Trombose: quais os riscos e como prevenir

A trombose consiste na formação de um trombo no interior de um vaso sanguíneo, podendo este coágulo obstruir o fluxo sanguíneo.

Trombose: quais os riscos e como prevenir
Conheça os fatores de risco e previna-se!

O local onde se forma o trombo e, portanto, onde decorrerá o evento designado como trombose, pode causar complicações graves se o coágulo se mover para uma parte crucial do sistema circulatório, como o cérebro ou os pulmões.

TIPOS DE TROMBOSE


tipos de trombose

A trombose pode ser amplamente classificada como venosa ou arterial, de acordo com a presença do trombo no corpo. A trombose venosa ocorre nas veias e é categorizada de acordo com o local onde ocorre, incluindo:

Plano de Saúde Grátis
Cuide da sua saúde. Obtenha consultas de clínica geral, medicina dentária e especialidade médicas gratuitas.Peça aqui o seu plano grátis.

  • Trombose venosa profunda;
  • Trombose da veia do portal;
  • Trombose da veia renal;
  • Trombose da veia jugular;
  • Síndrome de Budd-Chiari;
  • Doença de Paget-Schoetter;

A trombose arterial, também conhecida como aterotrombose devido à sua associação com a rutura de ateroma, ocorre nas artérias.

O AVC (acidente vascular cerebral) e o enfarte de miocárdio, podem precisamente ter como causa um trombo. Existem múltiplas causas para o AVC, incluindo isquemia (interrupção do fluxo sanguíneo), hemorragia e embolo no cérebro. O acidente vascular cerebral devido a um coágulo sanguíneo no cérebro geralmente desenvolve-se gradualmente em torno de uma placa aterosclerótica. Esta placa surge do depósito de gordura (HDL-colesterol) na parede das artérias coronárias, aumentando a sua espessura e diminuindo o calibre do vaso por onde passa o sangue.

O enfarte de miocárdio também pode ser causado por um trombo na artéria coronária e está associado a isquemia. O fornecimento reduzido de sangue e, consequentemente de oxigénio às células cardíacas, tem como resultado morte celular e enfarte agudo de miocárdio.

CAUSAS DE TROMBOSE


trombose e coagulo no sangue

Existem três causas principais:

  • Hipercoagulabilidade;
  • Lesão nas células endoteliais da parede do vaso sanguíneo;
  • Fluxo anormal do sangue.

A hipercoagulabilidade, também conhecida como trombofilia, corresponde a níveis mais altos de fatores de coagulação no sangue que aumentam a suscetibilidade à trombose. Quando detetada esta doença, pode ser tratada com recurso a medicamentos antitrombóticos.

A lesão das células endoteliais na parede dos vasos sanguíneos após trauma, cirurgia ou infeção também pode precipitar a coagulação e a possível trombose.

O fluxo sanguíneo anormal, após insuficiência cardíaca ou longos períodos de comportamento sedentário, também pode causar a trombose. Além disso, algumas outras condições de saúde podem afetar o fluxo sanguíneo e levar à produção de um trombo.

COMPLICAÇÕES DA TROMBOSE


hipoxia

Uma complicação comum é a hipoxia (diminuição do aporte de oxigénio), devido à obstrução de uma artéria ou veia. Quando a maioria do vaso sanguíneo é bloqueado, o fornecimento de oxigénio é reduzido, o que resulta no aumento da produção de ácido lático.

Além disso, em alguns casos, o coágulo de sangue pode libertar-se e viajar ao longo do corpo, um processo conhecido como embolia. Este processo pode obstruir o fluxo sanguíneo para órgãos essenciais, como o cérebro ou os pulmões, reduzindo ou inibindo o oxigénio e o fluxo sanguíneo com graves repercussões.

PREVENÇÃO


grupo a praticar exercicio fisico

1. Exercício físico regular, diariamente, se possível. Caminhar, correr, nadar e andar de bicicleta são ótimas atividades.

2. Opte por uma alimentação equilibrada. Rica em fibras e vegetais e particularmente pobre em gordura.

3. Não fume. O tabaco é um dos fatores de risco para o desenvolvimento de trombose.

4. Verifique a pressão arterial regularmente, pelo menos uma vez por ano, ou mais frequentemente, caso se registem valores mais elevados ou caso tenha hipertensão arterial diagnosticada.

5. Use meias de compressão. Graças às meias medicinais para profilaxia da trombose, é exercida uma pressão mecânica de fora para dentro nas veias, que reduz o diâmetro das mesmas, fazendo o sangue circular mais depressa para o coração. A pressão é feita controladamente: é mais forte no tornozelo e diminui à medida que sobe pelo membro inferior.

6. Prefira o frio ao calor! Passe regularmente a barriga das pernas com água fria de um chuveiro, em movimentos circulares, de manhã e à noite. As pernas, devido à ação da gravidade, são os membros mais afetados por esta doença.

7. Para quem passa muitas horas sentado devido à profissão, num escritório, por exemplo: aproveite os telefonemas ou qualquer outra oportunidade para se levantar, dar uma volta, rodar os pés em círculos, levantá-los e baixá-los, ou para trocar o apoio entre o calcanhar e a ponta dos pés.

Cuide da sua saúde. Consiga aqui consultas de clínica geral, medicina dentária e especialidade médica gratuitas!

Veja também:

Ler mais
Cátia Rocha Cátia Rocha

Cátia Rocha é farmacêutica. Como apaixonada pela profissão, acredita na importância da educação para a saúde e num papel interventivo dos profissionais de modo a transmitir conhecimentos que considera importantes e fundamentais para o bem-estar da população. É Mestre em Ciências Farmacêuticas pelo Instituto Superior de Ciências da Saúde do Norte e exerce atualmente o cargo de farmacêutica na Farmácia Agra.