Higiene feminina: diferentes tipos de corrimento e significado

Existem diferentes tipos de corrimento vaginal. E se alguns podem ser inofensivos outros revelam a existência de problemas mais graves. Confira tudo sobre o tema!

Higiene feminina: diferentes tipos de corrimento e significado
Fique atento aos sinais do seu corpo

 É importante estar atenta aos diferentes tipos de corrimento, para uma boa saúde íntima. 

A secreção vaginal normal é composta por substâncias semelhantes ao sangue e deve ser translúcida e sem impurezas.

Contudo, quando o corrimento vaginal apresenta cor, cheiro, consistência mais espessa ou diferente do habitual, pode indicar a presença de algum problema vaginal.

Dado que existem vários tipos de corrimento vaginal, confira o significado de cada um deles e procure ajuda médica, se necessário. 

5 diferentes tipos de corrimento vaginal


diferentes tipos de corrimento


1. Corrimento branco

O corrimento branco e espesso geralmente é acompanhado de outros sintomas como comichão, vermelhidão e sensação de ardor na região da vulva e da vagina.

Proteja a sua saúde!
Receba conteúdos exclusivos e habilite-se a um check-up completo. Registe-se já!
Pode ser provocado pela infeção candidíase vaginal.

O tratamento geralmente é feito com antifúngicos, que podem ser tomados na forma de comprimidos ou pomada. 

 


2. Corrimento amarelo ou esverdeado

O corrimento amarelo ou esverdeado, com cheiro forte semelhante a peixe, pode estar associado a outros sintomas como dor e sensação de ardor durante a relação íntima ou ao urinar.

Na sua origem poderá estar a tricomoníase, uma infeção vaginal sexualmente transmissível. 

Se o corrimento amarelo for parecido com pus, pode ser um sinal de existência de clamídia, uma doença sexualmente transmissível que pode ser assintomática. 

Para ambas as situações, o tratamento consiste no uso de antibióticos e recomenda-se também que o seu parceiro sexual tome, como forma de evitar o contágio.

 


3. Corrimento castanho ou com sangue

O corrimento castanho ou com a presença de sangue está geralmente associado a outros sintomas como dor e ardor ao urinar.

Pode ser causado pela gonorreia, uma doença sexualmente transmissível e, à semelhança de exemplos anteriores, também provocada por uma bactéria.

O tratamento pode ser feito com antibióticos, tomados em dose única ou durante 7 a 10 dias de tratamento.

Todavia, os casos mais graves deste tipo de corrimento podem ser indicativos de algo bem mais grave, como cancro do colo do útero ou do endométrio, sendo por isso importante consultar o ginecologista quando os sintomas surgem.

Não se alarme, porém, se esteve menstruada recentemente e tiver este tipo de corrimento, é perfeitamente normal.

 


4. Corrimento rosado

O corrimento rosado pode indicar o início de uma das fases mais bonitas da vida de uma mulher: a gravidez.

Juntamente com este tipo de corrimento é comum surgir leves cólicas abdominais que são normais e acabam por passar sem a necessidade de tratamento.

 


5. Corrimento na gravidez

Quando uma grávida possui corrimento deve procurar ajuda médica com a maior brevidade possível, já que a sua existência poderá ser prejudicial para o bebé e provocar o nascimento prematuro. 


Tratamento para o corrimento vaginal


antibiotico
Qualquer tratamento para os diferentes tipos de corrimento vaginal devem ser feitos dependendo da causa.

Pode ser necessário o recurso a antibióticos, em unidoses ou durante alguns dias e inclusivamente pode ser necessário o parceiro também tomar essa medicação, no caso das doenças sexualmente transmissíveis.  


Fatores de risco para o aparecimento de corrimento


 Existem vários fatores que podem alterar a flora vaginal e provocar o aparecimento de diferentes tipos de corrimento. Confira quais:

  • A atividade sexual com múltiplos parceiros, sem o uso de preservativo;
  • Problemas imunológicos;
  • Doenças auto-imunes;
  • Algumas fases da vida da mulher como o período que antecede a primeira menstruação e durante a menopausa;
  • Época de verão, porque o calor propicia a proliferação de bactérias e fungos, que gostam de ambientes abafados, quentes e húmidos, como a vagina.

Se a saúde é uma prioridade para si, clique aqui.



Veja também: