O que não fazer num plano alimentar para perder peso

O que não fazer num plano alimentar para perder peso

Saiba 7 coisas que não deve fazer se está a tentar emagrecer.

Saber o que não deve fazer se está a seguir um plano alimentar para perder peso é essencial para ter sucesso. Veja connosco e começe hoje a corrigir os seus erros.
 

O processo da perda de peso depende de indivíduo para indivíduo e nem sempre é fácil e linear.

Deste modo, saber o que não deve fazer se está a seguir um plano alimentar para perder peso pode ser útil e ajudar na reeducação alimentar e no estabelecimento de hábitos alimentares saudáveis. 

Idealmente deve passar a ter sempre, e não só durante o período em que está a tentar perder esses quilos a mais, hábitos alimentares saudáveis e força de vontade.
 

7 dicas para ajudar a perder peso


ler rotulos


1. NÃO DESMOTIVE RAPIDAMENTE

Seja paciente com o seu organismo: perder peso nem sempre é fácil. Não fique desiludido se não conseguiu perder os quilos que queria no limite de tempo que tinha determinado – um plano alimentar para perder peso pode nem sempre surtir os efeitos desejados na janela temporal inicialmente pensada. 

Existem inúmeros fatores que podem ter interferência na perda de peso, como o metabolismo lento ou o stress.
Tudo para manter a forma
Tenha acesso às melhores dicas de nutrição! Receba já conteúdo exclusivo!

É importante ter um registo do seu peso ao longo do processo para monitorizar os resultados, mas não se pese todos os dias. Dependendo dos objetivos, faça um registo semanal ou quinzenal do seu peso. 

Contudo, se achar que o seu plano alimentar para perder peso não está a surtir efeito mesmo estando a cumprir tudo o que lhe foi recomendado, não tenha receio de falar com o profissional de nutrição ou dietética que o está a seguir – nem todas as pessoas são iguais e pode estar a precisar de um ajuste no seu plano.

O importante é não perder a motivação!

 


2. NÃO SALTE REFEIÇÕES

Continua a haver a ideia errada de que menos refeições correspondem a menos calorias consumidas. No entanto, saltar refeições faz com que, efetivamente, compense este défice ao longo do dia, acabando por ingerir mais do que deveria – o que não é, de todo, desejável se está a seguir um plano alimentar para perder peso.

Estudos mostram que as pessoas que tomam o pequeno-almoço diariamente têm menos peso do que as pessoas que saltam a primeira refeição do dia: por isso, comece o seu dia com um pequeno-almoço nutritivo e saudável.
 
 


3. NÃO DIGA ADEUS AOS HIDRATOS DE CARBONO

Os hidratos de carbono são frequentemente considerados indesejáveis num plano alimentar para perder peso. Porém, tenha atenção a que os hidratos de carbono são a principal fonte de energia do nosso organismo e que, por isso, devem ser incluídos na alimentação de forma equilibrada.

Deve, sim, reduzir ou eliminar os hidratos de carbono simples (vulgarmente chamados de açúcares) provenientes de alimentos processados como biscoitos, bolachas ou produtos de pastelarias e optar hidratos de carbono complexos, como, por exemplo, arroz e massa, idealmente na variante integral – devido ao seu alto teor em fibra, vão mantê-lo saciado durante mais tempo.
 
 


4. NÃO DEIXE DE LER OS RÓTULOS

Hoje em dia, os alimentos light, magros ou sem açúcar dominam as prateleiras dos supermercados. Se, por um lado, é bom haver uma maior disponibilidade de alimentos por onde escolher, é importante não descurar durante a compra dos mesmos.

A indústria alimentar, com objetivo de manter a palatabilidade dos alimentos, compensa frequentemente a falta de gordura de um produto alimentar com excesso de açúcar, e vice-versa.

Em suma, menos gordura ou menos açúcar nem sempre significa menos calorias – leia sempre os rótulos quando compra um alimento. Saiba mais sobre como interpretar rótulos alimentares aqui.
  
 


5. NÃO SE ESQUEÇA DE DORMIR…

… Horas suficientes. Durante o sono o organismo produz uma hormona que controla a sensação de saciedade. Se dormir pouco, esta substância não vai ser produzida em quantidades suficientes.

Consequentemente, no dia a seguir vai ter tendência a consumir mais alimentos para contrariar a sensação de fome.

Resumindo, assegure-se de que dorme pelo menos 7 horas por noite!
 
 


6. NÃO IGNORE AS PEQUENAS COISAS

Um quadradinho de chocolate depois do almoço na empresa, um resto de bolo que sobrou da sobremesa do filho, batatas fritas que petiscou enquanto via um filme … É muito fácil perder o rasto ao que comeu durante o dia.

Pequenos petiscos podem parecer inofensivos, mas podem ser a razão pela qual não está a conseguir ter sucesso mesmo seguindo um plano alimentar para perder peso.
 

Dica: Deixe as pequenas asneiras para ocasiões especiais, como aniversários ou casamentos. Ou, se preferir, defina um dia da semana em que pode pecar um bocadinho - nesse dia, disfrute do seu prato ou sobremesa favorita sem culpas. No dia a seguir, toca a voltar a entrar na rotina!

 


7. NÃO ARRANJE DESCULPAS PARA FALTAR AO GINÁSIO…

… Ou a outra atividade física qualquer. A alimentação pode ter o papel preponderante na perda de peso, mas se juntar à equação o exercício físico vai ter resultados mais rápidos, satisfatórios e duradouros. 

Idealmente, deve aliar treino cardiovascular a treino de musculação: um serve para ajudar a perder peso e outro a tonificar. Deste modo, informe-se junto de um profissional sobre qual o tipo de exercício mais adequado para si consoante as suas características e objetivos.

Saiba as melhores dicas para ficar em forma !

 

Veja também: