Vitiligo: o que precisa saber

Vitiligo: o que precisa saber

As causas, os sintomas e o tratamento.

O vitiligo  afeta 1% da população e trata-se de uma doença que se caracteriza por produzir manchas lisas e brancas na pele.

O vitiligo é uma das doenças que afectam a pigmentação da pele mais comuns, caracterizada pela  perda de pigmentação da pele, de forma localizada ou difusa, que resultam em manchas de pele branca bem delimitadas e, regra geral, simétricas.

A doença pode surgir em qualquer idade, porém, é mais frequente na idade adulta.

Apesar de afetar apenas 1% da população portuguesa e de não ser contagioso, o vitiligo pode ser um duro golpe para a autoestima.
 

Quais são os tipos de vitiligo?


Vitiligo
Proteja a sua saúde!
Receba conteúdos exclusivos e habilite-se a um check-up completo. Registe-se já!

As causas da doença são ainda desconhecidas mas sabe-se que o vitiligo surge quando os melanócitos, as células formadoras de melanina, morrem ou deixam de produzir melanina.

Os investigadores supõem que o vitiligo pode ser uma doença autoimune, ou seja, é o próprio organismo que ataca os melanócitos. 

Há ainda algumas evidências que sugerem que o vitiligo pode estar relacionado com a genética, exposição solar excessiva, manuseamento de produtos químicos ou stress. A doença pode estar associada a problemas relacionados com a tiróide, diabetes, queda de cabelo localizada ou melanoma maligno. Há sete tipos de vitiligo: 
 


Vitiligo localizado

É uma forma agressiva que afeta cerca de 15% dos pacientes. Neste caso, as manchas evoluem rapidamente, em semanas ou poucos meses, e podem surgir em, pelo menos, três partes do corpo. A determinada altura, a progressão das manchas para e não surgem novas. 




Vitiligo generalizado 

Neste tipo, a doença divide-se em 4: acrofacial, misto, universal e vulgar. As manchas podem evoluir de forma rápida, lenta ou estabilizar, são simétricas e surgem nos mesmos locais dos dois lados do corpo.

Vitiligo vulgar: é mais frequente, afetando 75% dos pacientes. A simetria é a sua principal característica. 

Vitiligo misto: manifesta-se tanto no vitiligo vulgar como no segmentar.

Vitiligo universal: afeta mais de 70% do corpo.

Vitiligo acrofacial: afeta apenas face, as mãos e os pés - em simultâneo ou isolado.




Vitiligo indeterminado 

Nestes casos, a evolução pode ser local ou em várias áreas do corpo e divide-se em dois tipos: 

Vitiligo focal: é apenas uma mancha única, arredondada e de duração mínima de 2 anos, sem progressão.

Vitiligo de mucosa: surge na mucosa genital ou oral.
 


3 Sintomas do vitiligo


Se suspeita de vitiligo, esteja atento aos seguintes sintomas:
  1. Perda de pigmentação do cabelo, pestanas, sobrancelhas ou barba
     
  2. Perda da cor nas membranas mucosas que revestem o interior da boca e nariz
     
  3. Perda ou alteração da cor da retina



Tratamento para o vitiligo


Há alguns tratamentos que ajudam a restaurar o pigmento da pele, porém, os resultados são imprevisíveis , podem causar efeitos colaterais, assim como, variar no tempo e de paciente para paciente.

Alguns tratamentos podem ser à base de medicação ou cirurgia através de enxerto de pele, micropigmentação ou enxerto por bolhas. Noutros casos, o vitiligo pode ser disfarçado com a ajuda de cremes, maquilhagem ou bronzeadores.


Se a saúde é uma prioridade para si, clique aqui.


Veja também: