Como se manifesta a pancreatite?

A pancreatite é uma doença grave que afeta 16 em cada 100 mil habitantes da Europa. O consumo excessivo de álcool e a presença de cálculos biliares são as principais causas.

Como se manifesta a pancreatite?
Esta é uma doença grave e potencialmente fatal.

O pâncreas é um orgão que se localiza atrás do estômago responsável pela produção de substâncias que participam na digestão e de hormonas. Quando o pâncreas fica inflamado, estamos perante uma pancreatite.

A pancreatite pode ser aguda ou crónica. Ambos os tipos desta doença são graves e potencialmente fatais. As causas mais comuns deste problema são a obstrução do conduto pancreático por cálculos biliares, o alcoolismo e o efeito adverso de medicamentos.

A sua incidência é de cerca de 18 em cada 100.000 habitantes nos Estados Unidos da América e cerca de 16 em cada 100.000 habitantes na Europa.

O que é a pancreatite?


pancreatite

O pâncreas é um órgão do aparelho digestivo que tem como função a produção de enzimas que participam na digestão de gorduras, açúcares e proteínas e, também, a produção de hormonas essenciais para regular os níveis de açúcar no sangue.

Plano de Saúde Grátis
Cuide da sua saúde. Obtenha consultas de clínica geral, medicina dentária e especialidade médicas gratuitas.Peça aqui o seu plano grátis.

A pancreatite caracteriza-se pela inflamação do pâncreas. Isto acontece quando as enzimas pancreáticas são libertadas no seu interior, dando início a um processo de digestão do próprio órgão.

Nesse processo, as lesões provocadas ao pâncreas podem permitir que as enzimas entrem na circulação sanguínea ou na cavidade abdominal, provocando irritação e inflamação nos outros órgãos..

Existem dois tipos de pancreatite:

  • Aguda: duração curta e normalmente reversível;
  • Crónica: persiste durante anos e é irreversível.

 

Quais são as suas causas da pancreatite?


pancreatite e consumo excessivo de alcool

As principais causas da pancreatite aguda são o consumo excessivo de álcool e os cálculos biliares.

Nas mulheres, a principal causa da doença é a obstrução por cálculos biliares, enquanto que nos homens o alcoolismo é o principal responsável.

Uma crise de pancreatite aguda pode surgir após uma ingestão excessiva de álcool ou após uma refeição exagerada. Também pode estar associada a infeções, medicamentos, traumatismos, doenças metabólicas, parotidite, níveis elevados de triglicerídeos e ainda após uma cirurgia abdominal.

Cerca de 10 a 15% dos casos tem origem desconhecida, e existem algumas formas da doença de origem hereditária. A forma crónica, em 70% dos casos, deve-se a consumo excessivo de bebidas alcoólicas. Como causas menos frequentes estão as doenças metabólicas, podendo ser também de origem hereditária.

Como se manifesta a pancreatite?


dor forte nas costas

Os sinais e sintomas mais frequentes da pancreatite são:

  • Dor intensa na região superior do abdómen que irradia para as costas;
  • Náuseas e vómitos;
  • Febre;
  • Sudação;
  • Taquicardia (aumento da frequência cardíaca;
  • Icterícia (coloração amarelada dos olhos e da pele).

É normal que surja diabetes devido à destruição das células responsáveis pela produção da insulina. Os indivíduos que sofrem desta doença também podem sofrer perda de peso devido à má absorção de alimentos. Isto acontece devido à ausência de produção de enzimas digestivas.

O indivíduo com pancreatite pode também ter fezes fétidas e volumosas devido à absorção inadequada dos alimentos. A coloração destas fezes é clara e com aspeto gorduroso.

Podem ser afetados outros orgãos como: o coração, provocando hipotensão e falência cardíaca; os rins provocando insuficiência renal; e os pulmões, provocando insuficiência respiratória.

Como se trata a pancreatite?


tratamento com soro

Perante uma pancreatite aguda, o tratamento tem como objetivo dar algum repouso ao pâncreas para diminuir a inflamação. Durante o internamento são administrados soros e analgésicos e não é permitido ingerir alimentos durante alguns dias.

Em aproximadamente 20% dos casos, a pancreatite ser grave ao ponto de ser necessário o internamento nos cuidados intensivos, para prevenir a lesão da outros órgãos como coração, rins ou pulmões.

No caso da forma crónica da doença, é essencial que o consumo de álcool seja interrompido totalmente. A maior parte dos doentes necessita de analgésicos fortes para diminuir a dor. Em alguns casos pode estar indicada a realização de cirurgia.

A administração de enzimas pancreáticas e de insulina (quando existe diabetes) é, normalmente, recomendada pelos médicos como forma de melhorar o estado nutricional e metabólico dos doentes.

Perante um caso de pancreatite, deve ser imediatamente consultado o médico, para iniciar o tratamento o mais rapidamente possível e impedir que a doença se agrave.

Cuide da sua saúde. Consiga aqui consultas de clínica geral, medicina dentária e especialidade médica gratuitas!

Veja também:

Ler mais
Isabel Silva Isabel Silva

Isabel Silva é enfermeira por paixão, licenciada pela Escola Superior de Enfermagem do Porto. Sempre quis seguir a área da saúde e acredita que a informação é uma ferramenta essencial para a saúde da população, e que cabe aos profissionais de saúde transmiti-la de forma relevante e fidedigna para que cada indivíduo seja capaz de tomar decisões importantes relativamente à sua saúde e ao seu bem-estar.