Rinite: saiba como identificar os dois tipos

A rinite é uma doença muito comum, chegando a atingir 39.7% dos adolescentes entre os 13 e os 14 anos de idade. Apesar de ser uma doença sem cura, existem maneiras de controlar os sintomas.

Rinite: saiba como identificar os dois tipos
Esta doença é uma das principais causas de obstrução nasal.

A rinite é uma das principais causas de obstrução nasal. Consiste num processo inflamatório da mucosa nasal e, como consequência, a área de passagem do ar fica diminuída. Este problema pode estar associado a fatores alérgicos ou não alérgicos. O tipo mais comum é a rinite alérgica.

Embora a sua prevalência varie significativamente entre vários países, a rinite é uma doença muito comum. A sua prevalência entre crianças entre os 6 e os 7 de idade anos varia entre 0,8% e 14,9%. Em adolescentes entre os 13 e os 14 de idade anos varia entre 1,4 e 39,7%. Nos adultos varia entre 5,9% em França e 29% no Reino Unido.

O que é a rinite?


congestionamento nasal

A rinite consiste na inflamação da membrana mucosa da cavidade nasal. A inflamação da mucosa pode ser provocada por bactérias, vírus, alergénios ou substâncias irritantes. Este processo faz com que haja uma produção de muco em grande quantidade, que se acumula provocando congestionamento do nariz e garganta.

Plano de Saúde Grátis
Cuide da sua saúde. Obtenha consultas de clínica geral, medicina dentária e especialidade médicas gratuitas.Peça aqui o seu plano grátis.

No caso da rinite alérgica, a inflamação da mucosa é provocada pela degranulação dos mastócitos na cavidade nasal. Quando os mastócitos sofrem degranulação libertam histamina, entre outras substâncias químicas, iniciando uma reação inflamatória que pode provocar sintomas para além da cavidade nasal como a fadiga e mal estar. Esta doença tem origem infecciosa e pode provocar complicações como a pneumonia.

Quais são os tipos de rinite existentes?


mulher com rinite alergica

Existem dois tipos de rinite: a alérgica e a não alérgica ou vasomotora.

Rinite alérgica

Esta doença inicia-se quando um indivíduo alérgico inala uma substância alergenea ativando o seu sistema imunitário.

Considera-se que um indivíduo é alérgico quando, ao entrar em contacto com uma determinada substância, o seu sistema imunitário inicia a produção de anticorpos para a combater como se de um agente agressor para o organismo se tratasse (uma bactéria ou um vírus, por exemplo).

Quando o indivíduo alérgico entra em contacto com o alergéneo o seu corpo passa a produzir histamina, substância responsável pelos principais sintomas.

Rinite vasomotora

A rinite vasomotora consiste na inflamação da mucosa nasal devido a alterações dos vasos sanguíneos presentes nos cornetos nasais.

Estes vasos sanguíneos sofrem dois fenómenos opostos: vasoconstrição que corresponde à diminuição do seu calibre e vasodilatação que corresponde ao aumento do seu calibre. Normalmente, os vasos sanguíneos encontram-se num estado intermédio entre estes dois.

A rinite vasomotora ocorre quando há dilatação dos vasos sanguíneos. A inflamação surge em pacientes com alteração da sensibilidade da mucosa nasal nas mudanças bruscas de temperatura.

Quais são os sintomas da rinite?


mulher com espirros constantes

Os sintomas típicos desta condição incluem:

  • Espirros;
  • Coriza;
  • Nariz entupido;
  • Lacrimejamento;
  • Comichão nos olhos, nariz e palato;
  • Dor de garganta;
  • Rouquidão;
  • Tosse;
  • Diminuição do olfato e paladar.

 

Qual é o tratamento mais adequeado para a rinite?


mulher em tratamento para a rinite

A rinite não tem cura. O tratamento desta doença passa pelo alivio dos sintomas, promovendo uma melhor qualidade de vida. No caso da rinite alérgica a primeira medida a tomar é evitar o contacto com os possíveis alergénios.

Lavagem nasal

A lavagem nasal com soluções salinas é utilizada para eliminar as partículas alergéneas da cavidade nasal. Este procedimento pode ser feito várias vezes ao dia.

Descongestionantes nasais

Não é recomendado que os descongestionantes nasais sejam utilizados durante mais de 3 dias consecutivos, uma vez que podem provocar dependência. Os descongestionantes provocam uma constrição dos vasos sanguíneos nasais e uma consequente diminuição da produção de secreções, levando ao alivio dos sintomas.

Anti-histamínicos

Os medicamentos anti-histamínicos são usados para inibir a ação da histamina. Apesar de serem eficazes contra os espirros, a comichão e a coriza, não têm ação sobre a congestão nasal.

Corticóides

Estes medicamentos devem ser utilizados apenas sob recomendação médica. Os corticóides de aplicação nasal são a primeira linha de tratamento da rinite alérgica.

Ao contrário dos corticóides sistémicos, os corticóis de utilização nasal são seguros, podendo ser utilizados durante vários anos.

Imunoterapia

Tem como objetivo dessensibilizar o indivíduo aos alergéneos através da administração de vacinas. O alergéneo é injetado em pequenas doses para diminuir gradualmente a resposta imunitária à sua exposição. A imunoterapia dura alguns anos e não deve ser interrompida.

Cuide da sua saúde. Consiga aqui consultas de clínica geral, medicina dentária e especialidade médica gratuitas!

Veja também:

Ler mais
Isabel Silva Isabel Silva

Isabel Silva é enfermeira por paixão, licenciada pela Escola Superior de Enfermagem do Porto. Sempre quis seguir a área da saúde e acredita que a informação é uma ferramenta essencial para a saúde da população, e que cabe aos profissionais de saúde transmiti-la de forma relevante e fidedigna para que cada indivíduo seja capaz de tomar decisões importantes relativamente à sua saúde e ao seu bem-estar.