Publicidade:

Grupo 11 - Cães sem raça definida

O termo cães sem raça definida abrange todos os cães que não possuem origem definida, ou seja, provêm de misturas da sua linhagem com duas ou mais raças.

Grupo 11 - Cães sem raça definida
Saiba mais sobre as caraterísticas dos rafeiros.

Os cães sem raça definida descendem de cruzamentos de duas ou mais raças. É possível afirmar que a sua origem está diretamente ligada à evolução do cão como espécie, uma vez que estas raças provêm de uma seleção natural e não de seleção humana, como acontece com as raças propriamente ditas, em que o Homem interveio de forma a manter as caraterísticas da raça de geração em geração.

Cães sem raça definida – Grupos FCI


Segundo a classificação da FCI (Federação Cinológica Internacional), que é a fundação responsável pelo agrupamento e classificação das raças de cães, existem apenas 10 grupo de raças de cães. Estas são as raças reconhecidas internacionalmente.

No entanto, o grupo 11, apesar de não ser reconhecido pela FCI, é muitas vezes utilizado para englobar todos os outros cães que não são possíveis classificar como pertencente a qualquer outro grupo.

Cães sem raça definida – caraterísticas


caes sem raca definida cao rafeiro

Os cães sem raça definida são muito inteligentes e carinhosos com as pessoas.

História

O cão descende do lobo, apesar de ainda não estar claro como foi feita a aproximação deste ao Homem, pensa-se que terá sido por uma relação em que ambos tiravam partido.

O lobo foi-se aproximando do Homem porque precisava de comida e portanto alguns lobos começaram a alimentar-se dos seus restos. O Homem começou a perceber que se mantivesse os lobos por perto não era atacado por outras espécies.

Desta forma começou a haver uma associação em que os dois beneficiavam durante várias gerações.

Durante muitos anos, foi havendo uma seleção natural dos lobos mais dóceis que se aproximavam do Homem, foram-se reproduzindo entre si, mantendo as suas caraterísticas de geração em geração e, foram ficando cada vez mais próximos da população.

Desde os tempos mais remotos o cão tinha vindo a ser utilizado para várias tarefas em que auxiliavam o Homem, nomeadamente pastoreio, guarda e caça. Por este motivo, foram-se criando cães com diferentes aptidões e portanto considera-se que o cão dentro da mesma espécie possui muitas variedades diferentes.

A partir do século XIX, começaram-se a desenvolver os conceitos de raça canina para classificar um conjunto de cães que partilhasse a mesma origem e caraterísticas genéticas e fenotípicas. Por outro lado, todos os indivíduos que não pudessem ser classificados como tal começaram a ser classificados como “rafeiros”, ou cães sem raça definida.

Temperamento

Como os cães sem raça definida podem ter várias origens, para classificar o temperamento destes cães deve-se ter em conta vários fatores: temperamento dos seus progenitores, experiências que tenha ao longo da vida e sociabilização que teve quando era cachorro.

Características físicas

O aspeto dos cães sem raça definida varia de acordo com as raças que lhe deram origem. Desta forma todos os cães sem raça definida podem ser diferentes entre si, e o que os distingue dos outros cães é a sua aparência diferente de todas as raças conhecidas.

Exercício e entretimento

Tal como as suas caraterísticas físicas e temperamento, a quantidade de exercício irá depender de animal para animal, consoante a sua linhagem.

Regra geral, os cães de porte mais pequeno necessitam de menos exercício do que um cão de porte maior, no entanto, mais uma vez a quantidade de energia que o animal tem necessidade de desgastar será sempre condicionada pela sua herança genética.

Como qualquer outro cão, os cães sem raça definida também necessitam de fazer exercício, caminhas e corridas.

Se conhecer os pais, será mais fácil perceber como será a sua descendência, caso não tenha a oportunidade de conhecer os seus progenitores terá que ir conhecendo o seu cão para perceber e agir de acordo com as suas necessidades.

Treino

Os cães sem raça definida são muito inteligentes e assim, regra geral, aprendem rápido. O seu temperamento é condicionado, para além das caraterísticas que são herdadas pelos progenitores, pelas experiências que vai tendo no dia-a-dia e pela sociabilização que tem em cachorro. Desta forma, é muito importante começar a sua educação e treino desde logo cedo.

O cachorro deve ter a oportunidade de lidar com todo o tipo de pessoas, seja crianças, adultos e idosos, passear ao livre tendo contacto com motas, bicicletas, carros, outros animais e outras coisas que farão com que o cão adulto seja sociável e tenha um temperamento calmo e amigável.

Saúde

Ao contrário do que se pensa, os cães sem raça definida não têm menor probabilidade de vir a desenvolver problemas de saúde. Essa crença era baseada no facto de os cães sem raça definida, ou rafeiros, serem muitas vezes encontrados na rua e portanto, como estavam em contacto com maior número de agentes infeciosos desenvolviam uma maior imunidade do que os cães de raça, que nunca ou raramente tinham contacto com esses agentes.

No entanto, os cães sem raça definida devem ter acesso a todos os cuidados de saúde de igual forma aos cães de raça. Vacinas e desparasitações são cuidados básicos de profilaxia que evitam que todos os cães fiquem doentes.

O que acontece neste cruzamentos de raça é haver uma menor incidência de doenças genéticas associadas a uma raça específica com predisposição.

Conclusão…


Os cães sem raça definida são provenientes de um ou mais cruzamentos de raças diferentes. São cães inteligentes e que requerem os mesmos cuidados de saúde do que qualquer cão independente de ser de raça ou não.

Se pretende ter um cão que possa ser moldado consoante o seu ensinamento, que seja único e especial a nível temperamental e físico e queira salvar uma vida, o rafeiro é o cão ideal para si!


Conheça mais raças de cães:

Todas as raças de cães

Todas as
raças de cães

Raças de cães pequenos

Raças de
cães pequenos

Raças de cães médios

Raças de
cães médios

Raças de cães grandes

Raças de
cães grandes

Veja também:

Dra. Patrícia Azevedo Dra. Patrícia Azevedo

Patrícia Azevedo é médica veterinária natural de Braga. Desde a sua infância que é apaixonada por animais e sempre teve a ambição de ser médica veterinária. Trabalhou como voluntária em associações de proteção e ajuda a animais errantes desde os 11 anos de idade . Iniciou o seu percurso como estudante desta área na Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro e concluiu os seus estudos no Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar. Tem três gatos e uma cadela retirados da rua. Trabalha atualmente na sua cidade natal, em medicina e cirurgia de pequenos animais.

O Vida Ativa disponibiliza e atualiza informação, não presta serviços de aconselhamento nutricional, de saúde ou de treino. O Vida Ativa não é proprietário nem responsável pelos produtos e serviços de terceiros apresentados, por conseguinte não será responsável por quaisquer perdas ou danos que possam resultar de quaisquer imprecisões ou omissões. A informação está atualizada até à data apresentada na página e é prestada de forma geral, tratando-se de textos meramente informativos, pelo que não constitui nem dispensa a assistência profissional qualificada e individualizada. Caso pretenda sugerir uma atualização, por favor, envie-nos a sua sugestão para: [email protected].