O que fazer para parar de engordar? Truques e dicas essenciais

Para saber o que fazer para parar de engordar é preciso tomar consciência dos motivos que estão a impedir a manutenção ou perda de peso.

O que fazer para parar de engordar? Truques e dicas essenciais
Os primeiros passos para saber o que pode mudar.

Nem sempre é fácil perceber o que fazer para parar de engordar ainda para mais quando não sabe os motivos pelos quais o seu peso está elevado ou acima daquilo que gostaria ou que deveria de acordo com a sua estatura.

O processo que engloba a gestão de peso é complexo e cada caso deve ser avaliado individualmente, algo que poderá fazer com o apoio de um nutricionista.

Em primeiro lugar, antes de saber o que fazer para parar de engordar, tenha em consideração as seguintes questões. Pense sobre elas e escreva as respostas para ler e reflectir. Mais do que conhecer a solução, convém pensar sobre a causa do problema e que metas desejaria atingir:

  1. Qual o peso que quero atingir?
  2. Qual foi o peso mais alto que atingi?
  3. O motivo pelo qual quero emagrecer/parar de engordar
  4. O que é que já fiz parar parar de engordar?
  5. O que é que posso fazer para mudar ou quebrar o ciclo?

Ao responder às questões anteriores está a tomar consciência do que se passa consigo internamente, o que poderá depois ajudá-lo a estar mais receptivo às recomendações relativamente a aspectos comportamentais e a questões específicas da alimentação.

O que fazer para parar de engordar?


Parar de engordar e perder peso são coisas diferentes: o seu peso pode estar igual e não conseguir emagrecer ou, pelo contrário, e foquemo-nos nesta questão, o seu peso tem vindo a aumentar sem o conseguir controlar.

Calcule o seu IMC
Descubra o seu peso ideal e como atingir o seu objetivo! Calcular já.

Além dos aspectos comportamentais e motivacionais, que deverão ser pensados e, se verificar necessidade, consulte um profissional para o ajudar, deverá ter em conta alguns aspectos comportamentos e hábitos alimentares que poderão estar a contribuir para um aumento de peso exponencial, deixando um sentimento de descontrolo.

1. Mindfuleating

parar de engordar e fazer a refeicao pausamente

O tema é muito abrangente e refere-se à necessidade de comermos de forma consciente, pensada e tirarmos tempo para o momento da refeição e para pensarmos em aspectos que habitualmente não tomamos em consideração como: saciedade, fome emocional, sabor dos alimentos, qualidades dos alimentos e ambiente da refeição.

Tire tempo para as suas refeições, mastigue bem os alimentos, oiça o seu corpo e dê tempo para perceber se tem fome ou necessidade de comer, realize as suas refeições num local calmo e sentado, de preferência sem telemóvel, televisão ou  outra distracção.

2. Praticar exercício físico

mulher a praticar exercicio fisico ao ar livre

O exercício físico é fundamental: não só tem a capacidade de promover a produção de endorfinas (compostos químicos que contribuem para o bem-estar geral), como permite também aumentar o seu desgaste calórico e o fortalecimento da massa muscular.

Pratique exercício físico de uma forma que lhe dê prazer: ao ar livre, em casa ou num ginásio. Se já pratica exercício físico regularmente, considere aumentar a carga de treino ou mudar o tipo de exercícios.

3. Transportar refeições e snacks consigo

snacks saudaveis

A melhor forma de controlar o que come é fazer as suas próprias refeições. Além de ser mais barato permite que coma de forma saudável e de acordo com os seus gostos. Ainda que a ‘moda’ da marmita já esteja instalada, os extras ou os dias em que se esquece de levar almoço podem fazer a diferença já que acaba sempre por cometer excessos.

O facto de ‘provar’ ou petiscar ao longo do dia pode também estar na origem do aumento ponderal já que, sem se aperceber, está a ingerir calorias extra. Transportar os seus próprios snacks é uma boa alternativa, evitando comprar fora de casa, em cafés ou máquinas de vending.

4. Controle as porções

controlo das porcoes no prato

Se já tem uma alimentação cuidada e de qualidade, talvez algo esteja a falhar nas quantidades: controle as suas porções e. se achar benéfico, utilize pratos e tigelas de menores dimensões. Evite repetir as doses numa refeição e tome especial cuidado quando come fora: opte por dividir e partilhar uma dose ou peça para levar para casa o que sobrar, em vez de se obrigar a comer tudo. Cozinhar em menores quantidades também pode ser uma boa estratégia.

5. Beba muita água

beber agua do copo

Além do fator de hidratação, fundamental para o bom funcionamento do seu organismo, a água permite que se sinta saciado e que coma em menos quantidades para se sentir satisfeito. Além de beber água ao longo do dia (transporte consigo uma garrafa de 0,5L e vá enchendo ao longo do dia), opte por beber um copo cheio antes das refeições.

6. Considere metas realistas e foque-se na mudança de hábitos

habitos alimentares saudaveis

Perder peso rapidamente pode, por vezes, significar recuperá-lo facilmente depois de um regime de restrição. Foque-se em mudar hábitos e não em medidas rápidas e drásticas que, além de serem facilmente desmotivantes, contribuem para a perda de peso a curto prazo mas o mesmo não acontece se pensar nos resultados e evolução no futuro.

Estabeleça pequenas metas e procure atingi-las aos poucos, valorizando as suas vitórias e aceitando os obstáculos como parte do processo, sem que isso seja um motivo para desistir.

Calcule o seu IMC, descubra o seu peso ideal e a melhor forma de atingir os seus objetivos!

Veja também:

Ler mais
Margarida Beja Margarida Beja

Margarida Beja é Nutricionista (1859NE) e trabalha atualmente no Reino Unido na área da gestão de peso. Anteriormente, trabalhou também no âmbito da nutrição comunitária e nutrição clínica e esteve envolvida em projetos ligados à prevenção da obesidade infantil, coaching e marketing nutricional. É licenciada em Dietética e Nutrição pela Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa.