Formadora em várias entidades. Desta forma, tem como princípios a promoção e a educação para a Saúde nas diferentes faixas etárias. Terminou a Especialidade em Enfermagem de Reabilitação na ESEnfCVPOA e exerce atualmente o cargo de enfermeira no CHEDV - HSS.

O Vida Ativa disponibiliza e atualiza informação, não presta serviços de aconselhamento nutricional, de saúde ou de treino. O Vida Ativa não é proprietário nem responsável pelos produtos e serviços de terceiros apresentados, por conseguinte não será responsável por quaisquer perdas ou danos que possam resultar de quaisquer imprecisões ou omissões. A informação está atualizada até à data apresentada na página e é prestada de forma geral, tratando-se de textos meramente informativos, pelo que não constitui nem dispensa a assistência profissional qualificada e individualizada. Caso pretenda sugerir uma atualização, por favor, envie-nos a sua sugestão para: [email protected].