Tendências de Nutrição para 2017

Já no início de 2017 as tendências de nutrição para este ano começaram a ficar bem definidas. Não deixe escapar nada e conheça mais acerca deste tema.

Tendências de Nutrição para 2017
Saiba quais são e fique a par de tudo.

A globalização, o fácil acesso à informação e o mercado global permitem a aquisição de novos e variados produtos alimentares de acordo os gostos, as preferências e as possibilidades económicas dos consumidores.

No início de 2017, existem várias tendências de nutrição, das quais se destacam umas mais importantes e vincadas do que outras.

Vamos dar-lhe a conhecer essas mesmo.

6 Tendências de Nutrição para 2017


1. Tónicos saudáveis

maca e tendências de nutrição

Calcule o seu IMC
Descubra o seu peso ideal e como atingir o seu objetivo! Calcular já.

São bebidas hidratantes com benefícios poderosos de saúde, devido aos ingredientes que são colocados, como por exemplo:

  • o vinagre de maçã (ajuda a regular a glicemia e a promover a saúde digestiva);
  • a maca (é uma planta, forte antioxidante, rica em ferro e cálcio);
  • açafrão (tem comprovada ação antiviral, ant-inflamatória e auxilia na prevenção e tratamento de várias doenças).

2. Côco

côco e tendências de nutrição

Atualmente existem vários produtos de côco no mercado, como água, farinha, óleo, açúcar, manteiga e leite.

Devido às suas caraterísticas nutricionais, ao seu sabor, o óleo de coco tem sido utilizado com mais frequência na culinária, apesar de ser receomendada alguma prudência na sua utilização.

A sua gordura tem propriedades terapêuticas.

3. Skyr

skyr e tendências de nutrição

É de origem islandesa, sendo um produto fermentado à base de leite, em que é retirada a gordura e são colocadas as bactérias para a realização da fermentação.

O skyr é vendido como iogurte, mas parece mais um “queijo fermentado”, sendo muito rico em proteína (17g por porção), baixo teor de gordura e apreciável quantidade de cálcio. Excelente opção para desportistas.

4. Comida japonesa e outros ingredientes

comida japonesa

A dieta japonesa está associada a uma maior esperança de vida devido às suas características específicas (consumo de peixe, plantas e legumes).

O ponzu (molho à base de limão), o miso (ingrediente tradicional obtido através da fermentação da soja, arroz, cevada e sal) e o óleo de gergelim (é das plantas mais antigas) são condimentos japoneses que podem ganhar algum espaço permanente na sua despesa.

5. Kefir

kefir e tendências de nutrição

É uma bebida resultante da fermentação do leite (vaca-exemplo comum mais utilizado, cabra, ovelha, bebida de coco, de arroz ou de soja) com grãos de kefir, que são um complexo de leveduras e bactérias.

Esta bebida, considerada um alimento probiótico, está associada ao combate de diversas doenças, desde problemas do foro nervoso (ansiedade e depressão), cardiovascular e ósseo, passando por problemas gastrointestinais, metabólicos, diabetes e obesidade.

6. Flexitarianismo

vegetarianismo e tendências de nutrição

O flexitarianismo é uma combinação de duas palavras: flexível e vegetarianismo.

É um regime alimentar onde existe uma restrição, mas não de uma forma radical, a ingestão de alimentos de origem animal é substituída por outros de origem vegetal.

Este tipo de alimentação tem benefícios na redução de risco de morte por doença cardiovascular, diminui o risco de síndrome metabólica e aumenta a longevidade.

Calcule o seu IMC, descubra o seu peso ideal e a melhor forma de atingir os seus objetivos!

Veja também:

Ler mais