Teleassistência: a ajuda imediata aos idosos

Os serviços de teleassistência permitem que sejam feitos contactos de emergência para manter a autonomia dos idosos nos seus domicílios.

Teleassistência: a ajuda imediata aos idosos
Saiba mais neste artigo sobre este serviço.

O serviço de teleassistência é, normalmente, disponibilizado pelas Câmaras Municipais a quem tenha mais de 65 anos ou 60% de deficiência.

Este serviço é constituído por um telefone simplificado, com teclas grandes e alta-voz e, ainda, por um pendente com um botão de emergência.

Para solicitar a instalação do aparelho, basta contactar o NISAC – Núcleo de Intervenção Social e Apoio ao Cidadão – que irá imediatamente preencher o requerimento de adesão e verificar se o requerente preenche os requisitos necessários.

Como funciona o serviço de teleassistência?


como funciona a teleassistencia

Para accionar o alarme, o idoso que tenha o serviço de emergência instalado deve carregar durante cinco segundos no botão de emergência ou no botão SOS do telefone.

A partir desse momento, é feita uma chamada para o utente. Caso não exista qualquer resposta, o passo seguinte é contactar os familiares e vizinhos. É, ainda, enviada uma viatura de emergência para o local, para que o auxilio necessário seja prestado.

Quando o serviço de emergência é accionado, a chamada é encaminhada para a proteção civil, que se encontra em operações conjuntas com os bombeiros e a polícia municipal.

Este serviço está disponível 24 horas por dia, durante toda a semana. Em situação de engano, a chamada de emergência pode ser cancelada até 15 segundos depois de ter sido realizada.

Serviços complementares à teleassistência

Para complementar este serviço de teleassistência, existe uma rede de voluntariado. Esta rede é constituída por pessoas reformadas, que se disponibilizam para contactar uma vez por semana quem usufrui deste serviço.

Com esta chamada, pretende-se que os idosos comuniquem um pouco com terceiros, pretende-se fazer alguma companhia e verificar que está tudo bem com o dia-a-dia dos mesmos.

Nas eventuais situações em que não exista resposta após sucessivas tentativas de contacto, uma equipa irá dirigir-se ao local para averiguar se não existem quaisquer complicações.

Qual o custo deste serviço?

Por fim, salienta-se que quer o serviço de teleassistência, quer a sua instalação são gratuitos. A explicação do aparelho aos utentes é feita de forma adaptada, tendo em consideração as suas capacidades cognitivas.

O dispositivo necessita de rede elétrica para funcionar. Desta forma, podem ser colocadas pilhas recarregáveis, para que os utentes estejam contactáveis, mesmo em situações de falhas de energia.

Também a Cruz Vermelha Portuguesa fornece os serviços de teleassistência a idosos. Todas as informações podem ser consultadas aqui.

Veja também: