Os dois tipos de alimentação que todos podem seguir (e devem)!

A alimentação saudável está na moda, no entanto, nem todas as dietas são saudáveis. Conheça os tipos de alimentação que todos podem seguir.

Os dois tipos de alimentação que todos podem seguir (e devem)!
Dietas sem riscos para a saúde e que promovem o seu bem-estar.

Seguir uma dieta da moda ou qualquer outra forma de alimentação, pode ser um risco para a sua saúde já que a monitorização da sua alimentação deve ser feita com acompanhamento profissional especializado e de acordo com as suas necessidades.

Ainda que seja perigoso seguir dietas standard sem qualquer personalização nem ter em conta as suas características, existem dois tipos de alimentação que todos podem seguir (e devem): a dieta mediterrânica e a dieta DASH. O nome correcto a chamar será de padrão alimentar e ambos servem de guia para uma alimentação saudável adequada a qualquer indivíduo, com a particularidade de prevenir diversas doenças e promover um bom estado de saúde. É claro que existem exceções, no entanto, este tipo de alimentação é geralmente aplicável a qualquer pessoa.

Tipos de alimentação que todos podem seguir: Dieta Mediterrânica


tipos de alimentacao que todos podem seguir e dieta mediterranica

A dieta mediterrânica é já considerada património cultural, histórico, social, territorial e ambiental. Como o próprio nome indica teve origem com base no padrão alimentar dos povos em redor do mediterrânico, no qual Portugal também se pode inserir. Ainda que a diversidade de costumes entre estes povos seja evidente, existe um padrão comum e alimentos base na alimentação em causa. Tem como base 7 características:

  • Consumo abundante de produtos de origem vegetal;
  • Consumo de produtos frescos da região, pouco processados e sazonais;
  • Consumo de azeite como principal fonte de gordura;
  • Baixo a moderado consumo de lacticínios;
  • Baixo consumo de carnes vermelhas;
  • Consumo frequente de pescado;
  • Consumo baixo a moderado de vinho, nomeadamente às refeições.

A dieta mediterrânica é um modelo alimentar equilibrado, completo e com imensos benefícios para a saúde. É caracterizada por refeições simples, com alimentos frecos, abundância de frutas e vegetais e rica em gorduras saudáveis. Além de saudável, preserva os aspectos culturais da nossa alimentação e faz uso daquilo que são os hábitos alimentares que permaneceram ao longo dos anos.

Tipos de alimentação que todos podem seguir: Dieta DASH


dieta DASH

Concebida para baixar a hipertensão, foi criada no Estados Unidos da América e pode também ser aplicada a qualquer faixa etária.  Ainda que as recomendações do consumo de sal possam ser diferentes e em Portugal a recomendação do limite máximo ser de 5g.

Além da ação ao nível da hipertensão, tem também ação no colesterol, favorecendo a diminuição do mesmo. Este regime propõe a ingestão de maior quantidade de frutas e vegetais e de lacticínios com baixo teor de gordura.

Além de encorajar o baixo consumo de sal, a dieta DASH pode também favorecer o emagrecimento, aliada à prática de exercício físico.

Tipo de Alimento Número de Porções numa dieta com 1600 a 3100 calorias Número de Porções numa dieta com 2000 calorias
Cereais e grãos 6 a 12 7 a 8
Frutas 4 a 6 4 a 5
Vegetais 4 a 6 4 a 5
Lacticínios com baixo teor de gordura 2 a 4 2 a 3
Carnes magras, peixe 1.5 a 2.5 2 ou menos
Frutos secos, sementes e legumes 3 a 6 por semana 4 a 5 por semana
Doces e gorduras 2 a 4 limitado

 

A sua alimentação é a sua apenas


consulta de nutricao e habitos saudaveis

Cada caso é um caso e, ainda que os sugeridos padrões alimentares tenham como base regras aplicáveis a todos, existem sempre exceções que vão ao encontro individual de cada pessoa, de acordo com as suas características fisiológicas e clínicas.

Informe-se sempre com um nutricionista antes de fazer qualquer alteração aos seus hábitos alimentares.

Veja também:

Ler mais
Margarida Beja Margarida Beja

Margarida Beja é Nutricionista (1859NE) e trabalha atualmente no Reino Unido na área da gestão de peso. Anteriormente, trabalhou também no âmbito da nutrição comunitária e nutrição clínica e esteve envolvida em projetos ligados à prevenção da obesidade infantil, coaching e marketing nutricional. É licenciada em Dietética e Nutrição pela Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa.