Postura: qual a mais correta e quais as técnicas de correção?

Quantas vezes a sua postura não o afetou a nível físico e psíquico? Saber mais acerca das técnicas de correção postural vai melhorar significativamente a sua qualidade de vida. 

Powered by: Frederico Silva - Wellness Solutions
Postura: qual a mais correta e quais as técnicas de correção?
Saiba mais acerca das melhores técnicas para melhorar a sua postura corporal.

A postura que adotamos enquanto estamos sentados no trabalho afeta claramente a nossa condição física e mental.

Esta diminuição da condição física e do nosso estado mental tem consequências ao nível da nossa saúde física, mental e da nossa produtividade. 


Como é que isto acontece?



Comecemos pelas consequências negativas na nossa condição física.

Pessoas que passam inúmeras horas sentadas a trabalhar devido ao cansaço tendem a adotar uma postura mais desleixada e fechada. 

Pronto para malhar pesado?
Obtenha um plano de exercícios para atingir os seus objectivos! Saiba tudo aqui !
Esta postura normalmente caracteriza-se por avançar os ombros, avanço do pescoço, uma curvatura exagerada da coluna que pode provocar dores, normalmente na zona cervical e na zona lombar.

Em certos casos estas dores podem estender-se aos ombros e provocar dormência nos membros.


Problemas que podem surgir por adotar uma postura errada


  • Aumento da pressão nas vertebras e consequentemente nos discos vertebrais que pode contribuir para problemas degenerativos (doença discal degenerativa, hérnias, osteoartrite.);
  • Sobrecarga nos músculos da coluna que contrabalançam a adoção da má postura;
  • Sobrecarga nos ligamentos e articulações;
  • Aumento da pressão nos nervos e compressão dos vasos sanguíneos dificultando a boa circulação sanguínea.
A nossa fisiologia tem a capacidade de alterar o nosso estado mental, assim como o nosso estado mental influência a nossa fisiologia.

Quando nos sentimos bem e felizes temos tendência para andar de cabeça erguida e sorridentes, da mesma forma quando nos sentimos mal temos tendência a andar de cabeça para baixo e ombros caídos.

Assim sendo a má postura identificada anteriormente também tem um impacto negativo no nosso estado mental.


Impacto de uma má postura


Essa postura fechada tende a fazer com que nos sintamos mais fracos menos confiantes e com maiores níveis de stress o que nos pode levar ao insucesso.

Um estudo levado a cabo por duas psicólogas demonstrou que a nossa postura influência o nosso estado mental e a nossa produção de hormonas, nomeadamente a testosterona (hormona de dominância) e o cortisol (hormona do stress).

A adoção durante dois minutos de posturas associadas ao poder e de posturas associadas ao medo revelaram alterações nos nossos níveis de testosterona e cortisol.

Apenas dois minutos! Já imaginou o que poderá acontecer ao passarmos pelo menos 8 horas do dia numa postura fechada enquanto trabalhamos?

Pode fazer alguns testes simples para verificar estas alterações no seu estado mental. 
 
  • Quando estiver num estado negativo experimente segurar num lápis com os dentes obrigando a nossa boca a adotar um posição em que está a sorrir. Como se sente depois de alguns segundos? Melhorou um pouco o seu humor?!
  • Experimente estar durante 10 segundos sentado com os ombros caídos a olhar para baixo com as pernas cruzadas e diga em voz alta: eu sou um campeão! Como se sente? Aquilo que disse não fará grande sentido nem se sentirá muito confiante ao dize-lo?
  • Agora experimente colocar-se com o peito para fora, cabeça erguida de braços abertos e erguidos e diga em voz alta: eu sou um campeão! Como sente? Sente-se melhor? Com mais energia e confiança?
Que impacto é que isto pode ter no seu rendimento no trabalho? Quando é que você se sente mais produtivo, capaz de desenvolver um melhor trabalho e de lidar melhor com os seus clientes? Provavelmente quando se sente mais confiante e com menores níveis de stress.

As pessoas que adotam posturas associadas a poder tendem a ser mais confiantes, mais otimistas e a arriscar mais, ser menos reativas ao stress e mais descontraídas.

Assim sendo, como já vimos a nossa má postura pode ser negativa para nós a nível físico podendo provocar dores no nosso corpo e afeta o nosso estado psicológico. Isto tem um grande impacto quer na nossa vida pessoal, quer na nossa vida profissional.

As dores de costas são muito incomodativas e podem fazer com que percamos o nosso foco no trabalho.

Para além disso o facto de a má postura influenciar o nosso estado mental pode levar a sermos menos produtivos, passarmos uma mensagem menos entusiasta aos nossos clientes o que pode afetar as vendas e a relação com eles entre outras coisas.


Técnicas de correção postural


correcao da postura
As boas notícias são que podemos contrariar estes efeitos de várias formas e todas elas são muito simples. 
 
  • Ter mais consciência corporal e adotar uma postura mais ereta, mais aberta e de cabeça levantada;
  • Levantarmo-nos da nossa cadeira várias vezes ao dia e se possível caminhar pelo escritório/local de trabalho;
  • Quando caminhamos também devemos ter em atenção a nossa postura;
  • Fazer exercícios de reforço muscular.
Os exercícios de reforço muscular contribuem para corrigir problemas já detetados, melhorar a mobilidade da coluna sem dor e para prevenir/diminuir o risco lesões.

Exercícios de musculação, realizados com cargas adequadas ao nosso nível e específicos para os nossos problemas, são a melhor solução para prevenir e corrigir problemas na coluna.

Pequenos gestos realizados diariamente podem conduzir a grandes resultados.

Conhece alguém com este tipo de problemas? Partilhe com essa pessoa este artigo!

Num próximo artigo iremos apresentar algum exercícios e os benefícios que poderemos obter ao realiza-los. 
 

Receba aqui um plano com exercícios para malhar e ficar em forma !

 

Veja também:

Prof. Ricardo Pinto Prof. Ricardo Pinto

Ricardo Pinto é coordenador do projeto Wellness Corporate da Wellness Solutions®. Licenciado em Ciências do Desporto pela Faculdade de Desporto da Universidade do Porto (FADEUP) é certificado como Coach e Practitioner de PNL (Programação Neurolinguística). É um empreendedor e apaixonado pela área de exercício físico e saúde.