Publicidade:

Cães de raça portuguesa: conheça 11 raças com origem no nosso país

Apesar de serem pouco conhecidos existem diversos cães de raça portuguesa dispersos pelo mundo. Conheça as raças lusas existentes e surpreenda-se.

Cães de raça portuguesa: conheça 11 raças com origem no nosso país
Conheça as 11 raças de cães com origem portuguesa.

Conhece todos os cães de raça portuguesa? Existem 11 raças no total de raças lusas, espalhadas por todo o mundo. Têm todas em comum a sua rusticidade, são raças antigas e com pouca intervenção humana.

Na sua maioria são cães de pastoreio, utilizadas para proteger os rebanhos, tendo sido por isso preservadas as suas caraterísticas durante muitos anos. Também existem, alguns cães de raça portuguesa utilizados para a caça e outros para companhia.

Cães de raça portuguesa: 11 raças lusas


1. Barbado da Terceira

É uma raça originária da ilha Terceira, nos Açores, utilizado como cão pastor de gado bovino, mas pode também ser utilizado para gado caprino e ovino.

Atualmente, desempenha também funções de cão de guarda e companhia.

É uma raça de porte médio, robusto, com pelo longo e ondulado.

2. Cão de Fila de São Miguel

É também uma raça oriunda dos Açores, mas da ilha de São Miguel. É um boieiro, cão da gado bovino, também conhecido na sua região por “cão de vacas”.

São cães fortes e destemidos, o que levou, devido a estas caraterísticas, que fossem também utilizados para a caça ao javali.

Saiba mais sobre esta raça aqui >>

3. Cão de Castro Laboreiro

Raça originária de uma pequena vila, Castro Laboreiro, pertencente ao concelho de Melgaço, no norte de Portugal. É uma das mais antigas da península ibérica.

Cão de grande porte, longo, pelo curto e padrão tigrado com tons castanho e preto. É um excelente cão de guarda e dá o alerta ladrando de uma forma caraterística.

Saiba mais sobre esta raça aqui >>

4. Cão de Gado Transmontano

Estes cães de raça portuguesa foram criados no nordeste da região de Trás-os-Montes. São utilizados essencialmente para a função de pastores de gado ovino e caprino.

Esta região carateriza-se por ser muito montanhosa e de difícil circulação devido ao relevo, portanto esta raça desenvolveu uma grande resistência física para conseguir caminhar muitos quilómetros neste piso.

5. Cão da Serra da Estrela

Esta é uma das raças mais conhecidas de entre os cães de raça portuguesa no nosso país e por todo o mundo. Esta raça surgiu em tempos remotos e não se sabe bem ainda a sua verdadeira origem. No entanto, sabe-se que se fixou na zona da Serra da Estrela.

Existem variedades de pelo curto e comprimido. É um cão de porte grande e robusto utilizado para a guarda de rebanhos e de propriedades.

Saiba mais sobre esta raça aqui >>

6. Cão da Serra de Aires

Estes cães de raça portuguesa são originários do Alentejo. Desempenham funções de guarda de rebanhos de ovelhas, cabras, suínos, bovinos e equinos.

É uma raça de porte médio, adaptada às grandes amplitudes térmicas da zona alentejana. Tem um pelo longo que faz lembrar os macacos, dessa forma é conhecido por “cão macaco” na sua terra natal.

7. Rafeiro do Alentejo

Esta raça, como o próprio nome indica, é proveniente do Alentejo. Devido à sua estrutura e conformação é também conhecido como Mastim Português ou Mastim Alentejano.

Descende dos molóssoides do médio-oriente, tendo sido utilizado pelas tribos cuja sobrevivência dependia da criação de gado.

É um cão de porte grande, rústico mas calmo. É um ótimo cão pastor mas também um excelente cão de guarda de propriedades.

Saiba mais sobre esta raça aqui >>

8. Cão do Barrocal Algarvio

É originário de um zona do Algarve caraterizada por várias elevações calcárias, denominadas de barrocos, daí o nome da raça.

Estes exemplares de cães de raça portuguesa são também conhecidos por “cães felpudos”, devido à sua pelagem longa no corpo e curta no focinho.

9. Perdigueiro Português

O perdigueiro português é tipicamente um cão de caça, descendente do antigo Braco Peninsular. Desde o século XII está documentada a sua existência em Portugal e era criado nos canis reais para a caça ao falcão.

O termo perdigueiro refere-se a perdiz, pois por norma, esta raça é utilizada para este tipo de caça.

Saiba mais sobre esta raça aqui >>

10. Podengo Português

Esta raça provavelmente terá sido trazida pelos Romanos nos tempos clássicos e terá evoluído na altura em que os mouros introduziram os seus cães no nosso país. Evoluíram desde então adaptando-se ao nosso território e clima.

Estes cães de raça portuguesa são utilizados para a caça. De acordo com as diferentes variedades, têm maior aptidão para caçar determinadas espécies.

Podem também apresentar variedades de pelo curto e de pelo longo.

Saiba mais sobre esta raça aqui >>

11. Cão de Água Português

Esta raça ficou particularmente famosa internacionalmente quando o presidente dos Estados Unidos da América apresentou um exemplar desta raça como sendo seu companheiro e habitante da casa branca.

O cão de água português era conhecido como “cão leão” devido ao corte de pelo caraterístico. Também pela sua morfologia em vários aspetos, pensa-se que a sua origem poderá estar associada de alguma forma com a raça caniche.

É um excelente nadador, era portanto utilizado pelos pescadores, especialmente da zona algarvia, para ajudar a recuperar o peixe que escapava dos anzóis ou redes. Também auxiliavam os marinheiros no transporte de mensagens pelo mar.

Saiba mais sobre esta raça aqui >>

Veja também:

Dra. Patrícia Azevedo Dra. Patrícia Azevedo

Patrícia Azevedo é médica veterinária natural de Braga. Desde a sua infância que é apaixonada por animais e sempre teve a ambição de ser médica veterinária. Trabalhou como voluntária em associações de proteção e ajuda a animais errantes desde os 11 anos de idade . Iniciou o seu percurso como estudante desta área na Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro e concluiu os seus estudos no Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar. Tem três gatos e uma cadela retirados da rua. Trabalha atualmente na sua cidade natal, em medicina e cirurgia de pequenos animais.

O Vida Ativa disponibiliza e atualiza informação, não presta serviços de aconselhamento nutricional, de saúde ou de treino. O Vida Ativa não é proprietário nem responsável pelos produtos e serviços de terceiros apresentados, por conseguinte não será responsável por quaisquer perdas ou danos que possam resultar de quaisquer imprecisões ou omissões. A informação está atualizada até à data apresentada na página e é prestada de forma geral, tratando-se de textos meramente informativos, pelo que não constitui nem dispensa a assistência profissional qualificada e individualizada. Caso pretenda sugerir uma atualização, por favor, envie-nos a sua sugestão para: [email protected].