10 Coisas que irritam profundamente o seu gato e que deve ter em consideração

Todos sabemos que os felinos têm personalidades vincadas, mas conhece todas as coisas que irritam profundamente o seu gato? Saiba tudo e tenha atenção.

10 Coisas que irritam profundamente o seu gato e que deve ter em consideração
Conhece mesmo bem o seu gato?

Os gatos têm um conjunto de regras diferente das nossas e dos outros animais de estimação e, como tal, somos nós quem tem que aprender a lidar com eles e não o contrário. Como tal, temos 10 coisas que irritam profundamente o seu gato e que provavelmente nem sabe que está a fazer.

Por isso, atente também aos sinais de que está perante um gato irritado:

  • Abanar a cauda com intensidade;
  • Afastar-se do dono;
  • Fica em posição agachada;
  • Encolher o cabeça e pescoço nos ombros;
  • Orelhas voltadas para baixo e viradas para trás;
  • Miar baixo e insistente.

 

Não faça estas 10 coisas ao seu gato!


coisas que irritam profundamente o seu gato

Algumas destas coisas que irritam profundamente o seu gato são óbvias, enquanto outras são bem mais subtis. Descubra quais são, evite-as e o seu gato ficará muito agradecido.

1. Tocar nas patas

Os pés dos felinos são zonas mesmo muito sensíveis e delicadas. Por isso, por muito fofas que lhe pareçam aquelas “almofadinhas”, saiba que é uma das coisas que irritam profundamente o seu gato, visto que eles usam as patas e garras para se defender, pelo que, ao fazê-lo, poderá estar a acionar o reflexo de lutar ou fugir.

Com algum tempo e paciência, o seu gato pode permitir que o faça, mas mesmo assim é importante escolher o momento para tal, nomeadamente uma altura em que o gato esteja relaxado no seu colo, por exemplo. Depois tente tocar e apertar suavemente as patas durante breves momentos.

2. Caixa de areia suja

Se há uma coisa que vai incomodar todos os gatos a 100% é uma caixa de areia suja e com mau odor. Não é à toa que quando a caixa de areia não está tal como o gato gosta, ele dá voltas e voltas e irá mexer incessantemente na areia para alertar o dono precisamente para esse facto.

3. Não fornecer meios para estímulos ou atividades

Quando os donos chegam a casa, depois de um dia longo de trabalho, o mais provável é que relaxem um pouco no sofá ou tenham outros afazeres domésticos e, com isso, nem sempre dão a devida atenção ao gato. E, entretanto, percebe que durante o dia, o animal derrubou objetos, desarrumou as mantas do sofá… Ele está aborrecido e a dar-lhe sinais disso mesmo.

Por isso, compre-lhe brinquedos e arranhadores, para que durante o dia não sintam tanto a falta dos donos e não descarreguem a sua raiva e insatisfação na decoração lá de casa.

4. Tocar-lhe enquanto dorme

Tirar o seu gato do confortável lugar onde está a dormir é, sem dúvida, uma das coisas que irritam profundamente o seu gato, mesmo que seja para colocá-lo num local mais agradável ou aconchegante.

5. Sair sem avisar

São muitos os donos de animais que quando saem de casa avisam-no de que o vão fazer e, na verdade, e principalmente com os gatos, é importante que o faça, caso contrário os felinos irão sentir-se abandonados.

Não é à toa que quando sai de casa sem avisar, e principalmente se se ausentar durante alguns dias, quando chega o animal demonstra a sua insatisfação através de comportamentos mais extremistas como miar mais alto, durante mais tempo, passar tempo longe de si ou olhar para si fixamente.

6. Ser forçado a contactar com água

Há gatos que adoram água, mas outros fogem dela a quatro patas. E só umas meras gotas de água a cair sobre o corpo são capazes de causar uma reação muito imprevisível no animal, desde fuga rápida, a saltos dignos de um competidor olímpico.

 

7. Muito barulho

Na larga maioria dos casos, os gatos são animais tranquilos e também gostam que o ambiente em que estão inseridos o seja. Não é, então, de estranhar que o seu gato mostre sinais de stress e ansiedade em locais com sons altos, fortes e insistentes, pois acham que estão em perigo.

8. Cheiros fortes

Tal como acontece com os cães, o nariz de um gato é muito mais desenvolvido do que o do ser humano, fator que os torna muito mais sensíveis a todos os tipos de odores.

Nesse sentido, existem certos aromas e fragrâncias que causam reações exageradas, que leva o animal a fugir rapidamente do local onde está, a dar saltos descontrolados e até franzir o focinho, em jeito de total desaprovação.

9. Abraços excessivos

Os gatos têm a sua própria maneira de demonstrar afeição e carinho pela sua família humana. E tal pode ser desde deitar-se perto de si, dormir num local onde o dono costuma passar mais tempo ou mostrar-lhe a barriga pedindo atenção.

No entanto, também é verdade que eles odeiam receber afeição forçada, por isso, se tentar forçar, é possível que eles respondam arranhando ou simplesmente mudando para um lugar onde possam ficar descansados.

10. Comida fria ou quente

A hora de comer é a melhor altura do dia para os gatos e se a comida não for do agrado do animal, rapidamente o perceberá. E tal pode acontecer precisamente com a temperatura da comida, que deve ser servida à temperatura ambiente: nem fria, nem quente.

Veja também: