Publicidade:

6 Coisas que deve fazer para que nada falhe na “hora H”

Siga as nossas dicas de coisas que deve fazer para que nada falhe na “hora H” e aprenda a desfrutar dos momentos a dois sem medos, nem receios.

 
6 Coisas que deve fazer para que nada falhe na “hora H”
Dicas para melhorar a performance masculina.

Quando um homem falha na cama na hora do sexo, é muito comum ouvir: “isto nunca me aconteceu”, mas a verdade é que as probabilidades de já ter realmente acontecido são muitas. Por isso, revelamos 6 coisas que deve fazer para que nada falhe na “hora H”.
Além das causas emocionais, há fatores orgânicos que podem provocar impotência, nomeadamente:

  • Uso de drogas;
  • Uso de antidepressivos, de medicamentos para controlar a pressão arterial e de hormonas;
  • Excesso de álcool;
  • Tabagismo.

Qualquer que seja a causa, se o problema persistir, consulte o seu médico. Até lá, fique atento às nossas dicas de coisas que deve fazer para que nada falhe na “hora H”.

6 dicas para melhorar a performance sexual


oisas que deve fazer para que nada falhe na hora H

Pequenos truques que ajudam a dar-lhe mais qualidade de vida no geral e isso irá refletir-se na sua performance sexual. Siga as nossas 6 dicas de coisas para fazer para que nada falhe na “hora H”.

1. Controlar a ansiedade

Trate da ansiedade, pois ela é uma grande vilã da sua saúde, em geral, e da vida sexual, em particular. A ânsia, a preocupação e o nervosismo podem trazer uma certa frustração no seu desempenho.

Apimente a sua relação!
Dê o boost que precisa à sua relação com o estimulante sexual certo. Encontre aqui!

2. Durma melhor

Tendo em conta que é durante o sono que o corpo entra em total repouso, descansando de um dia cansativo, recuperando as energias para um novo dia, uma noite mal dormida pode trazer várias consequências em qualquer uma das suas atividades diárias.

3. Tenha uma boa alimentação

Existem determinados alimentos que são prejudiciais para a circulação sanguínea, como os que possuem excesso de gordura e açúcar e, como tal, quanto menor a circulação sanguínea pelo corpo, mais fraca será sua erecção, tendo como exemplo que o que mantém o pénis ereto é o sangue a circular dentro dos nervos penianos.

4. Evite o tabaco

O consumo de tabaco a longo prazo pode provocar lesões nos vasos sanguíneos e nos nervos, atrapalhando o fluxo sanguíneo corporal, e com isto prejudicando, igualmente, a erecção durante o ato sexual.

5. Não se automedique

O uso excessivo de medicamentos atrapalha o desempenho sexual, podendo trazer danos irreparáveis. Evite a auto-medicação e consulte sempre um especialista quando tiver algum problema de saúde.

6. Pratique exercício físico

Se há realmente uma coisa que deve deixar de lado para evitar que algo falhe na “hora H” é, sem dúvida, o sedentarismo. Praticar exercício físico ajuda a estimular a circulação sanguínea e a aumentar a resistência física.

A sua relação já não é o que era? Escolha aqui o estimulante sexual à sua medida e sinta a diferença!

Veja também:

Mónica Carvalho Mónica Carvalho

Mónica Carvalho é licenciada em Jornalismo e Ciências da Comunicação, com Pós-Graduação em Comunicação, Assessoria e Marketing. Vê na produção de conteúdos uma forma de tornar o mundo um lugar mais interessante, curioso e acessível. Os livros, filmes, séries, música, desporto e, acima de tudo, as histórias das pessoas inspiram-na a querer sempre fazer mais e melhor.

O Vida Ativa disponibiliza e atualiza informação, não presta serviços de aconselhamento nutricional, de saúde ou de treino. O Vida Ativa não é proprietário nem responsável pelos produtos e serviços de terceiros apresentados, por conseguinte não será responsável por quaisquer perdas ou danos que possam resultar de quaisquer imprecisões ou omissões. A informação está atualizada até à data apresentada na página e é prestada de forma geral, tratando-se de textos meramente informativos, pelo que não constitui nem dispensa a assistência profissional qualificada e individualizada. Caso pretenda sugerir uma atualização, por favor, envie-nos a sua sugestão para: [email protected].