Adotar um cão: 5 coisas que deve saber antes de tomar uma decisão

Não basta querer. É preciso ponderar bem e ter em conta tudo o que é necessário antes de adotar um cão. Confira os aspetos importantes e tome a decisão.

Powered by: Vetecare
Adotar um cão: 5 coisas que deve saber antes de tomar uma decisão
Saiba como preparar a vinda de um novo membro da família.

Já é algo que há muito deseja e finalmente tomou a decisão de adotar um cão? Ainda que este seja um bom princípio, há muito a ter em conta antes de avançar com o processo e perceber se realmente está ou não preparado para adotar um cão.

Iremos explicar tudo o que precisa de saber, desde o tempo necessário, aos materiais que precisa de adquirir e aos cuidados a ter nos primeiros tempos do patudo na sua nova casa.

5 coisas importantes para saber antes de adotar um cão


adotar um cao e familia de acolhimento

A seleção de um cão para a família deve ser uma decisão bem ponderada e que deve ter em conta vários pressupostos. Afinal, trata-se de receber um ser vivo que será um compromisso durante vários anos e com o qual deve lidar, seja na saúde ou na doença.

1. Não decida de forma impulsiva

É fácil deliciarmo-nos com fotografias de cães pequeninos, bebés, que mais parecem uns peluches e que dão vontade de adotar num instante. Mas é preciso pensar que eles crescem, têm personalidade própria que pode ou não ser fácil de controlar, podem ficar doentes, precisam de atenção, de passear pelo menos uma vez por dia, etc.

Depois de responder a estas questões saberá melhor se está ou não preparado para adotar um cão.

2. Escolher o animal certo

Depois de tomada a decisão é preciso perceber qual a raça de animal mais indicada para a sua família. Para tal, deve ter em conta a idade das pessoas da família e se existirem crianças pequenas com grandes doses de energia, adotar um cão bebé poderá não ser a melhor ideia.

Além disso, se existem pessoas com algum tipo de dificuldade motora ou deficiência, então cães de grande porte e bastante vigorosos também não são a melhor escolha. Por via das dúvidas, por que não aconselhar-se junto de um veterinário, que poderá analisar o seu perfil familiar e explicar melhor todos os aspetos a ter em conta no processo de adoção de um cão. E se não sabe onde encontrar um profissional com o qual se sinta perfeitamente à vontade, então, o Plano de saúde Vetecare Platinium pode ser a resposta ideal às suas preces.

Este plano pode ser utilizado imediatamente após a subscrição, não tem períodos de carência, nem limites de utilização dos serviços, nem exclusões de idade, espécies ou raças e tem parceiros disponíveis em todo o país.

3. Decidir quem será o principal cuidador

Numa família onde existem crianças, são muitas vezes elas as principais insistentes em adotar um cão, pelo que muitas vezes os pais aproveitam esse acontecimento para incutir as noções de responsabilidade nos mais novos. Todavia, poderá ser uma ilusão, porque as crianças são crianças e distraem-se com quinhentas mil coisas.

Por isso, é preciso perceber bem que há tarefas diárias que nunca podem ser proteladas por quem tem um cão: dar comida, dar água, passear e escovar. Sem esquecer todas as outras responsabilidades que poderão advir. Estão preparados para tal?

4. Adote, não compre

Embora existam muitos cães incríveis à espera em abrigos de animais e canis municipais, existem vários criadores e lojas de animais que continuam a produzir e a vender animais apenas para ganhar dinheiro, sem preocupação com as formas corretas de reprodução e respetivas condições em que tal processo é feito.

Felizmente, as leis em Portugal mudaram e é agora proibido o abate de animais que se encontrem nos canis, todavia, mantém-se o problema da sobrelotação deste tipo de espaços.

4. Tem disponibilidade financeira?

Ter um cão não é algo que possa ser feito de animo leve, nem se carteira vazia. Seja por comprar uma ração adequada, que só por si, e mesmo sendo mais cara, pode ser algo que previne vários problemas de saúde. Além disso, existem as consultas de rotina, as vacinas, a desparasitação e, claro as questões urgentes que eventualmente aparecem.

Todavia, tudo isso poderá ser minimizada se optar por fazer um seguro de saúde para o seu cão e, apesar de haver várias alternativas atuais, há uma que se destaca pelo preço e pela infinidade de benefícios: o Plano de saúde Vetecare Platinium, onde se incluem serviços veterinários, parcerias com lojas especializadas, serviços de bem-estar, escolas de comportamento e treino animal, farmácias onde pode comprar os medicamentos do seu animal, serviços de medicina alternativa e até serviços fúnebres.

5. Preparar a casa e comprar os materiais necessários

Antes de adotar um cão, é importante proteger a sua casa, desde esconder itens perigosos, como produtos químicos, fios elétricos e objetos pontiagudos, mas também, guardar qualquer item que possa ser visto pelo seu novo cão como um brinquedo.

Tudo isso deve ser substituído por materiais adequados e brinquedos para animais. Além disso, deve comprar uma cama, malga para comida e outra para a água, pente para escovar o pelo, corta-unhas e escova e pasta de dentes.

Veja também: