Como conservar o leite materno? Dicas práticas para conhecer!

Saber como conservar o leite materno é extremamente importante nos tempos atuais devido ao estilo de vida acelerado das mães. A Organização Mundial de Saúde recomenda o aleitamento materno exclusivo até aos 6 meses de vida, altura a partir da qual o leite materno deixa de fornecer os nutrientes e energia exigidos pelo organismo.

Como conservar o leite materno? Dicas práticas para conhecer!
Perante situações de ausência da mãe, o leite materno pode ser conservado.

O aleitamento materno é de extrema importância para o saudável desenvolvimento da criança, sendo recomendado pela Organização Mundial da Saúde que até aos 6 meses de idade, a alimentação do bebé seja exclusivamente à base deste alimento.

No entanto, devido ao estilo de vida atual, muitas mães não conseguem estar em casa tempo suficiente para garantir o aleitamento exclusivo até essa altura. Para estes casos, saber como conservar o leite materno para ser posteriormente administrado por outra pessoa, pode ser um ponto-chave.

Importância do aleitamento materno exclusivo até aos 6 meses


Como conservar o leite materno e amamentacao

Como referido anteriormente, o leite materno assegura um crescimento e desenvolvimento ótimos da criança até aos 6 meses de vida, altura a partir do qual é necessário iniciar o processo de diversificação alimentar.

Com efeito, verifica-se uma associação entre aleitamento materno e menor risco de infeções, asma, obesidade, diabetes, leucemia, síndrome da morte súbita no lactente, entre outras situações clínicas, devido às propriedades nutricionais e antimicrobianas do leite materno.

Quando o bebe é amamentado com leite materno, não há necessidade de oferecer água, chás ou qualquer outro alimento, visto que o leite materno tem tudo o que o bebé precisa para crescer de forma saudável e adequada.

Por outro lado, as mães que amamentam têm menor probabilidade de desenvolver cancro nos ovários, cervical, mama e endométrio e têm uma perda de peso mais rápida, sendo a probabilidade de retomarem o peso normal, que tinham antes da gravidez, muito maior.

Para além das vantagens mencionadas, amamentar é a forma mais barata e ecológica de alimentar o bebé.

É ainda desejável que o aleitamento materno acompanhe todo o programa de diversificação alimentar (introdução de novos alimentos) até aos 2 anos de idade.

COMO CONSERVAR O LEITE MATERNO?


armazenamento correto do leite materno

Para que as propriedades nutritivas e anti-infecciosas do leite materno não se alterem depois de extraído, é necessário ter alguns cuidados na forma como o guarda e conserva, devendo este processo ser planeado antecipadamente.

Se também tem dúvidas como conservar o leite materno para as alturas em que não pode amamentar o bebe, deixamos-lhe algumas dicas:

1 – O leite materno apenas deve ser armazenado em recipientes de vidro, ou de plástico duro, e só depois de lavados com água quente e sabão.

2 – O recipiente onde o leite será guardado deverá ser esterilizado e estar hermeticamente fechado.

3 – Sempre que possível, deve extrair o leite diretamente para o recipiente onde o vai guardar, de modo a evitar contaminações e perdas.

4 – Guarde em cada recipiente apenas a quantidade necessária para uma refeição.

5 – Etiquete cada recipiente com a hora e data da extração e usar sempre o leite extraído há mais tempo.

6 – Guarde o leite no local mais frio do frigorífico ou congelador (de acordo com a hora da próxima refeição e da quantidade de leite que já tem armazenado). Evite guardar na porta do frigorífico.

7 – Caso extraia pequenas quantidades de leite várias vezes ao dia, certifique-se de que mistura as porções de leite apenas quando tiverem sido bem arrefecidas no frigorífico. Nunca adicione leite acabado de extrair a leite que já tenha arrefecido.

8 – Em caso de congelação, não encha os frascos mais de 3/4 da sua capacidade, pois o leite expande-se durante o congelamento.

9 – Use o leite de acordo com os prazos recomendados: 24 horas no frigorífico, 3 meses no congelador, 6 meses se conservado numa arca com temperatura constante inferior a -20ºC.

10 – Não descongele nem aqueça leite materno num microondas ou em água ferver. Descongele no frigorífico e, antes de dar ao bebé, aqueça no banho-maria em temperatura morna, de modo a evitar a perda de vitaminas e minerais, bem como o perigo de queimar o bebé.

11 – O leite materno, quando descongelado pode ser armazenado durante 24 horas no frigorífico, mas nunca deve voltar a ser congelado.

12 – Aquando da toma, agite suavemente o leite para misturar bem as partículas de gordura no líquido. Evite sacudir violentamente ou mexer o leite.

Conclusão


Posto isto, e agora que já sabe como conservar o leite materno, é importante alertar que o processo de congelamento destrói alguns dos anticorpos presentes no leite, por isso procure congelar o leite apenas quando ele não for logo consumido.

Por outro lado, o leite materno congelado é muito mais saudável e oferece maior proteção contra doenças do que qualquer fórmula láctea.

Para extrair corretamente o leite, pode recorrer a bombas extratoras de leite, as quais existem em grande variedade atualmente. Quase todas providenciam a sucção necessária para extrair o leite materno sem causar dor. Dependendo do tipo de bomba, em média, levará entre 15 a 45 minutos para esvaziar os dois lados.

Veja também:

Nutricionista Rita Lima Nutricionista Rita Lima

Rita Lima é nutricionista e trabalha, atualmente, nos ginásios Urban Fit de Ermesinde, Antas Prime Fitness e CulturaFit Club no Porto. Durante 2 anos colaborou no projeto Dragon Force do Futebol Clube do Porto e com o Boavista Futebol Clube. É licenciada em Ciências da Nutrição pela Faculdade de Ciências da Nutrição e Alimentação da Universidade do Porto e frequentou o Curso de Nutrição no Desporto na mesma faculdade.

Cofidis