Arroz Selvagem: o que é, como cozinhar e onde comprar

Arroz Selvagem: o que é, como cozinhar e onde comprar
Conheça tudo sobre este tipo de arroz.

No seio de uma população cada vez mais exigente e que gosta de marcar pela diferença, são várias as alternativas saudáveis que vão surgindo no mercado.

Não são produtos novos. Pelo contrário, são alimentos que já existem há muito, mas que apenas agora começam a chegar até nós.

Falamos, por exemplo, do arroz selvagem.

O que é o arroz selvagem?


Apesar de ter “arroz” no nome, o arroz selvagem não se relaciona com o arroz asiático que conhecemos.

Ele é o grão que resulta do género Zizania, composto por quatro gramíneas diferentes.

É mais longo, castanho-escuro e tem uma textura de borracha na camada externa.

Como é a nível nutricional?

  • 100g de arroz selvagem cozinhado fornecem:
  • 101kcal
  • 21.34g de Hidratos de Carbono
  • 0.34g de gordura
  • 3.99g de proteína
  • 1.8g de fibra

É ainda uma boa fonte de Vitamina B3 e B6, magnésio, manganésio, fósforo e zinco.
Não tem glúten, sendo uma excelente opção para doentes celíacos ou pessoas que sofram de sensibilidade ao glúten não-celíaca.

Como cozinhar arroz selvagem?

A confeção é semelhante ao arroz normal, mas demora um pouco mais tempo por causa da camada externa do grão.

Convém misturar com outro tipo de arroz, como o arroz jasmim integral, e não consumir apenas arroz selvagem.

Onde comprar?

Por norma encontra-se nas lojas a granel de comércio tradicional, como a loja RAW Comida & Granel, em Matosinhos.

Receita: Arroz selvagem com salmão, hummus e legumes


arroz selvagem com hummus,salmão e legumes

– Ingredientes (para 1 pessoa) –

  • ¼ Cebola
  • 4 Colheres de chá de azeite
  • 30g de arroz selvagem
  • 30g de arroz jasmim integral
  • ¼ Beterraba
  • 1 Mão-cheia de tomate cereja
  • 1 Lombo fino de salmão (~100g)
  • Hummus de grão-de-bico
  • Alface roxa, agrião e rúcula selvagem
  • Limão
  • Água, louro, sal e pimenta preta q.b.

– Modo de preparação –

  1. Descasque e pique finamente a cebola. Coloque-a num tacho, juntamente com 2 colheres de chá de azeite, e cozinhe em lume médio até ficar translúcida;
  2. Adicione o arroz selvagem e envolva no azeite. Junte então o dobro da quantidade de água e deixe levantar fervura. Reduza o lume e tape;
  3. Passados 5-7 minutos, acrescente o arroz jasmim integral e o dobro da quantidade de água quente. Junte 1 folha de louro e tempere com sal. Depois de levantar fervura, tape e deixe o lume no mínimo;
  4. Passe então à preparação da beterraba. Deixe-a inteira, mas descasque apenas a parte que vai usar. Se tiver um espiralizador, espiralize ¼ da beterraba; senão, use uma mandolina para cortar em fatias finas. Reserve;
  5. Corte os tomates cereja em metades e tempere com um pouco de flor de sal, pimenta-preta e azeite. Reserve;
  6. Passe então para o salmão. Aqueça uma frigideira anti-aderente sem adicionar qualquer gordura. Quando estiver bem quente, coloque o lombo de salmão com a pele virada para baixo e reduza ligeiramente o lume.
  7. Tempere com sal, pimenta preta e sumo de limão, e deixe 1-2 minutos até o salmão começar a ficar rosado junto à pele.
  8. Cozinhe todas as superfícies por apenas 1 minuto, acrescentando sempre sumo de limão. Se a água do arroz ainda não tiver evaporado por esta altura, deixe o salmão na frigideira, tapado com papel de alumínio;
  9. Quando todos os elementos estiverem prontos, sirva juntamente com hummus de grão-de-bico e uma mistura de alface roxa, agrião e rúcula selvagem, temperada com 1-2 colheres de chá de azeite.

Bom apetite!

Veja também:

Nutricionista Ana Monteiro Nutricionista Ana Monteiro

Ana Isabel Monteiro é nutricionista, atleta e autora do blog Laranja-lima. Trabalha atualmente na Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão (Gabinete de Saúde Pública e Casa da Juventude), tendo colaborado anteriormente no projeto Dragon Force e no Centro Social de Paramos. É licenciada em Ciências da Nutrição pela Faculdade de Ciências da Nutrição e Alimentação da Universidade do Porto e membro efetivo da Ordem dos Nutricionistas (C.P.2815N) desde Abril de 2016.