Sabe a que temperatura deve estar o vinho?

Não é só comprar, colocar no frigorífico, se for necessário, e beber. Sabe a que temperatura deve estar o vinho? Fique atento e descubra a resposta.

Sabe a que temperatura deve estar o vinho?
Saiba como pode beber o vinho perfeito.

A temperatura a que está o vinho é um fator importante para que as suas propriedades sejas mantidas. Se associa os vinhos brancos, espumantes e rosés a uma temperatura mais fresca e o vinho tinto à temperatura ambiente, está no bom caminho. No entanto, cada vinho tem uma temperatura ideal que deve conhecer.

As temperaturas ideais para cada tipo de vinho


vinho tinto

Havendo uma regra geral, não há, contudo, a temperatura perfeita para cada vinho, mas sim uma referência de graus mínimos e máximos, para que a qualidade não seja afetada e se possa desfrutar de um vinho nas suas plenas qualidades.

Para um vinho ser servido, sem afetar as suas características e ser honrado pelos nossos palatos, terá de seguir estas simples regras, que irão colocar o ato de apreciar um vinho num outro nível.

Vinho Tinto

  • Jovem: 11º a 14º
  • Encorpado: 15º a 17º
  • Velhos: 16º a 18º

Vinho Branco

  • Leve e doce: 6º a 8º
  • Encorpado: 10º a 12º
  • Velhos: 10º a 14º

Vinho Rosé

  • 7º a 10º

Vinho Espumante

  • Doce: 6º a 9º
  • Bruto: 6º a 12º

Vinho do Porto

  • Branco: 6º a 7º
  • Tawny: 12º a 16º
  • Vintage: 16º a 18º

Vinho Generoso /  Fortificado

  • Madeira: 10º a 14º
  • Moscatel: 12º a 14º

 

Como alcançar a temperatura de vinho perfeita


conservar em balde de gelo

Agora que já sabe a que temperatura deve estar o vinho, deverá pensar em formas de a conseguir obter.

Vinhos servidos à temperatura ambiente

No caso dos vinhos tintos, podem ser colocados em água quente, ou perto de uma fonte de calor, se estiver demasiado fresco, mas tenha cuidado, pois corre o risco de aumentar demasiado a temperatura e de danificar o rótulo.

Vinhos servidos a baixas temperaturas

No caso dos vinhos que deve ser servidos a temperaturas mais baixas também tem várias hipóteses: pode colocar no frigorífico, ou no congelador, ou servir num balde com gelo, mas poderá não conseguir refrescar por igual, além de que o vinho estará em contacto com outros produtos de aromas fortes que poderão condicionar a qualidade do vinho.

A forma ideal de conservar o vinho

A forma ideal de conservar o vinho é recorrendo a uma cave ou adega, pequenos frigoríficos para o vinho que permitem manter uma temperatura precisa, constante e regulável, bem como controlar a trepidação, a humidade, mantendo uma ventilação que evite o mofo.

Algumas até possuem fechadura e alarmes, avisando se a temperatura subir ou se a porta for deixada aberta durante muito tempo. Se é um verdadeiro amante de vinhos e colecionador, a aquisição de um artigo deste género fará toda a diferença. Veja as nossas sugestões:

>> Cave de vinhos ELECTRONIA HS-64WN

Este modelo tem capacidade para 16 garrafas, ocupa pouquíssimo espaço e poderá manter a temperatura dos vinhos entre os 5º e os 18º.

Preço: 129,99€

> Veja todas as informações sobre o produto aqui.

>> Cave de vinhos ELECTRONIA HS-125 WEN

Pesa 29 quilogramas, acomoda 34 garrafas na horizontal (tal como recomendam as boas práticas) e uma porta em vidro para ser mais fácil de visualizar o espaço livre e os vinhos que ali tem armazenados.

Preço: 199,99€

> Consulte mais informações sobre esta cave de vinhos aqui.

>> Cave de vinhos ELECTRONIA HS-168 WEN

Mais uma excelente sugestão de caves de vinhos que permite armazenar um total de 45 garrafas em duas zonas independentes de temperatura:

  • de 5ºC a 14ºC
  • de 10ºC a 18ºC

Preço: 249,99€

> Para mais informações sobre este produto, aceda aqui.

caves de vinho

Como a temperatura afeta a qualidade do vinho?


sabe a que temperatura deve estar o vinho e qualidade do vinho

As temperaturas influenciam, e muito, todo o processo de apreciação de qualquer tipo de vinho e pode determinar a sua apreciação sobre o mesmo. Existe uma regra geral que pode ter em conta neste processo: quanto maior é a temperatura do vinho, mais doce ele será; quanto mais baixa é a temperatura do vinho menor será a sensação da acidez dos vinhos; e quanto maior o teor em taninos maior deve ser a temperatura pois a adstringência diminui.

Isto resume a ideia de que os tintos reservas se devem servir à temperatura ambiente, os tintos jovens quando estão frescos, e os vinhos brancos devem ser servidos bem frios.

Vinho branco deve ser servido bem refrescante

É bem mais prático colocar uma garrafa de vinho no frigorífico, para refrescar, sem pensar na forma como se faz ou em como isso poderá afetar a sua qualidade.

Existe ainda outra forma bem simples de refrescar o vinho, sem ter que recorrer ao frigorífico. Basta submergir totalmente a garrafa num balde com partes iguais de água fria e de gelo, durante sete ou oito minutos. Se o balde for demasiado pequeno, coloque a garrafa de gargalo para baixo inicialmente, voltando-a após alguns minutos, para assegurar um arrefecimento homogéneo.

Independentemente da forma utilizada, é importante que o vinho esteja sempre inserido num saco refrigerador durante o tempo de consumo. No inverno, os cuidados não são tão extensos: basta colocar a garrafa de vinho uma ou duas horas no frigorífico, antes de servir.

Vinho tinto deve dar sensação de aconchego

Normalmente consumido à temperatura ambiente, o vinho tinto deve ser colocado na sala onde irá ser servido, para que possa aquecer natural e gradualmente. Todavia, se a casa estiver fria, mantenha a garrafa na cozinha enquanto prepara a refeição.

Poderá, neste caso, optar igualmente pela técnica do balde com água, mas, desta vez, com água quente ou envolver a garrafa numa toalha ou pano previamente embebido em água aquecida. Sempre com cuidado, para não sobreaquecer este néctar dos deuses. Esqueça a ideia de colocar a garrafa junto de fontes de calor demasiado intensas, como os radiadores ou lareiras.

Veja também:

Ler mais