Publicidade:

4 Cuidados a ter com uma cadela grávida: fique atento

Os cuidados a ter com uma cadela grávida são imprescindíveis para garantir uma boa gestação. Saiba quais são esses cuidados e cuide da sua melhor amiga.

4 Cuidados a ter com uma cadela grávida: fique atento
É importante que haja acompanhamento médico-veterinário durante toda a gestação.

Sendo ou não uma gestação planeada, a partir do momento em que descobre que a sua cadela está gestante há alguns cuidados a ter em vários aspetos. Os cuidados a ter com uma cadela grávida são necessários para garantir que a mãe irá aguentar a gestação e que está bem preparada para o parto e para amamentação e também para que os bebés nasçam saudáveis.

4 Cuidados a ter com uma cadela grávida


1. Desparasitar a cadela

cuidados a ter com uma cadela gravida desparasitacao

A desparasitação interna da cadela é um dos cuidados a ter com uma cadela grávida, sendo importante para que os cachorros não nasçam parasitados. Existem produtos que podem ser utilizados em fêmeas prenhes, no entanto deve sempre aconselhar-se com o seu médico veterinário acerca do produto ideal. Nunca arrisque utilizar um desparasitante interno sem aconselhamento médico, sob risco de causar problemas aos bebés.

A desparasitação interna deve ser feita antes do parto e depois do parto quando os bebés já têm cerca de 15 dias, tanto à mãe como aos bebés.

A desparasitação externa também é importante para evitar que a mãe possa ganhar doenças transmitidas por parasitas externos como por exemplo as carraças, pois uma infeção durante a gestação pode resultar em alterações fetais e aborto.

Também é conveniente a desparasitação externa estar em dia para evitar que os cachorros quando nascerem fiquem com pulgas e carraças. Mais uma vez, antes de utilizar os produtos habituais deve consultar o seu médico veterinário acerca da segurança da utilização do produto em fêmeas gestantes.

2. Garantir uma boa nutrição

cuidados a ter com uma cadela gravida alimentacao adequada

Durante todas as fases da gestação, a nutrição é um dos fatores mais importantes para, tanto a mãe como os bebés, desenvolverem um bom estado de saúde.

A gestação da cadela dura cerca de dois meses, e durante o primeiro mês e meio não é necessário grande alteração na dieta, desde que a alimentação da cadela seja boa. A partir daí é necessário introduzir de uma forma progressiva um alimento energético e com alta digestibilidade.

O ideal é substituir o alimento normal por um alimento para cachorro de um gama premium, para garantir uma boa nutrição à cadela. É importante também fracionar a ração durante o dia, pois o que acontece muitas vezes é a cadela dilatar muito, dependendo do número de bebes, e não conseguir fazer grandes refeições.

3. Arranjar um local para o ninho

cuidados a ter com uma cadela gravida cachorros bebes

Quando a cadela parir, irá restringir-se a ficar no seu ninho a maioria do tempo com os seus bebés. É importante desde cedo pensar em arranjar um local sossegado, longe dos outros animais e resguardado de pessoas em que possa arranjar um ninho.

É importante que cerca de 15 dias antes do parto mantenha a cadelinha separada nesse ambiente mais isolado.

Poderá fazer o ninho com uma caixa de cartão forrada com mantas e toalhas. Garanta que o tamanho da caixa é suficiente para a cadela estar confortável e tenha atenção ao número de cachorros.

Para encorajar a cadela a usar o ninho pode colocar lá os seus brinquedos.

4. Garantir o acompanhamento médico-veterinário

cuidados a ter com uma cadela gravida no veterinario

Desde o primeiro momento em que suspeita que a sua cadela está prenhe deve levá-la ao médico veterinário a fim de se verificar a gravidez. Pode acontecer que em vez de uma gestação, a cadela tenha feito uma gravidez psicológica, portanto é extremamente importante distinguir.

A partir dos 21 a 25 dias é possível realizar um teste de gravidez semelhante ao das pessoas, com base em determinada hormona que surge na gravidez.

A ecografia é fiável e permite ver os fetos a partir dos 20 a 22 dias. No entanto, a partir do momento em que se confirma a gestação, as ecografias devem ser feitas com alguma regularidade de forma a confirmar se está tudo bem com os bebés. O seu médico veterinário irá marcar as ecografias de gestação.

Apesar da ecografia ser muito útil para ver a viabilidade dos fetos, não permite saber com exatidão o número. Isto é importante para no dia do parto saber quando chegará ao fim, ou se alguma coisa correu mal e algum bebé não conseguiu nascer. Portanto alguns dias antes da previsão do parto, realiza-se uma radiografia para confirmar o número de fetos.

Se a sua cadela for acompanhada pelo médico veterinário durante toda a gravidez, é menos provável que algum problema ocorra.

Cuidados a ter com uma cadela grávida durante o parto


cuidados a ter com uma cadela gravida em trabalho de parto

Os cuidados a ter com uma cadela grávida estendem-se até à altura do parto. Chegando este momento, aproximadamente entre o 61º e 65º dia, é necessário que esteja atento a alguns sinais, de forma a perceber que a cadela entrou em trabalho de parto:

  • A cadela procura um local calmo para se isolar, provavelmente o seu ninho;
  • Fica inquieta e pode começar a arranhar o chão ou a cama;
  • Entre as 12 e as 24 horas ocorre uma descida de temperatura corporal, que pode ser monitorizada com um termómetro nos últimos dias de gestação. Antes do parto se iniciar, a temperatura volta a subir ao seu normal;
  • Surgem as primeiras contrações, pode começar a arfar.

Na maiorias das vezes as cadelas conseguem fazer o parto sozinhas sem ser necessária intervenção. No entanto, é preciso estar atento a sinais como:

  • Corrimento de cor anormal;
  • Contrações e saída de liquido sem a expulsão de nenhum cachorro durante mais de 30 minutos;
  • Não nascer nenhum cachorro até duas horas após uma descarga de líquido esverdeado;
  • Entre nascimentos de cachorros passar mais do que 2 horas e a cadela fica a descansar ou com contrações fracas;
  • Conseguir ver um cachorro mas a cadela não o conseguir expulsar.

Caso a sua cadela, durante o parto manifeste algum destes sinais ou outro que não tenha a certeza que seja normal, deve contactar de imediato o médico veterinário, pois a cadela poderá precisar de ajuda médica e em alguns casos até mesmo uma cesariana pode ser necessária.

Veja também:

Dra. Patrícia Azevedo Dra. Patrícia Azevedo

Patrícia Azevedo é médica veterinária natural de Braga. Desde a sua infância que é apaixonada por animais e sempre teve a ambição de ser médica veterinária. Trabalhou como voluntária em associações de proteção e ajuda a animais errantes desde os 11 anos de idade . Iniciou o seu percurso como estudante desta área na Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro e concluiu os seus estudos no Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar. Tem três gatos e uma cadela retirados da rua. Trabalha atualmente na sua cidade natal, em medicina e cirurgia de pequenos animais.

O Vida Ativa disponibiliza e atualiza informação, não presta serviços de aconselhamento nutricional, de saúde ou de treino. O Vida Ativa não é proprietário nem responsável pelos produtos e serviços de terceiros apresentados, por conseguinte não será responsável por quaisquer perdas ou danos que possam resultar de quaisquer imprecisões ou omissões. A informação está atualizada até à data apresentada na página e é prestada de forma geral, tratando-se de textos meramente informativos, pelo que não constitui nem dispensa a assistência profissional qualificada e individualizada. Caso pretenda sugerir uma atualização, por favor, envie-nos a sua sugestão para: [email protected].