Para emagrecer não coma estes alimentos…

Para emagrecer não coma estes alimentos…

Há alimentos que são inimigos da dieta.

Saiba quais os alimentos que não deve comer para conseguir emagrecer. Alguns vão-lhe parecer muito familiares, mas não estranhe. Nós explicamos.

Está farto de tentar dietas atrás de dietas e esses “quilinhos a mais” parecem não querer ir embora? Pois saiba que para emagrecer, a dieta pode não ser o suficiente.

É que mesmo sem saber, pode estar a cometer alguns erros básicos, o que pode ser algo tão simples como comer certos alimentos, que na realidade são inimigos de qualquer dieta.

E não falamos apenas dos “suspeitos do costume”, como os fritos, refrigerantes ou doces, por exemplo. Há outros, alguns dos quais são tidos até como saudáveis. Surpreendido? Então descubra alguns dos alimentos que deve evitar para conseguir emagrecer.


5 Alimentos a evitar para conseguir emagrecer


 

1. Refrigerantes diet e/ou light 

Tudo para manter a forma
Tenha acesso às melhores dicas de nutrição! Receba já conteúdo exclusivo!
Esta é, provavelmente, uma das maiores falácias a que está sujeito.

Não se engane, se abusar deste tipo de alimentos não só vai ter dificuldade para emagrecer, como ainda pode ganhar algum peso.

Um artigo lançado na TIME Magazine sugere que após a ingestão de bebidas light/zero, o nosso organismo continua a querer encontrar uma forma de consumir as calorias associadas de quando se come algo doce. Assim, a tendência para fazer uma ingestão calórica excessiva é maior, visto que o organismo tem a necessidade de compensar essas calorias desejadas.
 


2. Frutos desifratados

Os frutos secos podem ser divididos em dois grupos: oleaginosas e frutos desidratados. E o importante é perceber que um deles é essencial na nossa dieta e o outro nem por isso.

As oleaginosas (que incluem as nozes, avelãs, amêndoas, amendoins, pistácios, etc) são ricas em gorduras boas (polinsaturadas), essenciais ao bom funcionamento do nosso organismo. Devem ser, como é óbvio, consumidas com moderação, no entanto não é este o grupo problemático.

Os frutos desidratados passam, como o próprio nome indica, por um processo de desifratação onde perdem a água que naturalmente faz parte da sua constituição. Isto faz com que estes frutos sejam reduzidos a frutose, o açúcar da fruta. Assim, 100 gramas de ameixas frescas fornecem apenas 50 kcal, enquanto que 100 gramas de ameixas desidratadas podem fornecer até quatro vezes mais calorias.
 


3. Barras de cereais

São práticas, saborosas e opções não faltam no mercado. Mais simples, com ou sem sabores, de fruta ou chocolate, a oferta é vasta. Mas se, para quem está de dieta, parece sempre uma boa ideia levar uma barrinha de cereais para “enganar” a fome, saiba que pode até ficar saciado na hora, mas não é a melhor estratégia se estiver a tentar perder peso.

Na realidade estas barras de cereais estão impregnadas de açúcares e gorduras, que além de não fazerem bem à sua saúde, ainda dificultam a perda de peso. Mas, ainda assim, nada como ler os rótulos para tentar escolher a opção mais saudável e com baixo teor calórico.

Se procura uma opção saudável e que o ajude a “dizer adeus” às “gordurinhas”, pode sempre fazer as suas próprias barras de cereais de casa.


4. Cereais matinais

Outro exemplo de alimentos que deve evitar para emagrecer. É um caso semelhante ao das barras de cereais. O problema é que com tanta oferta que há no mercado é fácil fazer escolhas erradas.

Os cereais considerados "mais saborosos" são, por norma, os mais calóricos e com maior adição de açúcar ou gordura. E nem toda a gente cumpre a dose referência (30 gramas) para poder, sem problemas, introduzir este tipo de cereais na sua alimentação, sem que daí não traga uns quiilinhos a mais!

Mas isso não significa que não existam boas opções. Geralmente os menos saborosos ou mais simples, são os mais saudáveis, porque são os “naturais”. Se não prescinde dos seus cereais pela manhã, a sugestão é que escolha os menos calóricos (não se esqueça de ler os rótulos) e depois apetreche o seu pequeno-almoço com um iogurte ou frutas, por exemplo.
 


5. Molhos nas saladas 

As saladas são formidáveis para quem quer perder peso (e não só), já que são ótimas fontes de nutrientes (como vitaminas, minerais, fibras ou hidratos de carbono, por exemplo). Mas há um senão. As saladas são boas sim, se forem mantidas simples.

Se quer mesmo perder peso, tenha atenção aos ingredientes que adiciona à sua salada, principalmente os molhos. E não, o azeite não é o seu maior inimigo. Muito pelo contrário. Deve mesmo adicionar azeite às suas saladas pois as suas vitaminas lipossolúveis apenas vão ser absorvidas na presença de gordura (de preferência a boa: polinsaturada).

Deve ter em atenção à quantidade que coloca e o que coloca. Maionese, molho de iogurte (processado), cocktail, ou outros do género não vão adicionar valor à sua salada. Muito pelo contrário.

Apenas vai adicionar gordura saturada e contribuir para um aumento de peso. Use e abuse dos vinagres, limão, lima, ervas e especiarias para darem mais sabor à sua salada. E estas sim, são boas opções para emagrecer.
 
Saiba as melhores dicas para ficar em forma !
 

Veja também: