Devo tomar batidos proteicos sem treinar?

Importa saber quais as consequências de tomar batidos proteicos sem treinar e se essa toma se justifica tendo em conta a ausência de exercício.

Devo tomar batidos proteicos sem treinar?
O que acontece quando ingerimos proteína a mais sem treinar regularmente?

Deve ou não tomar batidos proteicos sem treinar? A resposta vem já de seguida mas, antes disso, importa perceber de que batidos proteicos falamos e qual a sua importância do ponto de vista nutricional.

Quanto falamos em batidos proteicos referimo-nos a batidos cuja composição proteica seja superior à de um batido normal, isto é, superior à simples adição de leite como é feito num batido dito convencional.

Normalmente, um batido proteico implica a adição de uma fonte proteica. Por norma, associada à prática de exercício físico e treino intensivo, a whey é a escolhida. No entanto, também poderá fazer um batido proteico com clara de ovo, skyr ou outros produtos lácteos.

O que acontece se tomar batidos proteicos sem treinar?


proteina para batido

A recomendação de proteína para um indivíduo saudável é de 1g por kg de peso por dia. Naturalmente, a alimentação que fazemos acaba por exceder este valor diário e estudos têm comprovado isso mesmo: é frequente e fácil atingir as recomendações diárias de proteína com a dieta que habitualmente fazemos. A adequação do valor de proteína tem em conta uma condição física específica e o tipo de treino ou exercício que é feito (além de outras questões inerentes ao indivíduo).

Existem diversas consequências resultantes do consumo excessivo de proteína. Embora os batidos proteicos possam ter características como sabor agradável e preparação rápida e prática, não devem ser consumidos se a prática de exercício físico não o justificar. Quando o consumo dos mesmos se justifica e é adequado, estes trazem imensos benefícios para o organismo, nomeadamente a recuperação e crescimento muscular.

Mas afinal, o que é que acontece se tomar batidos proteicos sem treinar?

Aumento de peso

tomar batidos proteicos sem treinar e aumentar o peso

Como qualquer outro alimento, quando consumido em excesso pode contribuir para o aumento de peso. É certo que esse pode ser o objetivo de muitos praticantes de exercício e treino intenso, no entanto, para aquelas pessoas que não têm esse objetivo, se o treino não compensar o consumo alimentar feito (nomeadamente proteína), o aumento de peso pode ser uma consequência disso mesmo.

Não só pelo teor de proteína mas num todo, o batido proteico pode conjugar vários alimentos que, no final, constitui um extra calórico na sua alimentação.

Sobrecarga renal e hepática

sobrecarga renal e hepatica

O consumo excessivo de proteína origina vários problemas no organismo, nomeadamente ao nível do fígado que tem um atividade excessiva para metabolizar a proteína no organismo. O problema agrava-se em pessoas que já têm problemas hepáticos e também renais que, por si só, têm maior dificuldade de metabolização e excreção da proteína em excesso.

Veja também:

Margarida Beja Margarida Beja

Margarida Beja é Nutricionista (1859NE) e trabalha atualmente no Reino Unido na área da gestão de peso. Anteriormente, trabalhou também no âmbito da nutrição comunitária e nutrição clínica e esteve envolvida em projetos ligados à prevenção da obesidade infantil, coaching e marketing nutricional. É licenciada em Dietética e Nutrição pela Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa.