15 Dicas para aumentar o tempo de conservação de alimentos

15 Dicas para aumentar o tempo de conservação de alimentos

Descubra aqui como prolongar a vida dos seus alimentos!

Tão importante como comprá-los frescos é saber como guardá-los para aproveitar todas as suas vitaminas! Leia aqui algumas dicas de conservação de alimentos. 

A conservação de alimentos é uma das grandes preocupações dos dias de hoje. Está intimamente ligada com o desperdício alimentar que afeta a nossa carteira e o meio ambiente. 

Tão importante como escolher os alimentos frescos e em boas condições, é guardá-los devidamente de forma a que as suas properiedades não se deteriorem com o tempo e possamos aproveitar todas as suas vitaminas.  

Por isso, o Vida Ativa deixa-lhe soluções para aumentar o tempo de conservação de alimentos e para aproveita melhor que têm para lhe dar. 
 

15 Dicas para uma melhor conservação de alimentos


 

1. Ervas em “bouquet” 

Toma nota:
O IMC é uma forma simples e eficaz de perceber se o seu peso é o ideal. Faça o teste agora.
Conserve a salsa, manjericão, coentros num copinho com água fresca, dentro do frigorifico. Assim, duram mais tempo e ficam mais frescos, durante mais tempo.
 


2. Bananas mais duradouras

Para que as bananas durem mais tempo, envolva o “cacho” em papel de filme para retardar a libertação de gás etileno, que faz com que esta fruta amadureça mais rapidamente.
 


3. Limões mais suculentos

 Para que os limões permaneçam mais suculentos, coloque-os no frigorífico, idealmente dentro de um saco plástico.
 


4. Cebolas e batatas separadas

As cebolas contêm um gás que faz com que as batatas apodreçam mais rapidamente. Conserve-as separadamente num lugar seco e a temperatura ambiente. 
 


5.  Guardar frutos silvestres 

Frutos silvestre devem ser passados por vinagre e guardados em sacos de papel, para retardar o aparecimento de fungos. 
 


6.  Cortar a rama da cenoura

Cortar a rama da cenoura, que também é comestível, e guardá-las separadamente, faz prolongar o seu tempo de vida. 
 


7.  Vígilia atenta à fruta 

Verificar sempre que uma fruta está a apodrecer, para que não haja contaminação cruzada. Borrifar com água a fruta que se armazena na fruteira, para a refrescar. Se raparar, é assim que fazem nos mercados.
 


8.    Legumes sempre frescos 

Os legumes devem ser embalados em sacos herméticos para prolongar o seu tempo de vida e seu sabor. Coloque na parte mais próxima do congelador, alimentos que precisem de maior refrigeração.
 


9.  Recipientes adequados 

Sempre que restam algumas sobras e as queira guardar, deve, idealmente, fazê-lo em recipientes de vidro. O plástico acaba por “absorver” o sabor dos alimentos e contaminá-lo, por libertar toxinas, que alteram o seu sabor. 

O vidro é quimicamente inerte, pelo que não altera as suas propriedades nem afeta os alimentos com que está em contacto. 
 


10.  Bolos

Se não tiverem qualquer tipo de recheio, podem ser conservados numa boleira, numa superfície seca. Se com creme, aí sim, devem ser conservado no frigorífico.
 


11.  Ovos 

Devem ser colocados no frigorífico, mas não na porta. O abrir e fechar faz com que haja variações constantes de temperatura e ovos ovos são muito perecíveis. 
 


12. Pão sempre fresco e fofo

 A melhor forma de preservar o pão é dentro de um saco de pano, faz com que fique mais “fofo”.
 


13. Manter frutas delicadas alinhadas

Amoras, mirtilos, morango, ameixas... devem ser mantidas numa fila só. As sobreposições fazem com que se toquem e amadureçam muito mais rapidamente.
 

14. Vinho

O vinho deve ser preservado em locais frescos e longe da luz direta.
 


15. Leite e derivados

O leite deve ser sempre guardado no frigorífico depois de aberto. No caso dos queijos, há diferentes regras de acordo com a composição. A leitura de rótulos é fundamental nestes casos.

Tenha sempre atenção aos rótulos e leve à risca as intruções de conservação de alimentos para evitar desperdícios.

Cuide bem dos seus alimentos! 

 
Quer ganhar cartões-presente no valor de 50€? Saiba como aqui!


Veja também: