As 15 perguntas mais frequentes quando se começa uma dieta

As 15 perguntas mais frequentes quando se começa uma dieta

Saiba tudo o que precisa para perder peso de forma saudável e consistente.

Conheça as perguntas mais frequentes quando se começa uma dieta e encontre as respostas que precisa no nosso artigo!

O excesso de peso e a obesidade, mais do que numa vertente estética, deverão ser encarados como uma questão de saúde. 

Na verdade, ter peso a mais prejudica todo o seu organismo e promove a contração de inúmeras doenças, incluindo doenças cardiovasculares e diabetes.

Deste modo e, em primeiro lugar, é necessário ter consciência que o excesso de peso advém de um aporte energético superior ao gasto, com exceção dos casos em que existem distúrbios endócrinos. 

Isto significa que, a maioria das pessoas, come mais do que necessita e, sobretudo, alimentos de elevado valor energético e fraco valor nutricional. 

Posto isto, iremos identificar as 15 perguntas mais frequentas quando se começa uma dieta e dar resposta às mesmas.
 

Perguntas mais frequentes


dieta


1. Porque se perde peso mais rapidamente no início de uma dieta?

As duas primeiras semanas são, normalmente, a altura em que se perde mais peso, devido, essencialmente, à perda de líquidos e, em menor escala, de massa gorda. 

Tudo para manter a forma
Tenha acesso às melhores dicas de nutrição! Receba já conteúdo exclusivo!
Posteriormente, o ritmo da perda peso abranda, visto que o organismo inicia um processo de adaptação metabólica, no sentido de lidar com a menor ingestão energética.

Esta adaptação consiste numa redução do metabolismo e numa adaptação hormonal que tem por objetivo aumentar o apetite e diminuir o gasto energético em repouso, favorecendo, assim, a perda de peso.

►Saiba mais sobre adaptação metabólica aqui.

Para contornar este processo de adaptação e continuar a perder peso, terá de induzir uma maior restrição alimentar ou praticar mais exercício físico tipo cardio.

Por isso é que quando inicia uma dieta de emagrecimento, não deve ser radical na restrição e esgotar logo os sítios onde pode “cortar”, senão vai ficar sem onde “cortar” cedo de mais. 

 


2. Qual o ritmo certo para perder peso?

É muito importante criar fasquias reais e saudáveis para a perda de peso.

Algumas dietas são muito desequilibradas, não fornecendo todos os nutrientes indispensáveis, podendo levar a graves distúrbios de saúde e ao desequilíbrio do sistema hormonal. 

O querer emagrecer-se a todo o custo, tem, muitas vezes, como consequência um fenómeno io-io, em que se perde muito peso para logo de seguida o adquirir com juros. 

Idealmente, deverá perder, no máximo, 1 kg por semana ou o correspondente a 1 % do seu peso inicial. 

Com perdas de peso superiores às indicadas, irá perder, essencialmente, massa muscular, e, consequentemente tonificação, que não é, de todo, o objetivo. 
 
 


3. Porque não perco peso, mas perco volume?

É perfeitamente normal, visto que quando treina, o organismo constrói músculo e queima gordura.

Um ganho (massa muscular) aliado a uma perda (de massa gorda) faz com que o peso se mantenha praticamente inalterado, mas que fique mais tonificado e que as suas medidas diminuam, particularmente em certas zonas!

A verdade é que o peso não é tudo, nem pouco mais ou menos! 

►Conheça aqui os melhores alimentos para ganhar massa muscular.
 
 


4. Ficar muito tempo sem comer engorda?

A resposta a esta pergunta será um sim, mas com um senão. 

Explicando melhor, quando fica muitas horas sem comer, o metabolismo abranda e começa a queimar menos calorias, fator este que prejudica o emagrecimento. 

Por outro lado, é libertada uma hormona chamada grelina, que aumenta os sinais de fome no cérebro e induz uma ingestão alimentar na refeição seguinte muito superior. 

No entanto, importa salientar que fazer refeições frequentes ao longo do dia pode também levar ao aumento de peso caso o balanço energético final seja positivo.

Isto é, quando faz mais refeições por dia, deve repartir o teor de alimentos e de energia por essas refeições e não comer o mesmo em cada uma delas, porque senão a ingestão energética total vai ser superior comparativamente a uma só refeição.
 
 


5. São recomendáveis as dietas vegetarianas para perder peso?

As dietas vegetarianas podem aportar muitas calorias se ingerir alimentos como batatas fritas, azeite ou óleo, arroz/massa/batata em quantidades elevadas. 

Os hortofrutícolas são aqueles alimentos que fornecem pouca energia e promovem uma maior sensação de saciedade, portanto são os verdadeiros aliados para quem quer emagrecer. 

No entanto, não precisa de seguir uma dieta vegetariana para os introduzir na sua alimentação!
 
 


6. Tenho que deixar de comer alimentos com hidratos de carbono?

Não. Os alimentos ricos em hidratos de carbono fornecem energia, fibra (principalmente na sua versão integral), vitaminas e minerais importantes para o bom funcionamento do organismo. 

O que deverá fazer é reduzir o seu consumo, principalmente de hidratos de carbono refinados, e não consumir imediatamente antes de ir dormir.

Neste caso, dê prioridade a alimentos ricos em proteína, que conferem maior saciedade e têm um impacto metabólico mais positivo.
 
 


7. Numa dieta de emagrecimento tenho de deixar de comer pão?

Não. O pão é rico em hidratos de carbono e contém pouca gordura e açúcares simples, sendo, por isso, um alimento equilibrado do ponto de vista nutricional. Deverá ser sempre privilegiado face a bolachas e cereais açucarados. 

