Cobrança na relação: quais os efeitos negativos de cobrar demais?

As relações amorosas devem ser equilibradas, saudáveis e felizes. Os parceiros devem partilhar direitos e deveres e erradicar a cobrança na relação.

Cobrança na relação: quais os efeitos negativos de cobrar demais?
Exigir demasiado pode colocar a relação em risco.

Todos esperamos que o nosso parceiro esteja presente e se mostre disponível nos momentos de maior necessidade e, mesmo que inconscientemente, encaramos o comportamento adotado nessas situações como forma de avaliação do nosso parceiro e do quão satisfeitos nos sentimos com a relação amorosa. Mas será que, por vezes, as exigências e a cobrança na relação são exageradas? Será que, por vezes, as expectativas diárias são demasiado elevadas e colocamos o parceiro em constante situação de avaliação? Vamos descobrir!

Expectativas acerca da relação amorosa e do parceiro


cobranca na relacao casal feliz

As expectativas que temos acerca da relação a dois não só influenciam o quanto nos sentimos emocionalmente satisfeitos, como influenciam a satisfação sentida pelo nosso parceiro.

Diferentes pessoas exibem diferentes padrões de comportamento quando estão numa relação amorosa. Vamos conhecer alguns desses exemplos de comportamento, que têm vindo a ser estudados:

1 – Algumas pessoas tendem a comportar-se no relacionamento, e na vida em geral, como se o mundo estivesse em constante dívida para com elas, acreditando que são muito melhores e mais capazes que todos os outros. Estas pessoas têm dificuldade em reconhecer os próprios erros, mas tendem a apontar constantemente as falhas do parceiro. Acreditam que merecem o melhor e, portanto, a cobrança na relação é uma constante.

2 – Outras pessoas adotam uma postura totalmente diferente na relação a dois, acreditando que os parceiros merecem bem mais que elas mesmas. Tendem a privar-se de satisfazer as suas necessidades, desejos e aspirações pessoais, em detrimento do parceiro e daquilo que acreditam ser o melhor para o futuro da relação a dois. Pessoas com este padrão de crenças e comportamento tendem a não manifestar aquilo que anseiam e precisam da parte dos parceiros.

3 – Felizmente, muitas pessoas conseguem afastar do seu relacionamento a excessiva cobrança na relação e a negligência das próprias necessidades. Conseguem alcançar um equilíbrio saudável, não se inibindo de expressar as suas necessidades e defender os seus direitos.

Quais os efeitos negativos da cobrança na relação?


cobranca na relacao casal chateado

Numa relação amorosa saudável ambos os parceiros tendem a sentir-se úteis, confiáveis e seguros na partilha das suas necessidades, expectativas e sentimentos. Os parceiros são capazes de expressar entre si sentimentos como compreensão e compaixão, dando resposta às necessidades expressas pelo outro.

Por outro lado, tanto a excessiva cobrança na relação como a negligência e anulação das próprias necessidades são padrões de comportamento pouco saudáveis. Fazer uma avaliação excessivamente inflamada ou depreciativa de si mesmo e das suas necessidades pessoais pode originar infelicidade e grande insatisfação com a relação amorosa. Nestes casos, o parceiro nunca é capaz de dar resposta às expectativas/necessidades, ora porque são demasiado elevadas e irrealistas, ora porque nunca chegam a ser expressas.

Assim sendo, quer o excesso de cobrança na relação, quer a incapacidade para expressar as próprias necessidades e reconhecer os próprios direitos contribuem para uma grande insatisfação por parte de ambos os parceiros. O segredo passa por encontrar o delicado equilíbrio entre a expressão das próprias necessidades e a atenção às necessidades do outro, contribuindo para o sucesso da relação amorosa a longo prazo.

Como conclusão…


As relações de poder estão presentes em todas as relações e as relações amorosas não são exceção. Para alcançar uma relação íntima feliz, satisfatória e equilibrada há que saber partilhar o poder. Desta forma, é importante que ambos os parceiros sejam capazes de se valorizar mutuamente, fazendo valer as suas necessidades e direitos, tentado corresponder às expectativas do outro. Pelo contrário, a excessiva e permanente cobrança na relação deve ser erradicada.

Erradicar a cobrança na relação e melhorar de forma geral a relação amorosa pode levar tempo. O importante é que ambos os parceiros estejam comprometidos com a necessidade e os esforços de mudança. Como quase tudo na vida, melhorar a relação amorosa requer prática e compromisso diário, mas importa acreditar que possível viver uma relação mais feliz e saudável. Os elementos do casal devem aprender a reconhecer o melhor do seu parceiro e da relação a dois, bem como sentirem-se gratos um pelo outro e divirtam-se juntos, sem nunca descurar do tempo a sós.

Veja também:

Psicóloga Ana Graça Psicóloga Ana Graça

Mestre em Psicologia, pela Universidade do Minho, com a dissertação “A experiência de cuidar, estratégias de coping e autorrelato de saúde”. Especialização (Pós-Graduada) em Neuropsicologia Clínica, Intervenção Neuropsicológica e Neuropsicologia Geriátrica. Membro efetivo da Ordem dos Psicólogos Portugueses, com especialidade em Psicologia Clínica e da Saúde e Neuropsicologia. Para além da Psicologia é apaixonada por viagens, leitura, boa música, caminhadas ao ar livre e tudo o que proporcione felicidade!