Quando o stress engorda, o que fazer?

Quando o stress engorda, o que fazer?

O stress pode ser um dos seus piores inimigos na luta contra a balança.

Saiba porque é que o stress e a ansiedade contribuem para o aumento de peso e aprenda a reconhecer os sinais de alerta. 
 

Sabia que o stress engorda? Pois bem, é mesmo verdade. Se há quem perca o apetite quando se sente stressado, há quem – por outro lado – se “vingue” na comida para se livrar do stress. O mais provável é, pelo menos uma vez, já o tenha feito. Os chocolates costumam ser os suspeitos do costume. Aliás, segundo um estudo publicado no British Journal of Clinical Psychology, as mulheres (principalmente elas) comem mais chocolate quando se sente mais ansiosas e fazem-no com o objetivo de melhorarem o seu estado emocional. Mas isso acontece por uma razão. Mas antes de avançarmos para essa explicação, convém perceber o que é o stress.

Tome nota:
O IMC é uma forma simples e eficaz de perceber se o seu peso é o ideal. Faça o teste agora.

Stress: o que é?

Dito de forma simples, o stress é a resposta do organismo a diversas situações, que podem ser positivas ou negativas, provocadas por motivos profissionais ou pessoais.
 

Porque é que o stress engorda?

O stress e o aumento de peso estão inevitavelmente ligados. Isto porque, independentemente da fonte de stress, o corpo reage e, além provocar alterações dos níveis de energia, do metabolismo e até da circulação sanguínea, ainda liberta hormonas no sangue, nomeadamente, o cortisol (a chamada hormona do stress) e a adrenalina, que interferem com o funcionamento do organismo. Por exemplo, perante elevados níveis de cortisol, pode verificar-se a supressão da função da tiroide ou desequilíbrios nos níveis de açúcar no sangue.

Verifica-se que em situações de stress as pessoas tendem a comer mais. Tudo porque o cérebro procura “soluções” para sair desse estado de stress e a resposta muitas vezes está na comida. 

Além disso, o stress pode desacelerar o metabolismo de algumas pessoas, fazendo com que o seu peso aumente.
Há ainda que considerar os alimentos escolhidos em situações de maior ansiedade. Além dos chocolates (já referidos), a opção recai muitas vezes sobre outros alimentos com muito açúcar, ou sal e gordura. 
 

O que fazer?

Descanse, o problema tem solução. O ideal seria que reduzisse os níveis de stress, mas se isso não for possível pode sempre aplicar algumas estratégias bem saudáveis. A American Psychological Association, aponta a prática de exercício físico com regularidade como um dos métodos mais eficazes para aliviar o stress. Além de o ajudar a “acalmar os nervos”, o exercício físico ainda o ajuda a perder esses “quilinhos a mais” e a manter a boa forma.

A par da atividade desportiva, sugerem ainda atividades como ler, ouvir música, fazer massagens ou – simplesmente – passar tempo com os amigos ou família, entre outras dicas. 

E claro, a mais óbvia: tenha cuidado com a sua alimentação. Nada melhor que uma alimentação saudável para não engordar. 

 

Veja também: