Dicas para ser bem sucedido num processo de perda de peso

Dicas para ser bem sucedido num processo de perda de peso

Descubra aqui a chave para o sucesso.

Quanto mais simples for o plano alimentar para perda de peso, mais fácil será cumpri-lo. Essa é a chave para se tornar, permanentemente, parte da sua rotina.

O processo de perda de peso é variável de indivíduo para indivíduo e nem sempre é fácil, principalmente quando se segue passo a passo o plano alimentar durante semanas e, depois de tanto sacrifício e esforço, os resultados não serem visíveis.

Por vezes dá vontade de desistir de tudo e voltar aos velhos hábitos, que apesar de errados eram mais satisfatórios e deixavam-nos mais felizes. 


No entanto, não podemos deixar que isso nos afete dessa forma. Aliás, nunca ninguém disse que fazer dieta é incrível, fácil de pôr em prática e que requer pouca força de vontade, que a privação de vários alimentos que adoramos, nos irá deixar de bom humor. 
Tudo para manter a forma
Tenha acesso às melhores dicas de nutrição! Receba já conteúdo exclusivo!

Antes de pensar em desistir de tudo é necessário perceber que o processo de perda de peso não é apenas gastar mais calorias do que aquelas que consumimos.

Na teoria funciona, mas na realidade o nosso organismo é bem mais complicado e complexo do que isso.

Ás vezes pequenos e inocentes erros são o que despoleta 
uma perda de peso deficitária, o que desregula o organismo, o que não nos permite atingir o nosso objetivo.
 

10 DICAS PARA UMA PERDA DE PESO BEM SUCEDIDA


caminhar


1. NÃO DESMOTIVE

Seja paciente com o seu organismo e mais importante, seja paciente consigo mesmo! Todos temos momentos de recaída, contratempos, dias complicados, com horários trocados. Acontece. É necessário sabermos perdoar esses momentos, esses erros inocentes e relaxar.

Uma vez não são vezes! Mesmo as pessoas mais bem sucedidas no processo de perda de peso, têm momentos inconstantes.

A alteração de hábitos requer tempo.

 


2. MANTENHA UM RELATÓRIO DAS SUAS REFEIÇÕES

Dá trabalho, é moroso, mas ajuda! Apontar tudo o que come ao longo do dia, ajudá-lo-à a perceber onde errou (se tiver errado).

Muitos indivíduos só têm noção do que fazem quando anotam e reparam nas quantidades que comeram ao final do dia, no refrigerante que já não bebia há 2 meses, e bebeu ontem, na tablete de chocolate que não comia há 1 ano, e comeu anteontem, na francesinha que já não se recordava de comer e, comeu hoje.

No final da semana, tudo somado dá muitos erros, muitas calorias a mais ingeridas.

 


3. BEBA BASTANTE ÁGUA

Um dos hábitos mais importantes num processo de perda de peso bem sucedida. Beber água em detrimento de refrigerantes e outras bebidas açucaradas é o factor chave. 

Dica: beber água gelada acelera o metabolismo.

 


4. NÃO ELIMINE OS HIDRATOS DE CARBONO

Estes macronutrientes são frequentemente considerados indesejados num plano alimentar para perda de peso. Contudo, não se deve esquecer que os hidratos de carbono são a principal fonte de energia do nosso organismo e que, devem ser incluídos na nossa alimentação de forma equilibrada.

Os hidratos de carbono simples (designados "açúcares") presentes nos produtos processados como, biscoitos, bolachas, produtos de pastelaria, devem sim ser reduzidos e/ou até eliminados do nosso quotidiano.

Em substituição dos açúcares temos como opção os hidratos de carbono complexos, 
o arroz, a massa, a aveia, preferencialmente na sua variante integral que, devido ao seu alto teor de fibra, o irão deixar saciado por mais tempo.

 


5. NÃO CONFUNDA "SAUDÁVEL" COM "POUCAS CALORIAS"

Existem pesquisas que demonstram que quando um consumidor vê palavras-chave como "sem açúcar", "isento de glúten", "rico em fibra", "baixo teor de gordura", em embalagens de alimentos, presumem automaticamente que o alimento em questão é de facto a melhor opção, pois possui baixo teor calórico. Uma ideia completamente errada!

Leia os rótulos dos produtos alimentares, mas com cuidado e concentrado. É importante conferir as informações nutricionais, bem como os ingredientes do produto. Só assim ficará a conhecer verdadeiramente o produto que está prestes a colocar no carrinho para levar para sua casa.

Não se deixe influenciar pelas nomenclaturas que vê descritas nas embalagens e muito menos considere que o produto tem poucas calorias.

 


6. NÃO SE ESQUEÇA DE DORMIR

Durante o sono o organismo produz uma hormona que controla a sensação de saciedade, a leptina.

Poucas horas de sono têm influência, uma vez que não é produzida leptina suficiente e, consequentemente no dia seguinte há um aumento da tendência para consumir mais alimentos para contrariar a sensação de fome.

Dica: Assegure-se que dorme, pelo menos, 7 horas por noite.

 


7. EVITE COMER QUANDO SE SENTE NERVOSO OU ANSIOSO

Comer para aliviar o stress tem consequências para uma perda de peso bem sucedida, uma vez que ficará mais propenso a comer alimentos ricos em gordura ou açúcares, para amenizar toda a tensão.

 


8. EXERCITE-SE

Se não tem tempo para ir ao ginásio, não tem mal. Exercite-se. De que forma? Estacione o carro mais longe do local onde pretende ir, obrigue-se a caminhar até lá, use as escadas em detrimento do elevador, aproveite a hora de almoço para caminhar. Assim que tiver oportunidade pense em inscrever-se no ginásio.

A alimentação tem um papel preponderante na perda de peso, mas quando associada ao exercício físico, os resultados irão ser mais rápidos, satisfatórios e duradouros.

 


9. NÃO DÊ DEMASIADA IMPORTÂNCIA À BALANÇA

É perfeitamente normal que num processo de perda de peso tenha curiosidade em pesar-se para ver a sua evoluação. No entanto, é errado fazê-lo.

O peso pode ser o mesmo desde que iniciou o plano alimentar, porém a composição corporal (percentagem de massa gorda e quantidade de massa muscular) é o que realmente é relevante e dita a evolução do indivíduo. Muitas das vezes o ponteiro da balança não mexe, no entanto está a ter grandes progressos e a ir em direção ao seu objetivo.

Pode haver perda de massa gorda, aumento de massa muscular, diminuição da gordura abdominal, maior percentagem de água no organismo, sentir-se melhor, com mais vitalidade e, esses resultados não serem visíveis na balança.

Dica: esqueça que a balança existe!

 


​10. NÃO CRIE EXPECTATIVAS IRREALISTAS

Hoje em dia são vários os casos de pessoas que perderam imensos quilos num curtíssimo espaço de tempo, influenciando os indivíduos fazendo-os crer que é possível, fácil e a forma mais correta de se perder peso.

O que ninguém conta é que, na verdade, estes são resultados extremos e anormais, que a maioria das pessoas simplesmente não consegue reproduzir.

Se o seu objetivo é perder peso desta forma, rápida e consistente, estas expectativas irreias podem levá-lo ao fracasso. Não há nada pior do que criar a expectativa de perder 5 quilos numa semana e na realidade apenas perder 500 gramas.

Emagrecer entre 500 gramas e um quilo por semana, ou até mesmo menos que isso é um grande progresso que deve ser aplaudido e elogiado. Assim sendo, não imponha objetivos que saiba que dificilmente serão alcançados.
 

Mensagem a reter


Se achar que o seu plano alimentar para perda de peso não está a surtir efeito mesmo estando a cumprir tudo o que lhe foi recomendado, não tenha receio de falar com o/a Nutricionista que o está a seguir, Nem todos os indivíduos são iguais e pode estar a precisar de um ajuste no seu plano alimentar.

Saiba as melhores dicas para ficar em forma !

 

Veja também: