Quais os alimentos mais viciantes e como controlar o vício?

Estudos têm vindo a ser feitos de forma a perceber quais os alimentos mais viciantes, porquê e de que forma é que o seu consumo se pode tornar viciante.

Quais os alimentos mais viciantes e como controlar o vício?
Alguns alimentos podem ter uma ação viciante fazendo com que queira consumi-los sempre e em grande quantidade.

Quando falamos nos alimentos mais viciantes referimo-nos àqueles que sabemos que são capazes de produzir respostas ao nível cerebral, desencadeando uma resposta que se caracteriza pelo vício, isto é, são alimentos que despertam a vontade de consumi-los sempre e, por norma, em grandes quantidades.

Os alimentos mais viciantes: do vício ao controlo


A indústria alimentar tem evoluído no sentido de criar novos e apetecíveis produtos, capazes de interferir ao nível dos nossos circuitos cerebrais e provocar vício ou vontade excessiva de os consumir.

Alguns ingredientes, de forma isolada, não têm esse mesmo impacto no organismo, no entanto, quando combinados de forma específica, podem mesmo provocar vício e o sentimento típico de “nã o conseguir parar de comer” esse mesmo alimento, mesmo quando a sensação é de plenitude.

O que é que acontece no cérebro?

alimentos mais viciantes e dopamina

Quando comemos, ocorre a produção de dopamina, uma hormona responsável por várias ações metabólicas e cujo efeito, neste âmbito, se prende com a sensação de prazer. Determinados alimentos, após a sua ingestão, promovem um aumento da secreção dessa mesma hormona, dando ao cérebro uma informação de prazer e vontade de voltar a consumir esse mesmo alimento. Este processo representa a forma como o nosso cérebro evoluiu, no sentido de nos motivar a fazer coisas que ajudam/ajudaram a nossa sobrevivência.

 Quais os alimentos mais viciantes?

varios alimentos viciantes

A lista é extensa e, como já foi referido, os alimentos são na maioria processados, ricos em açúcar e gordura e considerados menos saudáveis:

  • Pizza
  • Chocolate
  • Batatas-fritas
  • Bolachas
  • Gelados
  • Hamburguers
  • Bolos de pastelaria
  • Queijo
  • Bacon
  • Cereais de pequeno-almoco
  • Gomas
  • Pipocas

Como contornar o vício

mulher a beber agua

As estratégias são, para além de comportamentais, de substituição, isto é: deve procurar substituir os alimentos que causam vício por outros saudáveis e menos viciantes nomeadamente fruta, vegetais, frutos secos e evitar determinados comportamentos como:

  • Saltar refeições;
  • Petiscar ao longo do dia;
  • Ir ao supermercado com fome;
  • Comprar os alimentos que sabe que causam vício;

Quanto a estratégias que pode adoptar para evitar situações de compulsão e de resposta ao vício que considera que tem relativamente a determinado alimento, pode sempre:

  • Fazer exercício físico regular;
  • Optar por uma caminhada ou exercício pouco intenso mas que o distraia, nomeadamente em fases de maior compulsão;
  • Beber água ao longo do dia e antes das refeições.
  • Evitar adoçantes artificiais;
  • Descansar e dormir bem;
  • Realizar refeições completas, ter em conta sempre a importãncia de comer vegetais: sopa, saladas ou legumes confeccionados com pouco sal e gordura;
  • Procurar ajuda profissional, se sentir essa necessidade.

Veja também:

Nutricionista Margarida Beja Nutricionista Margarida Beja

Margarida Beja é Nutricionista (1859NE) e trabalha atualmente no Reino Unido na área da gestão de peso. Anteriormente, trabalhou também no âmbito da nutrição comunitária e nutrição clínica e esteve envolvida em projetos ligados à prevenção da obesidade infantil, coaching e marketing nutricional. É licenciada em Dietética e Nutrição pela Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa.