Saúde: app deteta HIV em segundos

Investigadores do Reino Unido desenvolveram algo inovador e que vai marcar o mundo da medicina: esta app deteta o vírus HIV em segundos. Saiba como!

Saúde: app deteta HIV em segundos
Uma descoberta inovadora.

Uma app que deteta HIV em segundos foi lançada. Trata-se de um teste de apenas 10 segundos para saber se determinado indivíduo contraiu o vírus do HIV, com base na tecnologia móvel. Uma descoberta incrível e inovadora que vai marcar para sempre o mundo da medicina e que vai facilitar o trabalho dos médicos e dos técnicos de diagnóstico, como uma maneira quase instantânea de diagnosticar alguém com o vírus da imunodeficiência imunitária.

Os vírus Ebola e Zika são a lembrança dolorosa de que as doenças infecciosas se classificam entre as ameaças mais graves para a saúde humana e se podem espalhar rápida e imprevisivelmente a partir do foco de contágio. O mesmo acontece com o vírus HIV e com novas infeções que continuarão a surgir a cada ano, cada vez mais com resistência adquirida aos medicamentos. Nestes casos, o diagnóstico rápido desempenha um papel crucial em qualquer situação de surto, capacitando os pacientes para obter acesso mais rápido a tratamentos potencialmente vitais e informando estratégias de prevenção para proteger o público em geral.

Partindo deste mote, descobriu-se uma técnica rápida e eficaz que poderá estar disponível em qualquer local do mundo, visto que a app deteta o HIV em segundos.

Como funciona a app que deteta HIV?


App deteta HIV em segundos como funciona

Foi criado um dispositivo de diagnóstico ultra-rápido e eficaz que aproveita os biochips da onda acústica de superfície (SAW), para detetar o HIV apenas com uma pinga de sangue no espaço de 10 segundos.

O biochip de quartzo descartável, baseado em componentes microeletrónicas encontradas num smartphone, é extremamente rápido porque não são necessárias etapas complexas de rotulagem, amplificação ou lavagem.

Em seguida, uma caixa de controlo pequena e que cabe no bolso de umas calças lê o sinal SAW e exibe os resultados eletronicamente, marcados pela alta sensibilidade analítica e especificidade. Para finalizar o processo, as descobertas são lidas e apresentadas num dispositivo móvel, vulgo smartphone.

Com tudo isto, eliminam-se longos tempos de espera de teste, dando acesso aos pacientes ao tratamento que lhe pode salvar a vida, apoiando ainda intervenções de saúde pública mais oportunas para prevenir a transmissão de doenças infectocontagiosas.

Veja melhor como funciona este aparelho inovador, uma app que deteta o HIV, bem como outras doenças infecciosas, em segundos.

Desde que o vírus do HIV apareceu no mundo, estimam-se que cerca de 78 milhões de pessoas ficaram infetadas e que 35 milhões morreram de doenças relacionadas com o vírus.

Cofidis