Psoríase do couro cabeludo: o que é, sintomas e tratamento

As causas para a psoríase do couro cabeludo ainda estão por esclarecer. O seu tratamento pode não ser definitivo mas pode minimizar os sintomas.

Psoríase do couro cabeludo: o que é, sintomas e tratamento
Este problema pode afetar apenas pequenas áreas ou mesmo todo o couro cabeludo.

A psoríase do couro cabeludo é habitualmente suave e pouco notória, mas em alguns casos a situação é bastante mais severa.

Nos casos mais graves pode durar muito tempo, causar comichões terríveis (as quais afetam na maioria dos casos o sono e o dia-a-dia do doente) e o coçar pode levar a infeções da pele e mesmo queda de cabelo.

O que é a psoríase do couro cabeludo?


A psoríase do couro cabeludo é um distúrbio de pele que causa manchas avermelhadas muitas vezes com relevo.


Pode aparecer como uma grande mancha única ou várias manchas mais pequenas, e pode mesmo afetar todo o couro cabeludo. Pode também alastrar para a testa, parte de trás do pescoço e até mesmo por trás ou dentro das orelhas.

A psoríase do couro cabeludo não é transmitida de pessoa para pessoa. À semelhança do que acontece com os outros tipos de psoríase, não se sabe o que causa este distúrbio.

Médicos acreditam que está relacionado com alguma anomalia do sistema imunitário que faz com as células da pele se desenvolvam rápido demais, causando as manchas. Aparentemente há também mais probabilidade de ter psoríase do couro cabeludo se já existirem antecedentes familiares.

Quais os sintomas da psoríase do couro cabeludo?


comichao na cabeca

O sintomas dos casos mais leves podem ser apenas pequenas manchas, mas os casos mais graves da psoríase do couro cabeludo podem incluir sintomas tais como:

  • Manchas vermelhas e irregulares;
  • Resíduos esbranquiçados semelhantes a caspa;
  • Couro cabeludo seco;
  • Comichão;
  • Ardência e dores;
  • Perda de cabelo.

Apesar de ser muito comum em casos graves da doença, a perda de cabelo não é causada pela psoríase mas sim pelo facto do doente coçar, devido à elevada comichão que a doença pode causar. Quase na totalidade dos casos o cabelo volta a crescer após a doença ter desaparecido.

Se tiver alguns destes sintomas deve consultar o seu médico ou dermatologista. Ele poderá apenas analisá-lo ou pedir para fazer uma biópsia para descartar condições semelhantes, como a dermatite seborreica.

Tratamento da psoríase do couro cabeludo


Tratamento tópico

shampo de tratamento

A primeira linha de defesa contra psoríase do couro cabeludo é o tratamento usado diretamente na pele:

  • Champô;
  • Creme;
  • Gel;
  • Loção;
  • Óleo;
  • Sabonete.

A maioria deles são de venda livre, mas os produtos mais fortes necessitam de prescrição médica para serem comprados. Os produtos de venda livre contêm habitualmente um de dois componentes aprovados para tratar a psoríase:

  • Ácido salicílico;
  • Alcatrão de carvão.

Os produtos que requerem prescrição médica podem ter concentrações maiores dos dois componentes referidos anteriormente, assim como:

  • Anthralin;
  • Antimicrobianos;
  • Derivados de Vitamina D;
  • Outros corticóides de aplicação tópica;
  • Tazaroteno, um derivado da vitamina A.

Para que estes tratamentos funcionem, eles devem ser colocados no couro cabeludo e não apenas no cabelo. Siga as instruções à risca até a sua pele ficar curada, o que pode levar até 8 semanas ou mais.

Assim que a psoríase tiver desaparecido, poderá evitar que a mesma reapareça usando um champô com alcatrão de carvão ou outro medicamento.

Outros tratamentos

injecao de medicamentos corticoides

Se tiver psoríase do couro cabeludo de uma forma menos grave, o seu médico ou dermatologista pode considerar injetar medicamentos corticóides diretamente nas áreas afetadas.

Se o seus sintomas não responderem corretamente aos tratamento tópicos, a fototerapia com fonte de luz laser ou não laser podem ser uma ajuda.

Viver com psoríase do couro cabeludo


Não existe uma cura definitiva, mas existem alguns tratamentos para ajudar com os sintomas, e para prevenir que os mesmos regressem.

Os doentes que levam o plano de tratamento à risca raramente têm que suportar a psoríase grave por muito tempo.

Os grupos de apoio a doentes com psoríase podem também oferecer dicas valiosas para ajudar os tratamentos médicos a terem os melhores resultados, e atenuar o stress e tristeza muito comuns a doentes de psoríase.

Veja também:

Ler mais
Isabel Silva Isabel Silva

Isabel Silva é enfermeira por paixão, licenciada pela Escola Superior de Enfermagem do Porto. Sempre quis seguir a área da saúde e acredita que a informação é uma ferramenta essencial para a saúde da população, e que cabe aos profissionais de saúde transmiti-la de forma relevante e fidedigna para que cada indivíduo seja capaz de tomar decisões importantes relativamente à sua saúde e ao seu bem-estar.