Proteína de soja: saiba mais

Proteína de soja: saiba mais

O consumo de produtos de soja está na moda. Saiba um pouco mais.

O consumo de proteína de soja está a aumentar. Conheça alguns factos e características sobre esta fonte proteica de origem vegetal.

A proteína de soja é obtida a partir do isolamento da proteína dos grãos de soja, que posteriormente são descascados e aos quais é removida a gordura.

Estes são então processados e dão origem a três tipos de produtos diferentes: farinha de soja, proteína de soja isolada e proteína de soja concentrada.

A proteína de soja isolada tem vindo a ser utilizada desde os anos 50 com finalidades funcionais.

Recentemente, a utilização da proteína de soja tem vindo a aumentar devido à sua associação com produtos alimentares/estilo de vida saudável, e por alguns benefícios usualmente associados ao seu consumo.
 

Os vários produtos de soja


Como acima mencionado, a proteína de soja pode surgir de diversas formas.


1. Farinha de soja

farinha de soja

A farinha de soja é feita através da trituração dos grãos de soja, o que por sua vez permite obter um pó de textura fina.

Tudo para manter a forma
Tenha acesso às melhores dicas de nutrição! Receba já conteúdo exclusivo!
Existem três tipos de farinha de soja: a farinha integral, a farinha que mantém a gordura natural e a farinha à qual são retirados os óleos – sendo que todas contêm aproximadamente 50% de proteína na sua constituição.

Devido ao facto de ser uma farinha isenta de glúten, normalmente as preparações e produtos feitos à base da farinha de soja possuem uma textura bastante densa.
 
 


2. Proteína de soja isolada

proteina isolada

É o tipo mais refinado de proteína e é maioritariamente utilizado em produtos de carne com o objetivo de melhorar a textura e a qualidade alimentar.

A proteína de soja isolada possui cerca de 90% de proteína – é feita a partir de farinha se soja à qual foram removidos todos os componentes não proteicos, gordura e hidratos de carbono.

Por este motivo, têm um sabor neutro e tem menos propensão de causar problemas como flatulência quando em comparação com a farinha de soja.

A proteína de soja isolada é também utilizada por praticantes de exercício físico como suplemento alimentar, na mesma vertente do que, por exemplo, a Whey – ou seja, para potenciar o crescimento de massa muscular.

Esta é uma boa alternativa para quem pretende aumentar a ingestão proteica antes ou após o treino e tem certas restrições alimentares, como, por exemplo, intolerância à lactose ou vegetarianismo.
 
 


3. Proteína de soja concentrada

proteina de soja concentrada

A proteína de soja concentrada é basicamente farinha de soja à qual são removidos os hidratos de carbono hidrossolúveis.

Este tipo de proteína de soja retém grande parte da fibra inicial. É frequentemente usada como um ingrediente funcional ou nutritivo numa grande diversidade de produtos, nomeadamente produtos de pastelaria, cereais de pequeno-almoço e alguns produtos de carne.

A proteína de soja é usada em produtos de carne de modo a aumentar a retenção de água e gordura e para melhorar os seus valores nutricionais (mais proteína, menos gordura).
 

Proteína de soja texturizada


Este tipo de proteína de soja é feita através da proteína de soja concentrada, através do melhoramento da sua textura. Está disponível em textura granulada ou em cubos.

É necessário hidratar esta proteína de soja antes do seu consumo, sendo que quando é reidratada possui uma textura muito semelhante à carne.

Pode ser utilizada em substituição de produtos de origem animal, nomeadamente a carne, ou com o objetivo de melhorar a textura da mesma. Normalmente, contém cerca de 70% de proteína na sua constituição.

Tem um prazo de validade de cerca de um ano, contudo, depois de reidratada deve ser mantida no frigorífico e ser consumida no prazo de três dias.
 

Valor nutricional 


A proteína dos grãos de soja é uma proteína completa, uma vez que fornece todos os aminoácidos essenciais (ou seja, aqueles que o organismo humano não consegue sintetizar e que têm que ser obtidos através da alimentação).

É uma proteína semelhante à das restantes leguminosas, sendo também uma das fontes dietéticas de proteína mais baratas – sendo este um dos fatores preponderantes que justificam a sua importância na alimentação vegetariana e vegan.


Fortificação


A fortificação da proteína de soja com vitaminas e minerais podem ser utilizadas para tornar os produtos de soja nutricionalmente semelhantes a produtos de origem animal – uma vez que a qualidade da proteína já é praticamente equivalente.

Existem algumas controvérsias relacionadas com o consumo de soja, nomeadamente no que diz respeito ao "leite" de soja. Saiba mais sobre os as possíveis vantagens ou desvantagens sobre o consumo de soja aqui.

Saiba as melhores dicas para ficar em forma !

 

Veja também: