7 razões para fazer pilates na gravidez

7 razões para fazer pilates na gravidez

Tudo o que precisa saber

Se espera bebé, comece já as aulas de pilates na gravidez. Para assegurar uma gravidez tranquila, sem dores e um parto mais simples.

O método pilates na gravidez pode ser a salvação para muitas mulheres, durante os nove meses de gestação.

Por se tratar de um exercício que reforça os músculos centrais, que suportam a coluna vertebral, é indicado durante a gravidez por proporcionar um alívio na zona lombar, sobrecarregada com o peso do bebé. 

Está provado que, também na gravidez, o exercício físico tem benefícios comprovados tanto para a mãe quanto para o bebé, no entanto, deve primeiro confirmar com o seu médico se, no seu caso, não existe qualquer contraindicação.

Cuidados na prática de pilates na gravidez


hidratacao
Antes de lhe apresentarmos todos os benefícios deste exercício, deixamos um conselho muito importante: procure um estúdio, um professor ou fisioterapeuta especialista em pilates na gravidez, que saiba adaptar os exercícios não só à sua capacidade física mas também ao que o seu bebé pode suportar em cada fase da gestação.

Para a prática do exercício, apenas precisa de cumprir três cuidados essenciais:
 
Pronto para malhar pesado?
Obtenha um plano de exercícios para atingir os seus objectivos! Saiba tudo aqui !
  • alimentar-se uma hora antes
  • hidratar-se antes, durante e depois do exercício
  • usar roupa confortável, que permita os movimentos e a transpiração da pele

Se procura um local para fazer pilates na gravidez, sugerimos alguns estúdios:
 


7 benefícios do pilates na gravidez


maior flexibilidade
Ao praticar pilates na gravidez, não só garante que se mantém ativa, saudável e em forma, como terá menos dores, conseguirá um parte mais fácil e uma recuperação pós-parto mais rápida.
 

1. Maior consciência

Ao praticar pilates, seja durante a gravidez ou não, imediatamente a sua consciência corporal vai aumentar.

Ao ter mais consciência do seu corpo, mais facilmente conseguirá adotar uma postura que diminua o impacto do dia-a-dia e das alterações posturais resultantes da gravidez na sua coluna
 
 


2. Menos dor

Com o pilates, reforça os músculos do core (zona abdominal, costas, glúteos e zona pélvica) e ganha consciência corporal, logo, corrige a postura e, como resultado, reduz o desconforto durante a gestação, seja na zona lombar, dorsal cervical, dor ciática ou outras. 
 
 


3. Controlo do períneo

Os músculos do períneo são fundamentais mas muitas vezes negligenciado. Durante a gravidez é essencial que aumente a consciência sobre este grupo muscular e que aprenda a controlar o períneo, uma vez que este será essencial não só durante a gravidez como no parto e puerpério.
 
 


4. Respiração mais eficaz

A respiração é essencial em situações de stress ou de relaxamento. Durante a gravidez estará por diversas vezes em ambos os lados.

O pilates na gravidez ajuda a fazer da respiração uma aliada o que se revelará muito importante durante as contrações e todo o trabalho de parto.
 
 


5. Maior flexibilidade

Ao praticar pilates com regularidade, a sua flexibilidade sairá reforçada. Durante a gravidez, estes exercícios permitem a abertura da pelve, uma prática que ajudará durante o trabalho parto natural ou normal.
 
 


6. Controlo do peso

Ainda que não seja esse o principal foco do pilates, como qualquer exercício, com a prática regular, vai conseguir controlar o peso, um cuidado essencial durante a gravidez para evitar complicações como diabetes gestacional ou complicações durante o parto.
 
 


7. Melhor circulação sanguínea

Durante a gravidez, é possível que os membros fiquem inchadas, dormentes ou cansados. Com a prática de regular de pilates a circulação sanguínea é estimula o que ajuda a contrariar a tendência para a formação de edemas e varicosidades.

Receba aqui um plano com exercícios para malhar e ficar em forma !

 

Veja também: