Publicidade:

Bichon Maltês: tudo o que precisa de saber sobre esta raça

O Maltês é, provavelmente, uma das raças de cães mais adoradas da atualidade, pelo seu aspeto fofo e que faz lembrar um peluche de ter em casa. Mas não é um peluche e nem pode ser tratado como tal. É um cão cheio de vivacidade, inteligência e muito sensível ao ambiente onde vive. Sem dúvida o cão ideal para uma família.

 
Bichon Maltês: tudo o que precisa de saber sobre esta raça
Uma nuvem de pelo com quatro patas.

Embora pareça um cão delicado e de porte elegante, calmo, até meio aristocrático, o Maltês é uma pequena concentração de energia contagiante, que exige grande atenção humana, pois adoram ser o foco das atenções.

Destaca-se ainda pelo seu pelo sempre branco, fazendo lembrar um boneco de neve, mas que é hipoalergénico, tornando-o perfeito para pessoas com alergias.

Características gerais do Maltês


Grupo: Grupo 9 – Cães de Companhia

Finalidade: cão de companhia

Ambiente ideal: apartamento

País de Origem: Egito

Porte: pequeno

Altura: de 20cm a 25cm

Peso ideal: de 3kg a 4kg

Cor: branco ou ligeiro tom de marfim

Esperança Média de Vida: entre 15 a 18 anos

Preço médio: de 325€ a 550€

 

Características específicas do Maltês


É uma raça gentil e sem medo – o que parece ser comum às raças de cães pequenos, como se compensassem o que não têm em tamanho com uma personalidade exuberante e vigorosa.

Energia
Inteligência
Tolerância ao frio
Tolerância ao calor
Cuidados de higiene
Queda de pelo
Tendência para problemas de saúde
Facilidade de aprendizagem
Socialização com crianças
Socialização com estranhos
Socialização com cães
Socialização com gatos

 

Fases da vida do Maltês


Bebé

1 – 6 meses

Adulto

6 meses – 15 anos

Idoso

15 – 18 anos

Físico do Maltês


maltes

Pequeno, pose elegante e cabeça erguida com orgulho.

O Maltês possui os olhos bem abertos, de expressão viva e atenta, inseridos num plano quase frontal e é uma das suas características físicas mais interessantes. Ao que se junta um peito amplo, com costelas pouco arqueadas e uma cauda espessa na raiz e fina na ponta.

Temperamento do Maltês


Para expressar alegria e contentamento, ladra bastante, o que pode ser um fator menos positivo, que deve ser controlado desde cachorro.

Além disso, é um cão que não pode ser deixado sozinho durante muito tempo, pois sofrerá de ansiedade e depressão, já que ele se apega inteiramente aos seus donos.

Problemas de Saúde do Maltês


Ossos

  • Luxação da patela.

Sistema cardiovascular

  • Hipoglicemia.

Olhos

  • Atrofia progressiva da retina.

Sistema auditivo

  • Surdez.

Outros

  • Síndrome de tremor do cão branco e hidrocefalia.

 

Cuidados a ter com o Maltês


Temperatura

  • Não toleram calor nem frio extremos.

Pelo

  • Escovar diariamente com uma escova de pinos ou um pente de aço inoxidável, mas antes deste processo, pulverize o pelo com uma mistura de condicionador diluído com água.

Banho

  • Usar um champô de branqueamento, seguido de um condicionador para cães com pelos longos.

 

Origem do Maltês


O Maltês teve origem no Egito antigo, tendo ali sido encontrada uma estatueta com representação de um cão de pelos achatados num túmulo que data do reinado de Ramasés II.

O seu nome significa “refúgio” ou “porto”, em referência aos ancestrais deste pequeno cão que viviam nos portos e cidades marítimas centrais do Mediterrâneo onde caçavam pequenos animais que se encontravam em profusão nos armazéns dos portos e nos porões dos navios.

Curiosidades sobre o Maltês


O Maltês é uma das raças preferidas de algumas celebridades: Halle Berry, Heather Locklear, e Eva Longoria.

Os egípcios pensavam que tinha a capacidade de curar as pessoas de doenças e, por isso, tinha o hábito de coloca-lo junto ao travesseiro de alguém doente.


Conheça mais raças de cães:

Todas as raças de cães

Todas as
raças de cães

Raças de cães pequenos

Raças de
cães pequenos

Raças de cães médios

Raças de
cães médios

Raças de cães grandes

Raças de
cães grandes

Mónica Carvalho Mónica Carvalho

Mónica Carvalho é licenciada em Jornalismo e Ciências da Comunicação, com Pós-Graduação em Comunicação, Assessoria e Marketing. Vê na produção de conteúdos uma forma de tornar o mundo um lugar mais interessante, curioso e acessível. Os livros, filmes, séries, música, desporto e, acima de tudo, as histórias das pessoas inspiram-na a querer sempre fazer mais e melhor.

O Vida Ativa disponibiliza e atualiza informação, não presta serviços de aconselhamento nutricional, de saúde ou de treino. O Vida Ativa não é proprietário nem responsável pelos produtos e serviços de terceiros apresentados, por conseguinte não será responsável por quaisquer perdas ou danos que possam resultar de quaisquer imprecisões ou omissões. A informação está atualizada até à data apresentada na página e é prestada de forma geral, tratando-se de textos meramente informativos, pelo que não constitui nem dispensa a assistência profissional qualificada e individualizada. Caso pretenda sugerir uma atualização, por favor, envie-nos a sua sugestão para: [email protected].