Publicidade:

Acorda muitas vezes a meio da noite? Este artigo é para si

É daqueles que se deita tarde e dorme pouco? Ou passa a noite toda a acordar? Um novo estudo revela os problemas de um sono intermitente.

 
Acorda muitas vezes a meio da noite? Este artigo é para si
A ciência responde ao padrão do sono.

Um novo estudo levado a cabo pelo investigador norte-americano Patrick Finan revela que as pessoas que acordam várias vezes durante a noite acordam mais mal-dispostas do que as pessoas que dormem poucas horas seguidas.

Na experiência, foi comparado o humor de cada participante – os que eram acordados várias vezes durante a noite; os que eram obrigados a adormecer tarde; e os que dormiam normalmente durante toda a noite.

No final, concluiu-se que as pessoas que dormiram poucas horas seguidas apresentaram melhor humor do que as que  viram o seu sono interrompido durante a noite.

Assim, a qualidade do sono revela-se mais importante do que a quantidade do sono, visto que o “sono interrompido impede-nos de recuperar do stresse ou estabilizar as nossas emoções positivas”. O estudo revelou também que os participantes que não dormiram muito tempo seguido apresentaram maior dificuldade em atingir as fases de sono mais profundas e reparadoras.

Veja também:

Iolanda Rodrigues Iolanda Rodrigues

Nutricionista (c.p. 2485N) e responsável de SEO e gestão de conteúdo do Vida Ativa. Licenciada em Ciências da Nutrição pela Universidade Católica Portuguesa - Escola Superior de Biotecnologia com preferência pelas áreas de Nutrição Desportiva e Gestão de Peso.

O Vida Ativa disponibiliza e atualiza informação, não presta serviços de aconselhamento nutricional, de saúde ou de treino. O Vida Ativa não é proprietário nem responsável pelos produtos e serviços de terceiros apresentados, por conseguinte não será responsável por quaisquer perdas ou danos que possam resultar de quaisquer imprecisões ou omissões. A informação está atualizada até à data apresentada na página e é prestada de forma geral, tratando-se de textos meramente informativos, pelo que não constitui nem dispensa a assistência profissional qualificada e individualizada. Caso pretenda sugerir uma atualização, por favor, envie-nos a sua sugestão para: [email protected].