No entanto, sendo um alimento rico em hidratos de carbono, deverá ingeri-lo com moderação e ter em atenção àquilo que coloca no seu interior, pois, muitas vezes, o recheio (principalmente manteiga, compotas e doces) é que aumenta significativamente as calorias fornecidas pelo pão.

►Descubra aqui qual o tipo de pão mais saudável.
 
 


8. É verdade que os alimentos integrais não engordam?

Não. Por muito que o surpreenda, a versão integral de alimentos como pão, massa e arroz tem as mesmas calorias que os tradicionais.

A única diferença é que são mais ricos em fibras e, por isso, conferem uma maior sensação de saciedade, ajudando a reduzir o apetite nas refeições seguintes.
 
 


9. Comer fruta antes das refeições ajuda a emagrecer?

As calorias correspondentes a determinada peça de fruta são as mesmas comendo antes ou depois das refeições. 

No entanto, comer a fruta antes da refeição induz maior saciedade e ajuda a que coma menos volume de alimento no prato. Além disso, poderá também ajudar a não cair na tentação de comer entradas antes da refeição.

No entanto, se quando come a fruta no início da refeição depois fica desconsolado no final e vai comer uma sobremesa mais doce e com mais calorias, já não compensa.
 
 


10. Posso comer banana quando estou em dieta?

A banana divide as opiniões dos especialistas no que diz respeito ao emagrecimento. Todavia, é unânime que se trata de um alimento muito rico nutricionalmente.

O verdadeiro problema está na quantidade e no tamanho que se come. Opte por uma banana da madeira ou meia banana das normais, pois assim irá ser equivalente a outra peça de fruta e não prejudicará a sua dieta.
 
 


11. A água engorda?

A água não tem calorias, tal como a água com gás, portanto o mito que engorda é totalmente falso. No entanto, uma elevada ingestão de água pode conduzir a um aumento de peso transitório, enquanto não for eliminada, visto que a água que também pesa.

O mesmo já não se pode dizer das águas de sabores, pois a maioria delas tem açúcar adicionado, o que já lhes confere valor energético.

Por outro lado, quando não ingere água em quantidades adequadas, o organismo começa a fazer a chamada retenção de líquidos. Esta retenção é, muitas vezes, responsável por inchaço nos membros inferiores e barriga. 

Além disso, uma boa ingestão hídrica ajuda a regular o trânsito intestinal e a reduzir o apetite nas refeições principais.
 
 


12. Podem consumir-se bebidas “light” à vontade numa dieta de emagrecimento?

Deverá ter cuidado com a designação “light” ou “diet”, pois, muitas vezes, a pesar de existir uma redução no teor de açúcar ou gordura do produto, continuam a ser alimentos com elevado valor energético. Como tal, o seu consumo não deverá ser indiscriminado.

Relativamente a bebidas sem açúcar, como alguns refrigerantes “zero”, aí já não implicam um aumento da ingestão energética, podendo ser consumidos com mais liberdade.
 
 


13. O azeite é uma gordura muito saudável, por isso posso consumir à vontade?

É verdade que o azeite é uma gordura saudável, a mais saudável de todas para temperar ou cozinhar. 

Contudo, deve ser consumido com muita moderação numa dieta de emagrecimento, visto que sendo uma gordura, por cada grama fornece cerca de 9 calorias, como qualquer outra gordura “menos saudável”.
 
 


14. As bebidas alcoólicas engordam muito?

Sim. Para se ter uma ideia, cada grama de álcool fornece 7 calorias, enquanto hidratos de carbono e proteína fornecem 4 e a gordura fornece 9 calorias.

Portanto, além dos alimentos, não se esqueça de moderar o álcool!
 
 


15. Como posso controlar o desejo por doces durante a dieta? Preciso de suplementos?

Em nenhuma dieta de emagrecimento são necessários suplementos para se atingir resultados. A força de vontade é o fator imperativo numa dieta. 

Claro que existem suplementos que poderão facilitar o processo de emagrecimento e a tentação por doces. Dentro destes, salientam-se o crómio, que aumenta a sensibilidade à insulina, diminui a sensação de fome repentina e o desejo por doces. 

►Saiba mais sobre suplementos para emagrecer aqui.

No entanto, se não pretender tomar suplementos, existem alimentos que poderão dar uma mãozinha. 

A canela é uma ótima aliada para combater o desejo por doces, pois é rica em polifenóis, um excelente antioxidante que ajuda a melhor a sensibilidade à insulina, controlando a estabilidade da glicemia.

Por outro lado, alimentos termogénicos, como o gengibre, a pimenta e o chá verde aceleram o metabolismo, permitindo “queimar” mais gordura e, consequentemente, calorias. 

Já o dente-de-leão e a alcachofra promovem a eliminação de gorduras a nível hepático, evitando a sua deposição. 
 

Em suma...


Não se esqueça que não deve perder num dia o que se acumulou durante anos.

Por isso, antes de iniciar a sua dieta de emagrecimento, deve consultar um nutricionista para obter um plano alimentar adequado às suas necessidades pessoais. 

Saiba as melhores dicas para ficar em forma !

 

Veja também:

Rita Lima Rita Lima

Rita Lima é nutricionista e trabalha, atualmente, no Boavista FC e nos ginásios Welldomus Fitness and SPA e CulturaFit Club no Porto. Durante 2 anos colaborou no projeto Dragon Force do Futebol Clube do Porto. É licenciada em Ciências da Nutrição pela Faculdade de Ciências da Nutrição e Alimentação da Universidade do Porto e frequentou o Curso de Nutrição no Desporto na mesma.