Os pilares da recuperação muscular pós-treino

Os pilares da recuperação muscular pós-treino

Siga as nossas dicas para recuperar com mais facilidade.

Recuperação ativa, alimentação, hidratação e descanso são os pilares da recuperação muscular. 

A recuperação muscular pós-treino é a parte que mais faz pessoas desistirem de treinar!

Em tom de brincadeira ouvimos dizer muitas vezes que o pior não foi o treino, mas os dias a seguir. É natural que quanto menos familiarizados estamos com o exercício físico, mais nos custe a recuperação pós-treino, uma vez que passamos por uma série de processos inflamatórios e anti-inflamatórios nesta recuperação.

Não obstante, para que se atinjam resultados é fundamental que se descanse e que a musculatura tenha o repouso suficiente para uma boa recuperação pós treino pois, caso contrário, estes resultados ficam inacabados.


Os 4 pilares da recuperação muscular pós-treino


Hidratação
Pronto para malhar pesado?
Obtenha um plano de exercícios para atingir os seus objectivos! Saiba tudo aqui !

De forma a podermos melhorar a qualidade da nossa recuperação muscular, há 4 pilares que temos que ter em conta mesmo antes do momento dessa recuperação:


Alimentação

  • Aporte de proteínas e sais minerais, responsáveis pela aceleração da recuperação muscular;
     
  • Batidos proteicos ajudam ao aporte dos nutrientes necessários ao bom funcionamento e recuperação muscular;
     
  • Vários estudos assumem que o Ómega 3 e os antioxidantes são ótimos para acelerar a recuperação muscular. Por este motivo, atum e outros peixes gordos, assim como frutos vermelhos, gengibre e outros alimentos antioxidantes devem estar incluídos na dieta.



Hidratação

  • A ingestão de água de forma adequada é fundamental antes, durante e após o treino para que se garantam bons níveis de recuperação muscular;
     
  • Em determinados casos poderá ser aconselhado o consumo de bebidas isotónicas. 



Descanso

  • O descanso é por vezes descurado, apesar de ser um dos principais pilares da recuperação;
     
  • O sono ajuda o nosso metabolismo a focar-se nas funções vitais e a melhorar os níveis de recuperação muscular;
     
  • Ao mesmo tempo, é preciso notar que o descanso não é apenas o número de horas de sono de uma pessoa por noite, mas também, o horário em que este descanso é realizado e o tempo de descanso entre treinos.
 


Recuperação ativa

  • Alongamentos são boas opções para ajudar na recuperação muscular, uma vez que estiram os músculos, acelerando o processo anabólico. Atenção que alongar não é um treino de flexibilidade!
     
  • Massajar os músculos pode também ser benéfico na atenuação da sensação retardada de dor muscular, isto é, dos “músculos doridos”;
     
  • Caminhadas, pequenas corridas, nadar tranquilamente, são meios de recuperação ativa, ou seja, que permitem que os músculos vão recuperando ainda quentes, diminuindo dores musculares e potenciando o processo de recuperação. 

 

Receba aqui um plano com exercícios para malhar e ficar em forma !



Veja também: