Como tratar queimaduras na pele?

Uma queimadura é uma lesão do tecido produzida pelo efeito do calor, dos produtos químicos ou da eletricidade. Tratar queimaduras nem sempre é um processo simples.

Como tratar queimaduras na pele?
Saiba como tratar queimaduras da melhor forma.

Tratar queimaduras pode ser um processo complicado e demorado. É importante perceber a gravidade da queimadura, assim como conhecer o que a provocou.

A maioria das pessoas pensa que o calor é a única causa de queimaduras, mas algumas substâncias químicas e a corrente elétrica também podem provocá-las.

Apesar da pele ser, normalmente, a parte do corpo que se queima, também existem outros tecidos que podem sofrer queimaduras, por exemplo uma substância cáustica, como o ácido, pode queimar o esófago e o estômago.

TIPOS DE QUEIMADURAS E SINTOMAS


tratar queimaduras e diferentes tipos de queimaduras

A gravidade de uma queimadura depende da quantidade de tecido afetado e da profundidade da lesão. Assim, podemos dividir as queimaduras em 3 graus com ordem crescente de gravidade:

Plano de Saúde Grátis
Cuide da sua saúde. Obtenha consultas de clínica geral, medicina dentária e especialidade médicas gratuitas.Peça aqui o seu plano grátis.

  • As queimaduras de primeiro grau são as menos graves. A pele queimada torna-se vermelha, dorida, muito sensível ao toque e húmida ou inchada. A área queimada torna-se branca, mas não se formam bolhas.
  • As queimaduras de segundo grau provocam danos mais profundos. Formam-se bolhas na pele, cuja base pode ser vermelha ou branca, as quais estão cheias de um líquido claro e espesso.
  • As queimaduras de terceiro grau provocam uma lesão ainda mais profunda. A superfície cutânea pode estar branca e amolecida ou negra, carbonizada e endurecida. Os glóbulos vermelhos danificados da zona lesionada podem fazer com que a mesma adquira uma cor vermelha intensa.

Em certos casos, na pele queimada aparecem bolhas e os pêlos desta zona costumam ser facilmente arrancados pela raiz. A área afetada perde a sensibilidade ao tato.

Por norma, as queimaduras de terceiro grau não doem, porque os terminais nervosos da pele ficam destruídos. A distinção entre as queimaduras de segundo grau, profundas, e as de terceiro grau é difícil. Portanto, deve sempre ser procurado conselho especializado.

COMO TRATAR QUEIMADURAS?


A cura depende da profundidade e da localização da queimadura. Nas queimaduras superficiais (queimaduras de primeiro grau e de segundo grau), as camadas da pele morta soltam-se e a mais externa (epiderme) volta a crescer para cobrir as inferiores.

As queimaduras profundas provocam danos permanentes na derme. Uma nova camada de epiderme cresce lentamente, a regeneração é muito lenta e podem formar-se cicatrizes.

No caso de queimaduras de primeiro grau, devem ser seguidos os seguintes passos:

1. Limpeza

limpeza da queimadura

Sempre que seja possível, as queimaduras ligeiras deverão ser submersas de imediato em água fria. As queimaduras com produtos químicos deverão ser lavadas com grandes quantidades de água, repetidamente.

Não aplique gelo. O arrefecimento da queimadura com água é uma técnica conhecida para aliviar a dor e reduzir o inchaço da pele, bem como a formação de bolhas.

Deve tentar limpar toda a sujidade, podendo recorrer-se a água e sabão. As bolhas que tiverem rebentado ou que poderão rebentar com facilidade costumam ser extraídas. Uma vez limpa a zona, aplica-se um creme com um antibiótico.

2. Cicatrização

pomada para queimaduras

Se pretende reduzir a dor provocada pela queimadura e acelerar o processo de cicatrização, pode tratar a ferida com pomadas analgésicas, anti-inflamatórias ou antibióticas (neste último caso, apenas se for aconselhado pelo médico).

Para além dos produtos farmacêuticos, tenha presente que existem pomadas naturais, à base de aloé vera ou calêndula, por exemplo, que têm uma boa eficácia terapêutica nas queimaduras.

3. Proteção

pensos proprios para queimaduras

Em seguida, coloque uma ligadura para proteger a zona queimada do pó e de outras possíveis impurezas, prevenindo a infeção.

Opte sempre por um penso adaptado para queimaduras, que tenha como ação proteger, mas que ao mesmo tempo promova a cicatrização.

4. Avaliação

observacao da queimadura

Por último esteja atento à evolução da queimadura. Seguindo os 3 passos anteriores, em poucos dias tem que ser notória a cicatrização da área lesada. Caso não haja sinais de melhoria, deverá procurar avaliação médica.

Cuide da sua saúde. Consiga aqui consultas de clínica geral, medicina dentária e especialidade médica gratuitas!

Veja também:

Ler mais
Cátia Rocha Cátia Rocha

Cátia Rocha é farmacêutica. Como apaixonada pela profissão, acredita na importância da educação para a saúde e num papel interventivo dos profissionais de modo a transmitir conhecimentos que considera importantes e fundamentais para o bem-estar da população. É Mestre em Ciências Farmacêuticas pelo Instituto Superior de Ciências da Saúde do Norte e exerce atualmente o cargo de farmacêutica na Farmácia Agra.