Publicidade:

Basenji: tudo o que precisa de saber sobre esta raça

Perfeito para viver num apartamento, o Basenji é um cão que não ladra e que faz a sua própria higiene, assim como os gatos. Com uma personalidade forte e hábitos exigentes e refinados, pode ser desafiante ensiná-lo, mas terá nesta raça de aparência algo exótica um amigo fiel e dedicado, sempre pronto para uma aventura.

 
Basenji: tudo o que precisa de saber sobre esta raça
O Basenji é um excelente cão de caça.

Ativo e enérgico, o Basenji precisa de exercício diário, em zonas seguras e cercadas, sem possibilidade de fuga. Se não tiver o que fazer, vai tentar arranjar uma alternativa e isso nem sempre é positivo nesta raça.

Apesar de possuir características de cão de caça independente, também é afetuoso e gosta de participar nas atividades familiares.

Características gerais do Basenji


Grupo: Grupo 5 – Spitz e Cães do Tipo Primitivo

Finalidade: cão de caça

Ambiente ideal: apartamento ou casa

País de Origem: África Central – Congo

Porte: médio

Altura: de 38cm a 43cm

Peso ideal: de 9kg a 11kg

Cor: preto puro e branco, vermelho e branco, preto e cor de fogo, tricolor (preto, vermelho e castanho), com manchas (geralmente pretas sobre fundo vermelho acastanhado). Todos devem ter branco no ante-peito, pés e ponta da cauda.

Esperança Média de Vida: entre 10 a 14 anos

Preço médio: de 490€ a 650€

 

Características específicas do Basenji


Esta raça tem duas características muito peculiares. A primeira agradará certamente a quem vive num apartamento com vizinhos sensíveis: este cão não ladra. No entanto, isso não significa que seja mudo; ele emite sons que lembram o cantar tirolês. A segunda é que as fêmeas têm o cio apenas uma vez por ano, à semelhança dos lobos.

Os Basenji também possuem características muito parecidas com os gatos: gostam de subir a lugares altos, são independentes e lavam-se como os felinos, não libertando qualquer odor.

Energia
Inteligência
Tolerância ao frio
Tolerância ao calor
Cuidados de higiene
Queda de pelo
Tendência para problemas de saúde
Facilidade de aprendizagem
Socialização com crianças
Socialização com estranhos
Socialização com cães
Socialização com gatos

Fases da vida do Basenji


Bebé

0 – 20 meses

Adulto

20 meses – 10 anos

Idoso

10 – 14 anos

 

Físico do Basenji


Basenji

É um cão atlético e elegante, com uma aparência aristocrática e um andar distinto, semelhante a um trote equestre. Apresenta um focinho comprido, olhos escuros e amendoados e orelhas finas, pontiagudas e ligeiramente inclinadas para a frente. A cauda forma um ou dois anéis, encaracolando-se sobre a coluna vertebral. Quando em alerta, enruga a testa, como se estivesse preocupado.

Temperamento do Basenji


Obstinado, independente, reservado e curioso, o Basenji gosta de agradar ao seu dono, mas pode não obedecer logo à primeira ordem. Esta teimosia poderá advir do facto de ser um cão de caça, que por norma age sozinho e de forma calculada. São precisas grandes doses de paciência e sentido de humor para o educar.

A socialização com outras pessoas e animais é difícil, especialmente se tiver de dividir a atenção do dono. Contudo, o animal não deve ser isolado, pois poderá demonstrar ainda mais problemas de comportamento, como seja desobediência, tentativa de fuga e destruição de móveis.

Problemas de Saúde do Basenji


Existem algumas doenças que afetam mais os Basenji que outras raças de cães. Deve proporcionar-lhe o exercício que o seu corpo necessita, ou corre o risco de se tornar obeso, pondo em causa a função cardíaca do animal.

Rins

  • Síndrome de Fanconi.

Olhos

  • Atrofia progressiva da retina.

Instestinos

  • Enteropatia.

 

Cuidados a ter com o Basenji


Pelo

  • Uma escovagem semanal é o suficiente, com banhos esporádicos, visto ser uma raça muito higiénica.

Olhos

  • Limpar regularmente, para evitar secreções ou infeções.

 

Origem do Basenji


É uma das poucas raças caninas desenvolvidas em África e uma das mais antigas do mundo. Deve o seu nome a uma etnia pigmeia que significa “aquele que vive no mato” e a sua função passava por ajudar as tribos a caçar, além de guardar as aldeias, física mas também espiritualmente.

A raça também chegou ao Egipto, onde cães muito parecidos com os Basenji modernos se encontram desenhados e esculpidos em relevo nas tumbas dos faraós, aos pés dos seus donos.

A primeira tentativa de trazer a raça para fora de África foi no final do século XIX, mas os cães morriam de doenças durante a viagem. Chegariam a Inglaterra e aos EUA apenas nos anos 30 do século XX.

Curiosidades sobre o Basenji


Existe uma Universidade americana dedicada ao Basenji – a The Basenji University. Os cursos são online e servem para aprofundar os conhecimentos sobre a raça.

Os Basenji são tão importantes em África que a sua imagem costuma estar representada em selos de cartas. Além disso, e devido às suas habilidades para a caça, chegam também a ser mais valorizados que uma esposa por algumas tribos africanas.


Conheça mais raças de cães:

Todas as raças de cães

Todas as
raças de cães

Raças de cães pequenos

Raças de
cães pequenos

Raças de cães médios

Raças de
cães médios

Raças de cães grandes

Raças de
cães grandes

Mafalda Braga Mafalda Braga

Depois da licenciatura em Comunicação Social e Cultural e do mestrado em Media e Jornalismo, tirados na Universidade Católica Portuguesa, fez um estágio na extinta Rádio Clube Português e outro na Revista Máxima, onde ficou a trabalhar durante cinco anos e meio. Passou ainda pela Revista Must, suplemento do Jornal de Negócios, e atualmente é jornalista freelancer. Além desta área, tem uma grande paixão por cinema, viagens, animais e comida, de preferência com muito sol a acompanhar.

O Vida Ativa disponibiliza e atualiza informação, não presta serviços de aconselhamento nutricional, de saúde ou de treino. O Vida Ativa não é proprietário nem responsável pelos produtos e serviços de terceiros apresentados, por conseguinte não será responsável por quaisquer perdas ou danos que possam resultar de quaisquer imprecisões ou omissões. A informação está atualizada até à data apresentada na página e é prestada de forma geral, tratando-se de textos meramente informativos, pelo que não constitui nem dispensa a assistência profissional qualificada e individualizada. Caso pretenda sugerir uma atualização, por favor, envie-nos a sua sugestão para: [email protected].