Animais de estimação e calor: saiba quais os cuidados a ter

A relação entre os animais de estimação e calor não é a melhor. Saiba como proteger da melhor forma o seu melhor amigo das altas temperaturas.

Powered by: Vetecare
Animais de estimação e calor: saiba quais os cuidados a ter
Os animais são muito sensíveis a altas temperaturas

Com a chegada do calor, chegam também alguns problemas com os nossos animais de estimação, nomeadamente infestações por parasitas externos, choques de calor, queimaduras solares. Resumindo, animais de estimação e calor não são bons amigos, e é necessário tomar certas precauções para salvaguardar a saúde do seu melhor amigo.

Animais de estimação e calor: problemas das temperaturas elevadas


1. Parasitas externos

animais de estimacao e calor cao com carracas na relva

As pulgas, carraças e mosquitos podem aparecer durante todo o ano, no entanto nos meses de maior calor aparecem com maior incidência e são responsáveis por infestações no ambiente e nos animais.

É um problema grave pois estes parasitas podem ser portadores de doenças graves, que podem ser transmissíveis aos humanos (zoonoses), principalmente os mosquitos e as carraças.

É, portanto, de extrema importância que seja feita a prevenção de forma correta contra estes parasitas, de forma a salvaguardar os nossos animais e a nós.

Existem no mercado inúmeras apresentações de produtos desparasitantes com efeito repelente, tanto para cão como para gato. Tanto em forma de spot on, injetáveis, comprimidos e coleiras. A melhor forma de saber qual o produto mais adequado ao seu animal é consultar o seu médico veterinário.

Para além do produto ideal, deve também informar-se acerca da periodicidade das desparasitações, pois dependendo do produto, o efeito repelente pode prolongar-se durante períodos diferentes.

Com o Plano de Saúde Vetecare Platinium pode poupar em tratamentos, consultas e desparasitantes. Por apenas 13€ por mês, tem acesso a uma vasta rede de profissionais e lojas especializadas que o podem auxiliar no tratamento do seu amigo de quatro patas.

Saiba mais como eliminar pulgas e carraças aqui >>

2. Golpe de calor

animais de estimacao e calor pug com calor

Um golpe de calor ou insolação é bastante comum de acontecer, principalmente em cães braquicéfalos, ou seja, de focinho curto, como os pug ou buldogue. No entanto, pode acontecer em cães de qualquer raça se não forem tomadas determinadas providências.

Os cães não conseguem transpirar como as pessoas, sendo que o seu mecanismo mais eficiente de arrefecimento corporal é através da respiração e através da evaporação da humidade. Os únicos locais do corpo por onde transpiram é apenas pelas almofadas plantares e zonas glabras, sem pelo.

Caso a temperatura corporal sofra um grande aumento não conseguem dissipar todo o calor através da respiração e a temperatura corporal começa a subir para além do normal, sendo que a temperatura corporal dos cães e dos gatos encontra-se entre 38 e os 39ºC, com variações de 0,5ºC.

Uma vez que os golpes de calor ocorrem se os animais estiverem expostos a altas temperaturas, o primeiro passo para evitar que esta situação aconteça, é evitar expô-los ao calor em qualquer situação, e, sobretudo, nunca deixe o seu animal no carro em dias de calor.

Os sinais de golpe de calor que pode identificar no seu cão ou gato são os seguintes:

  • Respiração acelerada, difícil, ruidosa e ofegante;
  • Ritmo cardíaco acelerado;
  • Fraqueza;
  • Prostração;
  • Temperatura corporal acima dos 39,5ºC;
  • Coma;
  • Morte.

O golpe de calor é tratado como uma emergência médica, portanto se suspeitar que o seu animal está a ter um golpe de calor deve levá-lo de imediato ao médico veterinário. Em caso de emergência, saiba que o Plano de Saúde Vetecare possibilita o acesso a uma vasta rede de clínicas veterinárias que podem ajudar o seu melhor amigo a preços preferenciais.

3. Desidratação

animais de estimacao e calor cao com sede

Com o calor os animais necessitam de beber mais água, isto porque as duas perdas de calor são feitas através da evaporação da humidade durante a respiração.

Caso o animal não tenha água à disposição em dias de muito calor, poderá ficar desidratado.

4. Queimaduras solares

animais de estimacao e calor cao a passear na relva

Tal como as pessoas, os animais se expostos ao sol sem proteção podem ganhar queimaduras solares. A melhor forma de prevenir as queimaduras pelo sol é evitar a exposição do animal ao sol, protegendo-os nas sombras.

Caso não consiga garantir que o animal irá ficar sempre protegido, deverá colocar protetor solar, especialmente animais com pelagem branca,visto terem tendência para ganhar queimaduras e até desenvolver tumores.

Animais de estimação e calor: cuidados a ter


Saiba quais os cuidados a ter com o seu melhor amigo durante a época de calor, de forma a melhorar a relação entre os animais de estimação e calor.

1. Mantenha o seu cão ou gato hidratado

animais de estimacao e calor cao a beber agua

Ter água à disposição o dia inteiro é imprescindível para manter o seu animal saudável durante o tempo mais quente. Deve mudar a água regularmente para a manter fresca, e pode ainda experimentar colocar uns cubos de gelo na água para ajudar o seu cão ou gato a refrescarem-se.

2. Evite os passeios em horas de calor

animais de estimacao e calor cao a sombra

Deixe os passeios longos para as horas mais frescas, como de manhã ou final de tarde, e até mesmo à noite. Passear com o seu cão durante o dia poderá provocar-lhe uma insolação e queimaduras solares.

3. Mantenha-o num local fresco

animais de estimacao e calor cao em frente a ventoinha

No verão, para as pessoas, uma ventoinha ou o ar-condicionado são indispensáveis. Também para os nossos animais o são.

Em dias de mito calor mantenha os seus animais em locais frescos e se possível arejados.

4. Atenção à alimentação

animais de estimacao e calor comida fresca

Com o calor os animais tendem a comer menos. Assim, é extremamente importante estar atento e se necessário adequar a sua alimentação para que o animal não fique desnutrido.

Colocar cubos de gelo na comida o congelar o seu alimento habitual para servir de delicioso snack gelado também podem ser uma das ideias para incentivar o seu melhor amigo a alimentar-se com o calor.

Veja também:

Dra. Patrícia Azevedo Dra. Patrícia Azevedo

Patrícia Azevedo é médica veterinária natural de Braga. Desde a sua infância que é apaixonada por animais e sempre teve a ambição de ser médica veterinária. Trabalhou como voluntária em associações de proteção e ajuda a animais errantes desde os 11 anos de idade . Iniciou o seu percurso como estudante desta área na Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro e concluiu os seus estudos no Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar. Tem três gatos e uma cadela retirados da rua. Trabalha atualmente na sua cidade natal, em medicina e cirurgia de pequenos animais.