Publicidade:

Como funciona o aparelho auditivo?

As pessoas com problemas de audição não precisam de sofrer mais. A tecnologia avançou e o uso de um aparelho auditivo pode ser a solução.

 
Como funciona o aparelho auditivo?
Explicamos tudo neste artigo.

Se tem problemas de audição, não precisa de sofrer mais. Com o avanço da tecnologia, surgiram os aparelhos auditivos, que amplificam o som e são feitos sob medida.

O uso de um aparelho auditivo é indicado pelo médico, a quem começou a ouvir menos do que aquilo a que estava habituado.

Isto pode acontecer devido a factores como o envelhecimento, a exposição a sons muito altos por tempo prolongado, ou como consequência de uma doença.

Há algumas situações em que o aparelho já não funcionará, nomeadamente quando o indivíduo já não tem audição ou a tenha perdido quase completamente.

Como funcionam os aparelhos auditivos?


aparelhos auditivos e aparelho auditivo

1. Estrutura do aparelho auditivo

O que o aparelho auditivo faz é aumentar o volume dos sons externos.

É composto por:

  • Um microfone, que capta o som;
  • Um amplificador, que o amplifica;
  • Um recetor, responsável por enviar o som amplificado para a orelha do paciente.
  • Nos aparelhos mais modernos, é possível ajustar o volume nas diferentes frequências, o que permite modular o som e torna o uso do aparelho mais confortável.

O aparelho funciona a bateria, que fornecem energia para toda a estrutura funcionar, e que devem ser trocadas de tempo em tempo.

2. Tipos de aparelho

modelos de aparelhos auditivos e aparelho auditivoOs modelos variam em tamanho e o tipo de cada amplificação. Os mais comuns são os retroauriculares e os intracanais.

>> Modelo totalmente dentro do canal

Os modelos totalmente dentro do canal encaixam totalmente dentro do canal auditivo e estão indicados para perdas auditivas leves e moderadas.

São praticamente invisíveis quando colocados.

>> Modelos no canal do ouvido

Os modelos no canal do ouvido são colocados no canal do ouvido, são confortáveis e fáceis de usar.

São um pouco maiores do que os modelos totalmente dentro do canal, permitem a utilização de uma pilha de longa duração e integrar microfones direcionais para uma melhor percepção em ambientes ruidosos.

>> Modelos dentro do ouvido

Os modelos dentro do ouvido são colocados no ouvido e no canal auditivo.

São um pouco maiores do que os modelos no canal do ouvido, mas permitem adicionar outros recursos, como microfones, botões de controlo direcional e de volume para ativar programas diferentes, para melhor ajuste em qualquer ambiente.

>> Modelo atrás do ouvido

O modelo atrás do ouvido foi concebido e desenhado para ser discreto e estar escondido na orelha. Possuem um tubo ultrafino que conduz o som para dentro do ouvido. O tubo está ligado a uma ponta muito macia que encaixa no canal auditivo, sem o obstruir.

Aquilo que varia, essencialmente, entre estes modelos, é a porção da orelha onde são colocados, o tamanho e o molde. Cada modelo é indicado para um tipo de perda auditiva.

3. Funções

Estes aparelhos têm uma série de funções, para além da essencial: aumentar o volume dos sons. Uma delas é a função ligar/ desligar.

No geral, eles permanecem ligados durante o dia e desligados quando o paciente vai dormir.

Os aparelhos mais modernos apresentam ainda mais funções, como memória de configurações, para serem usadas em ambientes mais barulhentos ou inquietos, por exemplo.

Como é que a informação chega ao cérebro?


O som enviado pelo aparelho é recebido pela cóclea, que fica no ouvido interno. Depois é transmitido ao nervo acústico do cérebro.

Resistência do aparelho auditivo


Existem poucos modelos no mercado resistem à água. Normalmente, estes aparelhos não podem ser usados na praia, piscina, durante o banho, nem durante exercícios físicos que produzam muito suor.

É preciso ter também cuidado com desportos que possam criam impacto no aparelho, para que este não se danifique.

Veja também:

O Vida Ativa disponibiliza e atualiza informação, não presta serviços de aconselhamento nutricional, de saúde ou de treino. O Vida Ativa não é proprietário nem responsável pelos produtos e serviços de terceiros apresentados, por conseguinte não será responsável por quaisquer perdas ou danos que possam resultar de quaisquer imprecisões ou omissões. A informação está atualizada até à data apresentada na página e é prestada de forma geral, tratando-se de textos meramente informativos, pelo que não constitui nem dispensa a assistência profissional qualificada e individualizada. Caso pretenda sugerir uma atualização, por favor, envie-nos a sua sugestão para: [email protected].