Spirulina: uma alga com superpoderes?

Spirulina: uma alga com superpoderes?

Esta microalga é fonte privilegiada de importantes nutrientes.

A spirulina é uma cianobactéria com muitas vantagens nutricionais e vários benefícios para a saúde. Saiba mais sobre ela.

Entrou na nossa alimentação apenas há uns anos e, apesar do nome estranho, parece que tem muito para oferecer.

Muitas vezes chamada de alga ou microalga, a spirulina é, na verdade, uma cianobactéria que cresce em lagos tropicais e subtropicais com elevadas concentrações de pH, cabornato e bicarbonato e tem a capacidade de fazer fotossíntese.

Esta bactéria é utilizada, há séculos, pelos norte-africanos, mexicanos e asiáticos como fonte privilegiada de importantes nutrientes. Porém, foi somente nas últimas décadas que o seu consumo ganhou fama e adeptos um pouco por todo o mundo.


Uma bactéria rica em nutrimentos


Comprimidos Spirulina
Tudo para manter a forma
Tenha acesso às melhores dicas de nutrição! Receba já conteúdo exclusivo!

De cor azul-esverdeada e em forma de espiral, a spirulina tem ganho popularidade nos últimos anos graças aos seus poderes nutricionais e ao facto de se apresentar como uma excelente aliada das dietas de emagrecimento.

Reconhecida como uma fonte completa de alimento, esta pseudo microalga possui um teor proteico bastante considerável, sendo predominantemente composta por cerca de 60 a 70% de proteínas, bem como uma elevada quantidade de clorofila e de aminoácidos essenciais que são vitais para o crescimento e reparação dos tecidos.

A spirulina também contém diferentes vitaminas, minerais e antioxidantes naturais, como a vitamina C e a vitamina E, que contribuem para neutralização dos radicais livres, evitando, por um lado, os danos celulares e o envelhecimento prematuro, e, por outro lado, fortalecendo o sistema imunitário.



Como pode ajudar-nos?


Por ser rica em nutrientes com alta disponibilidade e de fácil digestão, a spirulina é considerada um superalimento capaz de oferecer vários benefícios para a saúde. Apesar de ainda serem necessários mais estudos para apurar a sua evidência científica, estes são alguns dos principais benefícios atribuídos à spirulina:
 
  • Redução do mau colesterol.
  • Alívio dos sintomas pré-menstruais.
  • Redução a tensão arterial elevada.
  • Alívio das alergias.
  • Fortalecimento das defesas do organismo.
  • Desintoxicação e eliminação de toxinas.
  • Aumento dos níveis de energia.
  • Auxílio na perda de peso, pois aumenta a saciedade e promove o controlo da saciedade.
  • Melhoria da saúde ocular.

Apesar destes benefícios e de a spirulina ser um alimento natural, nem todas as pessoas podem consumir esta microalga, pois existem algumas contraindicações às quais deve estar atento. Fale com o seu médico antes de incluí-la na sua dieta quer como suplemento ou alimento.



Conselhos de utilização


A spirulina é vendida comercialmente como suplemento alimentar ou como alimento. Pode ser encontrada em forma de pó, comprimidos, cápsulas ou desidratada, e adicionada, por exemplo, a batidos, sumos, iogurtes, sopas ou saladas.

Independentemente da forma de apresentação, privilegie sempre opções biológicas cultivadas em ambientes controlados, de forma a assegurar-se de que provêm de fontes seguras. 



Dose Diária Recomendada


Apesar de poder ser adicionada a várias receitas, a spirulina não deve ser cozinhada nem aquecida para não perder o seu valor nutricional. A dose recomendada para o seu consumo é de uma a duas colheres de café por dia, no entanto, é importante não esquecer que este produto deve ser consumido no âmbito de um regime alimentar variado e equilibrado e de um estilo de vida saudável. 


Saiba as melhores dicas para ficar em forma !



Veja também: