Passagem de ano 2017/2018 na neve: 6 destinos de sonho

Se sonha com uma passagem de ano na neve, então fique descansado, pois temos as melhores sugestões de destinos para si.

Passagem de ano 2017/2018 na neve: 6 destinos de sonho
Prepare-se para um réveillon pintado de branco.

Nestes destinos de passagem de ano na neve encontrará paisagens de inverno dignas de um postal, e de palavras que até custam a sair pela sensação de emoção que sentirá.

Fazer bonecos de neve, praticar esqui, deslizar por uma qualquer colina… São algumas das atividades que esperam por si nestes destinos de passagem de ano 2017/2018 na neve que vão fazer as delícias de todos, dos mais novos aos mais velhos. Pois parece mesmo que há algo de mágico num local com neve, como se as casas ficassem mais iluminadas e brilhantes, as festas mais demoradas, as bebidas mais quentes, as pessoas mais calorosas, as comidas mais reconfortantes e o espírito mais aconchegado de sempre.

Seja num chalé ou num hotel, após ver as nossas sugestões, pondere passar a passagem de ano 2017/2018 na neve! Veja estes 6 destinos imperdíveis.

Passagem de ano na neve: para onde ir?


1. Serra da Estrela, Portugal

Passagem de ano na neve e serra da estrela

Independentemente da época do ano, a montanha mais alta de Portugal é um dos melhores destinos para a passagem de ano na neve. A Serra da Estrela providencia o cenário perfeito para alguns dias relaxantes em contato com a natureza e para uma profunda experiência no silêncio das alturas.

É praticamente o único lugar em Portugal onde pode esquiar, ou andar de trenó, fazer snowboard ou andar de moto de neve. Mas nem só de desportos de inverno vive a região. Aqui também pode seguir o curso de alguns grandes rios portugueses, como o Mondego, o Zêzere e o Alva, entre muitas outras atividades:

  • Subir à Torre, que é o ponto mais alto da Serra da Estrela;
  • Deliciar-se com o queijo Serra da Estrela;
  • Comprar meias de lã ou peças de design contemporâneas em burel, um tecido tradicional de lã portuguesa;
  • Admirar os vales do Zêzere, Loriga e Unhais da Serra;
  • Visitar o Museu do Pão em Seia.

Onde ficar?

2. Andorra

Andorra

Este país de pequenas dimensões localizado entre França e Espanha oferece, de longe, as melhores pistas de esqui e instalações de resorts dos Pirinéus. Assim que a neve derrete, não faltam caminhos incríveis pintados de branco e mais de 300 km de pistas de esqui onde pode praticar vários desportos de inverno.

Andorra tornou-se um destino turístico popular na Europa, principalmente entre os turistas da Espanha, França e Reino Unido, especialmente porque as encostas são ideais para pessoas menos experientes e para férias em famílias.

Outro ponto a favor? Como não é membro da União Europeia, em Andorra encontra uma grande variedade de produtos isentos de impostos, muito mais baratos do que nos países vizinhos, sendo esta uma lucrativa fonte de receita para o país.

Onde ficar?

3. Serra Nevada, Espanha

Serra nevada

O dramático cenário alpino da Serra Nevada estende-se por cerca de 75 km de oeste a leste e na província de Almería, em Espanha. Os picos selvagens cobertos de neve incluem o ponto mais alto da Espanha continental, enquanto os alcances mais baixos, conhecidos como Las Alpujarras são salpicados de pequenas aldeias quase perdidas no tempo.

O Parque Nacional Sierra Nevada de 862 km2 é o maior parque nacional de Espanha e abriga 2100 das sete mil espécies de plantas da Espanha, entre elas tipos exclusivos de açafrão, narciso, cardo, trevo e papoilas. O que parecem contrastar com as paisagens de encostas áridas, penhascos profundos, aldeias pintadas de branco e cidades nos cinturões inferiores da montanha.

Onde ficar?

4. Chamonix, França

Chamonix

Com as belas alturas brancas do maciço do Mont Blanc como seu cenário sensacional, o Vale de Chamonix mostra os Alpes como os mais dramáticos. É o pico mais alto da Europa Ocidental e o resort mais famoso e popular nos Alpes, no sudeste de França.

Mont Blanc é, então, a atração principal e a visão da cúpula deste gigante alpino de 4810 metros, e mesmo do topo do teleférico Teleferique l’Aiguille Du Midi de 3.842 metros, é espetacular.

Outra excelente atração de Chamonix é visitar a estrada de Montenvers para ver o glaciar Mer de Glace, o terceiro maior dos Alpes, e poder passar umas horas relaxadas num qualquer café ou restaurante e desfrutar de uma bebida quente e de uma comida de aconchego.

Onde ficar?

5. Zugspitze, Alemanha

Zugspitze

A Alemanha possui magníficos picos alpinos, e um deles, o mais alto e mais íngreme, atrai multidões de turistas de todo o mundo.

Referimo-nos à montanha Zugspitze, que atinge quase 3.000 metros de altura. A cordilheira com este famoso pico está localizada perto da estância de esqui de Garmisch-Partenkirchen, a cidade conhecida por ter recebido os Jogos Olímpicos de Inverno de 1936.

Além de todas as infraestruturas de qualidade existentes na região, a partir de 21 de dezembro, poderá também desfrutar do novo teleférico de Zugspitze.

Onde ficar?

6. Rovaniemi, Finlândia

Rovaniemi

Capital da Lapónia e casa do Pai Natal. Precisa de mais motivos para ponderar passar a passagem de ano 2017/2018 na neve, mais propriamente em Rovaniemi?

A cidade parece um oásis urbano no meio da região ártica e árida, onde a cultura, as atividades selvagens e os contos de fada ganham vida. Situada junto ao Círculo Ártico, a residência terrestre “oficial” do Pai Natal é uma cidade de grande crescimento turístico, onde se pode destacar o maravilhoso Museu Arktikum e a forma com que as ruas foram reconstruídas a partir de 1944: em formato de cabeça e galhos de rena.

Onde ficar?

Veja também:

Ler mais